AAJ - Associação de Ajuda a Jovens
Consumidor omnichannel: como lidar com esse novo perfil?

Consumidor omnichannel: como lidar com esse novo perfil?

Você sabe o que é consumidor omnichannel? Se não, aqui vai uma rápida explicação: este perfil de cliente é aquele que utiliza diversos canais em seu processo de compra de forma integrada. 

De acordo com pesquisa realizada pela Ipsos, o varejo omnichannel significa que podemos comprar on-line, no celular ou na loja e optar por receber esses itens ou coletá-los em um local que seja conveniente para nós.

O estudo informou ainda que 60% dos consumidores omnichannel pesquisam on-line antes de comprar na loja, contra 27% que fazem o caminho inverso, pesquisam na loja antes de comprar on-line. 

A pesquisa da Ipsos traz também o interessante dado de que os consumidores omnichannel gastam 3,5 vezes mais do que aqueles que compram em apenas um único canal.

Dessa forma, conectar-se com os compradores nos momentos mais importantes, oferecendo um excelente atendimento para esse perfil de cliente que transita omnicanal, é essencial para encantá-lo e sair na frente da concorrência. 

Mas, como fazer isso? É sobre o que iremos falar a seguir neste artigo. 

O que é consumidor omnichannel e como encantá-lo?

Aprofundando um pouco o conceito, a experiência do consumidor omnichannel é composta por diversos pontos de contato, em uma variedade de canais que se conectam perfeitamente, permitindo que ele vá de um canal e ao outro, continuando a experiência de compra de onde parou.

Um exemplo do comportamento desse novo perfil de cliente seria o seguinte: ele realiza sua pesquisa online antes, procurando aprender sobre o produto ou serviço em questão. Ele também pode buscar sanar dúvidas adicionais no chat online da empresa, antes de ir à loja física comprar ou retirar seu pedido. Dessa forma, ele utiliza-se de vários canais de forma complementar.

Às vezes, essa pesquisa on-line realizada pelo consumidor omnichannel pode acontecer enquanto ele está na loja física, por meio do smartphone. Assim, se o preço da loja for competitivo, ele pode optar por já adquirir o produto ali mesmo, economizando com o frete. 

Com base nisso, para encantar esse perfil de cliente, é preciso oferecer uma ótima experiência em todos os canais, que tenha uma comunicação integrada e complementar. 

Aspectos que contribuem para isso na prática, são:

  • o seu site e o seu aplicativo devem ser responsivos, uma vez que cada vez mais as pessoas estão utilizando os dispositivos móveis na jornada de compra, especialmente para pesquisar preços; 
  • a sua loja física esteja preparada para atender com gentileza e eficiência, mesmo aqueles clientes que apenas querem saber mais sobre produtos para depois adquiri-los no site da marca;
  • seus canais atendimento omnichannel, como chat, SAC e WhatsApp, devem conseguir sanar as dúvidas do cliente com agilidade;
  • sua logística deve ocorrer de forma fluida, oferecendo a oportunidade de retirada do pedido em uma loja física próxima do cliente. 

Como impactar o consumidor omnichannel?

Se você quer positivamente impactar o consumidor omnichannel, oferecendo uma experiência que ele não vai esquecer então pratique essas dicas que vamos lhe apresentar na sequência. 

Abrace a era do cliente omnichannel

O surgimento deste perfil de consumidor representa uma transformação significativa na forma como se pensa sobre o varejo, mas esta mudança traz grandes oportunidades. 

Assim, para se engajar com seu cliente omnichannel, comece sua jornada entendendo as características específicas desses compradores.

Primeiro, conheça quem eles são e o que os impulsiona a comprar online e na loja, usando as ferramentas que ajudarão você a medir as compras on-line e off-line de forma eficaz em todos os canais. 

Depois, proporcione a seus clientes informações instantâneas e relevantes, não importa onde estejam ou qual dispositivo estejam usando. 

Também, crie uma estrutura organizacional, com incentivos para que suas equipes on-line e nas lojas trabalhem juntas, apoiando o objetivo comum de atrair compradores omnicanal mais leais e valiosos. 

Vamos abordar, na sequência, em mais detalhes cada um desses três pontos.

Conheça o comportamento do seu cliente omnichannel

Para envolver os consumidores na era do cliente omnichannel, primeiro você precisa entender quem eles são. Basicamente, isso significa conhecer fatores importantes sobre seus clientes, como sexo, demografia, localização, hábitos de navegação no site, hábitos de pesquisa e onde eles compram na loja. 

Mas, é preciso ir além disso e entender o comportamento do seu cliente nos detalhes, medindo a influência de todos os pontos de contato na jornada de compra do consumidor, nos diversos canais: online, offline e entre dispositivos.

Uma forma de fazer isso é  utilizando uma plataforma omnichannel, que rastreia a jornada do cliente em cada canal e fornece uma visão holística de como um cliente valioso faz uma compra.

Sugestão de leitura: Plataforma de atendimento omnichannel: todos os caminhos levam à satisfação do cliente

Ofereça aos consumidores omnichannel informações relevantes

Depois de entender o comportamento do seu cliente omnichannel, é importante pensar formas de prover a eles informações relevantes onde quer que estejam, melhorando a experiência deles. Por que isso? 

De acordo com pesquisa do Google realizada com Ipsos Media CT e Sterling Brands, três em cada quatro compradores que consideram úteis as informações sobre as lojas nos resultados de busca têm maior probabilidade de visitar esses locais físicos.

Essas informações incluem aspectos como a disponibilidade de um item na loja, localização e horário de funcionamento ou preços em uma unidade do estabelecimento que seja próxima.

Assim, formatos de anúncio de on-line para off-line podem melhorar a experiência de compra de seus clientes, facilitando a visualização da localização da loja, dos produtos e do inventário disponível no próprio anúncio.

Crie uma estrutura na sua empresa focada no cliente omnichannel

Depois de entender quem é o seu consumidor omnichannel e como provê-lo com informações relevantes, crie uma experiência de compra perfeita que resultará em uma venda. 

Para isso, você precisará de uma estrutura organizacional que apoie esse processo e esteja focado neste perfil de cliente. Na prática, significa incentivar a colaboração próxima entre suas equipes on-line e off-line (nas lojas), pensando em uma como o prolongamento da outra.

Por exemplo,  se as equipes de e-commerce são recompensadas apenas por compras online, o resultado provável é que eles não se esforçarão para executar campanhas digitais inovadoras que incluam a loja física nesse processo. 

Da mesma forma, se suas equipes de loja não forem recompensadas por contribuir com a venda on-line, dificilmente trabalharão para que isso aconteça.

Assim, o que se deve fazer é analisar de perto como seus funcionários e equipes estão organizados para apoiar o comportamento do cliente omnichannel, criando mecanismos para incentivar seus colaboradores a apoiar essa experiência.

CRM de vendas

O que é CRM de vendas e como montar uma estratégia certeira?

Se a sua empresa quer ter uma estratégia moderna e dinâmica, é importante saber o que é CRM de vendas e como ele pode agregar no trabalho da equipe antes, durante e depois das vendas. Além de auxiliar no relacionamento com os clientes.

Um relatório do LinkedIn sobre vendas concluiu que a adoção de um software de CRM impactou ou impactou muito 64% das empresas entrevistadas. 

A implementação desse tipo de sistema mostra a maturidade do negócio no mercado e a preocupação com investimentos que melhoram as operações e oferecem um atendimento de qualidade.

Se o foco do seu negócio é o cliente e seu comportamento, preferências e expectativas, este artigo é para você.

Explicamos o que é CRM de vendas, para que serve o sistema, motivos para adotar na sua empresa e como montar uma boa estratégia.

O que é CRM de vendas? 

O CRM de vendas é uma estratégia que se baseia na gestão de relacionamento com o cliente. O armazenamento de dados sobre leads e clientes, assim como as interações ao longo da jornada de compra, são feitos em um software que automatiza várias tarefas gerenciais realizadas pela equipe.

A sigla CRM significa Customer Relationship Management, ou seja, gestão de relacionamento com o cliente. As empresas que trabalham com o customer first, incluem os sistemas de CRM para otimizar o trabalho, conhecer melhor o perfil do cliente e como se relacionar com ele.

Dessa forma, o CRM de vendas é eficiente desde a prospecção de leads, passando pela conversão até o relação no pós-venda, o que garante a otimização das estratégias de retenção e fidelização.

Para que serve um CRM em vendas?

Um CRM de vendas serve para registrar e armazenar dados sobre os clientes, identificar oportunidades de conversão, registrar problemas e também administrar o relacionamento com os clientes.

Tanto a estratégia quanto o software de CRM de vendas em si podem ser compartilhadas — e o são com frequência — pelas equipes de vendas e de atendimento ao cliente.

Dessa forma, os dois times têm uma visão detalhada do que acontece no setor, além de conhecer os processos implementados, o que ajuda a manter a consistência do atendimento em todas as etapas pelas quais o cliente passa na sua jornada.

Muita gente acha que o processo de vendas acaba com a conversão do cliente, porém, o pós-venda chega para consolidar o relacionamento que foi duramente conquistado ao longo do tempo e dos esforços da equipe.

6 motivos para sua empresa usar o CRM no pós-venda

Agora que você já sabe o que é CRM de vendas e para que ele serve, pode estar em dúvida se é isso que sua empresa precisa para criar relacionamentos de qualidade e duradouros com os clientes. 

Especialmente, se o seu processo de venda é bem-sucedido e tem uma boa taxa de conversão. Mas já parou para analisar como é a abordagem no pós-venda?

O pós-venda é a etapa que começa depois da conversão do cliente e é um momento decisivo em que a empresa ganha um fã para a marca ou não. Isso porque é preciso ter canais abertos e disponíveis para atender com agilidade as chamadas.

Então, os alguns dos motivos para investir em um CRM no pós-venda e alinhar toda estratégia da empresa do início ao fim são:

Manter os clientes mais próximos da empresa 

Com um sistema de CRM de vendas fica fácil para os atendentes conhecerem cada cliente, consultando seu histórico por meio do software.

Conseguir atender um volume grande de clientes 

A automação dos processos faz toda a diferença para conseguir ser ágil no suporte e reduzir o tempo de espera por atendimento.

Reverter a alta taxa de cancelamento (churn rate) 

Se os clientes não estiverem satisfeitos com o produto/serviço, é no pós-venda que esse feedback aparece. Com o apoio do CRM de vendas, a equipe pode trabalhar para reverter os cancelamentos e a insatisfação.

Melhorar a integração entre os setores

Além dos vendedores e da equipe de suporte, o marketing também pode tirar muitos benefícios do CRM de vendas, melhorando a estratégia da empresa como um todo.

Facilitar o acesso às informações 

Quando uma empresa decide terceirizar o atendimento ao cliente, ter um CRM de vendas implementado facilita o compartilhamento de informações que pode ser feito de onde a nova equipe estiver, depois de autorizado o acesso.

Criar um follow up mais eficiente

É importante definir depois de quanto tempo da venda o cliente responde uma pesquisa de satisfação, por exemplo, e no CRM de vendas cada contato pode ser configurado para que os atendentes recebam lembretes no momento certo. 

Como montar uma estratégia de pós-venda com CRM?

Para conseguir obter todas as melhorias acima, é importante ter uma estratégia de pós-venda com CRM. Veja três pontos principais que devem ser bem definidos.

1. Mapeie os processos de pós-venda

A vantagem do CRM de vendas é centralizar em um sistema todos os processos, inclusive os de pós-venda, para que as ações sejam configuradas e executadas corretamente.

Para fazer isso, é essencial mapear todos os processos de pós-venda para que eles passem para o sistema na ordem em que devem ser executados. Isso será feito apenas uma vez e, depois, as atualizações acontecem direto no software.

2. Escolha uma boa opção de software

O próximo passo da estratégia de CRM de vendas é a escolha do software que vai ser implementado. É importante fazer uma pesquisa criteriosa e usar o período de teste para verificar se os recursos descritos estão mesmo disponíveis nas plataformas. 

Também é válido analisar a dificuldade de uso do CRM para que a adaptação da equipe de atendimento seja rápida. 

3. Defina indicadores para acompanhar os resultados

A maioria dos sistemas de CRM de vendas disponibiliza relatórios que podem ser personalizados de acordo com o objetivo da análise. Então, defina os indicadores de atendimento ao cliente que serão acompanhados no pós-venda como:

  • Taxa de retenção de clientes;
  • Customer Satisfaction Score (CSAT);
  • Performance dos canais;
  • Principais tópicos de atendimento;
  • Tempo Médio de Atendimento (TMA);
  • Tempo Médio de Espera (TME), entre outros.

Esses resultados vão ajudar a melhorar a qualidade dos processos de atendimento, traçar novas metas para a performance da equipe e, claro, aumentar a fidelização dos clientes.

Gostou de aprender o que é CRM de vendas e como utilizar a estratégia? Então, reúna a sua equipe e planeje a implementação de um sistema que vai elevar o desempenho do seu time. Bom trabalho!

Este artigo foi escrito por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM da Zendesk. Teste o Zendesk Sell gratuitamente e descubra como esta ferramenta pode melhorar sua prospecção e atendimento ao cliente.

 Aluguel de casas em Orlando

 Aluguel de casas em Orlando

Conhecer a Disney faz parte dos sonhos de muitas pessoas, mas quando chega o momento de visitar Orlando, a terra natal do Mickey, podem surgir muitas dúvidas. Uma das dúvidas mais comuns é: alugar casas em Orlando vale a pena?

Alugar casas em Orlando é uma ótima opção para quem vai viajar com a família, grupo de amigos ou pets, pois o espaço que a casa proporcionar dará mais liberdade e conforto para que todo mundo possa curtir a viagem da melhor forma.

Além disso, a locação de casas em orlando acaba saindo mais barato do que a hospedagem em um hotel, ainda mais se dividir o valor das diárias com o grupo de pessoas que irá viajar com você.

Outro fator é que o aluguel da casa não dispõe dos mesmo serviços do hotel, como o café da manhã e o serviço de quarto, entretanto, o valor que você irá economizar pode ser utilizado para se divertir nos parques ou fazer compras nos outlets em Orlando.

Para te ajudar nessa jornada, e tornar a sua viagem para Orlando o mais confortável e prática o possível, confira as dicas de casas para alugar em orlando, e como funciona o processo de locação.  

Como realizar a locação de casas em Orlando?

A primeira vista, alugar casas em Orlando pode não parecer tão fácil quanto a locação de casas no Brasil. Porém, com muito planejamento e pesquisa, é possível encontrar um local que supra todas as necessidades das pessoas que irão para a viagem orlando

Existem diversos tipos de imóveis disponíveis para alugar em Orlando, para escolher o ideal para você e seu grupo de viagem, é preciso definir algumas questões como:

  • Vai viajar em grupo?
  • Quantas pessoas irão?
  • Qual será o tempo de estadia?
  • O quanto o conforto é importante?
  • Pretende conhecer outros lugares do país?

Ter uma resposta para cada uma dessas perguntas é fundamental para encontrar a casa ideal com a ajuda de uma imobiliária florida. Afinal, a ajuda de profissionais experientes é de grande ajuda nesse momento.

Você também pode fazer essa transação diretamente com os proprietários da casa, mas com ajuda de um consultor que te aconselhe de forma que a negociação favoreça ambos os lados do contrato de locação.

Segurança deve ser a palavra-chave no momento da transação. Por isso, é essencial se precaver e procurar pela ajuda de profissionais qualificados e tomar outros cuidados, entre eles:

  • Buscar ajuda de profissionais especializados;
  • Pedir fotos de todos os cômodos da casa com antecedência;
  • Tomar cuidados com locais com preços muito abaixo do normal;
  • Não abrir mão de fazer um contrato de locação para a sua segurança.

Se atentar com o valor de casa em orlando é muito importante, pois casas com o valor muito abaixo das outras que estão no mercado podem acabar sendo um golpe, e ter um estrutura que vai acabar prejudicando a qualidade da sua viagem.

Documentação necessária para alugar casas em Orlando

Para alugar casas em Orlando é necessário estar com a documentação em dia. Ou seja, você deve comprovar crédito nos Estados Unidos e atestar a sua legalidade no país. Para comprovar crédito, é preciso do Tax ID, do passaporte ou do Cartão de Segurança Social.

Em seguida, é preciso ter a garantia do pagamento. Diferente da locação do Brasil, que pode exigir fiadores no momento da locação, na Flórida é exigido um depósito caução que pode ser equivalente a duas ou três vezes o valor do aluguel.

Uma verificação dos antecedentes criminais também pode ser solicitada em alguns casos, o que pode exigir o pagamento de uma taxa que pode variar entre 50 a 80 dólares, então é bom inserir a taxa no seu orçamento de pacote de viagem para disney.

Geralmente, os contratos são feitos de forma rápida e podem ser acordados até uma semana após o início das negociações. Diante disso, esteja com a documentação toda correta em mãos e com o dinheiro do depósito separado para realizar o pagamento.

Média de valores para locação de imóveis

O valor para realizar a locação de um imóvel em Orlando pode variar bastante de acordo com a localização, tamanho e o tempo de estadia. O fato de ser condomínios em orlando para alugar pode influenciar no valor do aluguel.

Isso porque as casas para alugar em condomínio oferecem maior comodidade e segurança para os inquilinos, o que acaba aumentando o seu valor para locação. Por conta disso, o valor médio varia entre 125 e 230 dólares por noite. 

Levando em conta que esse valor será dividido entre o grupo de pessoas que irá viajar e se hospedar com você, o valor total fica bem acessível. Para alugar uma casa padrão junto com mais 5 pessoas, por exemplo, cada um paga em média 40 dólares por noite.

Quais são os tipos de imóveis disponíveis para locação?

São vários os tipos de imóveis disponíveis para locação em Orlando. Para escolher o melhor tipo você e o seu grupo, é preciso estabelecer os objetivos principais da sua viagem e escolher aquele que irá suprir todas as necessidades do grupo.

Se vocês buscam todos os confortos que uma viagem, como refeições prontas e ficar bem próximo dos parques para economizar tempo de trajeto, talvez a melhor opção seja procurar por hotéis dentro da disney

Mas se você pretende economizar e visitar outros pontos turísticos além dos parques da Disney, a melhor opção pode ser alugar algum outro tipo de imóveis nas redondezas e dividir as diárias com o seu grupo de viagem.

A seguir, para ajudar na sua escolha de locação, confira algumas características de cada tipo de imóvel disponível para locação em Orlando.

Condos

Os condos são apartamentos muitos semelhantes ao que encontramos aqui no Brasil. Eles costumam ter entre 2 e 3 quartos, já serem mobiliados e equipados com utensílios, e ainda possuir uma vaga de garagem.

Esse tipo de imóvel pode ser o ideal para um pequeno grupo de viagem, para que todos fiquem confortáveis e bem acomodados dentro do imóvel.

Townhouse

As townhouses são as típicas casas americanas que costumamos ver em filmes e seriados. São casas geminadas que costumam ter um preço mais acessível. Elas também já são mobiliadas e equipadas com os principais utensílios para o dia a dia.

Essa estrutura maior e mais completa já costuma ser melhor se o seu grupo de viagem conta com mais de 4 pessoas, por exemplo. 

Kitnet

As kitnets costumam ser uma excelente opção para os mais jovens ou solteiros, por serem espaços pequenos e práticos. Além disso, apesar de serem um pouco menores que os outros imóveis, as kitnets são bem equipadas, confortáveis e até mesmo elegantes.

Lofts

Os lofts possuem mais espaços do que os kitnets e também costumam ser mais requintados. Com um pé-direito padrão mais alto do que os outros tipos de imóveis, permite a construção de um mezanino usado geralmente como quarto de dormir.

Nesse tipo de imóvel não há paredes para delimitar os cômodos, somente o banheiro. Por isso, pode ser mais interessante para casais ou uma dupla de amigos.

Apartments

Os apartments também possuem uma estrutura bem parecida com os apartamentos do Brasil, porém com a arquitetura inspirada nos lofts. Hoje em dia, o conceito aberto é uma grande tendência de decoração em Orlando.

Por conta disso, é bem comum encontrar apartamentos onde a cozinha, a sala de estar e a sala de jantar são integrados em apenas um único cômodo, permitindo que haja uma interação maior entre os inquilinos.

Casas independentes

As casas independentes são típicas nos Estados Unidos, sendo espaçosas, climatizadas e podem ser encontradas dentro dos condomínios fechados, bairros abertos e regiões rurais. Normalmente, esse tipo de moradia conta com garagem, jardim e espaço para piscina.

Além disso, esse tipo de imóvel costuma ser mais afastado um dos outros, proporcionando mais privacidade para os inquilinos, em comparação aos condos ou townhouses, por exemplo. 

Esse tipo de imóvel é ideal para grupos maiores, já que oferece mais espaço, conforto e privacidade em relação aos outros imóveis mencionados.

Afinal, qual tipo de imóvel escolher?

A decisão final de qual tipo de imóvel escolher para alugar vai depender de quantas pessoas irão na viagem com você, qual o valor de orçamento disponível para hospedagem e do roteiro que pretendem seguir na viagem. 

Cada tipo de imóvel irá oferecer comodidades diferentes para os inquilinos, além de variações de preço. O mais importante é saber o que irá suprir as necessidades de todos e escolher um profissional de confiança para ajudar na locação.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Markplan, site voltado para a veiculação de conteúdos relevantes sobre estratégias de negócios, pensados para abranger informações e novidades relacionadas aos maiores segmentos empresariais.

Como escolher uma vara de pescar?

Você sabe como escolher a vara de pescar? Escolher o equipamento de pesca correto é essencial para desfrutar deste belo esporte. Um esporte relaxante que oferece benefícios interessantes para quem o pratica. Como grandes fãs da pesca, queremos ajudá-lo a escolher a cana de pesca perfeita .

A  vara de pescar  é um item essencial para a pesca, juntamente com outros equipamentos ou instrumentos utilizados na pesca. Escolher a vara de pesca na loja de pesca ou online permitirá que você pratique este esporte de maneira ideal, o sucesso na captura depende disso, além de aproveitar e aprimorar as habilidades e os pontos fortes da atividade. 

Como escolher uma vara de pescar?

A primeira coisa que você deve saber é que existem muitos tipos de varas de pesca. E que para escolher o correto é necessário levar em consideração vários aspectos como peso, comprimento ou flexibilidade. E sobretudo, que se adapte às suas necessidades e ao uso que lhe vai dar.

É importante saber que tipos de peixes você quer pegar. A vara de pescar irá variar dependendo do tamanho e peso do peixe.

Também é importante saber onde você vai pescar, porque a mesma vara não é usada se você for pescar no mar ou em um rio, da praia, de um barco, de pedras, de um cais, etc.

Outra coisa que você deve ter em mente ao escolher uma vara de pescar é conhecer as partes da vara que serão úteis. Dependendo dos seus costumes ou hábitos de pesca, existem varas que combinam melhor com você do que outras.

Por fim, o orçamento que você tem é um fator essencial na hora de escolher uma vara de pescar.

Qual é a melhor vara de pescar?

Para responder à pergunta sobre qual é a melhor vara de pescar, temos que lhe dizer que não existe um modelo de vara de pesca ideal que funcione perfeitamente para todos. Como já mencionamos, o importante na hora de escolher é saber o uso que você vai dar: quem vai usar, em que águas, para que tipo de peixe, etc. Existem diferentes modelos dependendo do tipo de pesca e dependendo do pescador.

Existem no mercado varas de pesca de excelente qualidade, que contam com o apoio de marcas reconhecidas pela sua experiência na concepção e desenvolvimento deste tipo de artigos desportivos. Você os encontrará com designs inovadores, que incorporam avanços tecnológicos no tratamento de materiais para aprimorar equipamentos.

Alguns exemplos das melhores marcas são: Shimano, Daiwa, Magreel… entre muitas outras.

Qual é a melhor vara para pesca marítima?

Para pescar no mar é importante escolher varas com maior resistência e potência. Isso ocorre porque eles devem suportar as correntes marítimas e devem ser capazes de capturar espécimes maiores.

Essas varas diferem de outras varas de água doce principalmente no cabo, que é feito de um material para que o salitre não o afete, os anéis e ponteiro são feitos de material inoxidável e o diâmetro das varas é maior.

Como saber a qualidade de uma vara de pescar?

Em relação à qualidade da vara de pescar , é importante levar em consideração se os materiais com os quais cada um dos componentes é feito e se eles se adaptam ao tipo de pesca que você vai fazer.

Há três fatores fundamentais para poder dizer que estamos diante de uma boa vara:

  1. O tipo de material de cada componente: anéis, blank, haste, etc.
  2. A ergonomia da cana: o conforto, equilíbrio, manuseamento e peso da cana
  3. O tipo de carretel de pesca: vara e molinete devem formar um par perfeito

Em resumo, na hora de comprar varas de pescar, o mais indicado é ter todas as informações necessárias para que a decisão de compra seja a mais acertada. Seja qual for o seu nível, tenha sempre em mente os aspectos sobre os quais falamos. Temos certeza de que o modelo de vara de pesca que você compra atenderá às suas expectativas e necessidades.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

Manter um diário alimentar pode ajudá-lo a perder peso no ano novo

Um novo ano muitas vezes traz novas resoluções. Para muitos, uma resolução de Ano Novo é perder peso. Para alguns, essa resolução é feita anualmente, com pouco sucesso. Como este ano pode ser diferente? Vários estudos mostraram que as pessoas que mantêm diários alimentares são mais propensas a perder peso e mantê-lo. De fato, algumas pesquisas descobriram que as pessoas que mantêm um diário alimentar seis dias por semana perdem cerca de duas vezes mais peso do que aquelas que mantêm um diário alimentar um dia por semana ou menos.

Como escrever o que você come e bebe em um diário alimentar pode fazer a diferença?

Conscientização

Manter um diário alimentar aumenta sua consciência de quando, o quê, quanto e por que você está comendo. Muitos de nós são culpados de comer sem pensar e, a menos que escrevamos, pode nem registrar que realmente comemos certos alimentos. Para algumas pessoas, o ato de registrar cada mordida pode desencorajar o excesso de comida. As pessoas podem reconsiderar comer alguma coisa porque não querem anotá-la. Veja também orlistat para mais informações.

Identificar e mudar hábitos

Os diários alimentares podem ajudar as pessoas a identificar áreas onde podem fazer mudanças que as ajudarão a perder peso. Eles podem desvendar hábitos de comer em excesso e revelar gatilhos a serem evitados, como não comer o suficiente durante o dia e depois comer demais à noite ou “excessos sociais” quando na companhia de outras pessoas.

Aqui estão algumas dicas sobre como manter um diário alimentar pode levar a uma perda de peso bem-sucedida:

Decida o que gravar

Considere registrar o tempo, o tipo de alimento e a quantidade ingerida. Outra coisa que pode ser útil é incluir o local da refeição. Essas informações fornecerão informações sobre hábitos e gatilhos para uma alimentação saudável e “menos que saudável”. Para a pessoa com diabetes, também pode ser útil anotar a quantidade e o tipo de exercício durante o dia, qualquer medicação tomada e os resultados de açúcar no sangue.

Faça do diário um hábito

Pode ser melhor registrar a ingestão de alimentos ao longo do dia. Ou, pelo menos, reserve algum tempo no final do dia. O diário será mais preciso se a ingestão de alimentos for registrada logo após a ingestão. Sempre carregue seu diário alimentar com você ou use um aplicativo de rastreamento em seu computador ou outro dispositivo eletrônico.

Procure hábitos e gatilhos para mudar

Os diários alimentares por si só podem ajudar na perda de peso, mas podem ser ainda mais úteis quando você volta e revisa o que foi escrito. Um nutricionista também pode revisá-los com você para identificar padrões e fazer sugestões.

O objetivo de um diário alimentar não é ser perfeito. Erros vão acontecer e o ponto principal é manter-se motivado para usar essa ferramenta para promover a melhoria da saúde e a perda gradual de peso. Lembre-se, ao definir uma meta para perder peso, mesmo pequenas quantidades de perda de peso podem resultar em grandes melhorias nos níveis de açúcar no sangue, pressão arterial e colesterol. A perda de peso bem-sucedida significa que você ainda pode desfrutar da comida que ama com moderação. Seguir planos extremos de perda de peso ou eliminar grupos completos de alimentos de sua dieta pode funcionar contra as metas de perda de peso – levando você de volta ao ponto de partida ano após ano.

 Aluguel de casas em Orlando

 Aluguel de casas em Orlando

Conhecer a Disney faz parte dos sonhos de muitas pessoas, mas quando chega o momento de visitar Orlando, a terra natal do Mickey, podem surgir muitas dúvidas. Uma das dúvidas mais comuns é: alugar casas em Orlando vale a pena?

Alugar casas em Orlando é uma ótima opção para quem vai viajar com a família, grupo de amigos ou pets, pois o espaço que a casa proporcionar dará mais liberdade e conforto para que todo mundo possa curtir a viagem da melhor forma.

Além disso, a locação de casas em orlando acaba saindo mais barato do que a hospedagem em um hotel, ainda mais se dividir o valor das diárias com o grupo de pessoas que irá viajar com você.

Outro fator é que o aluguel da casa não dispõe dos mesmo serviços do hotel, como o café da manhã e o serviço de quarto, entretanto, o valor que você irá economizar pode ser utilizado para se divertir nos parques ou fazer compras nos outlets em Orlando.

Para te ajudar nessa jornada, e tornar a sua viagem para Orlando o mais confortável e prática o possível, confira as dicas de casas para alugar em orlando, e como funciona o processo de locação.  

Como realizar a locação de casas em Orlando?

A primeira vista, alugar casas em Orlando pode não parecer tão fácil quanto a locação de casas no Brasil. Porém, com muito planejamento e pesquisa, é possível encontrar um local que supra todas as necessidades das pessoas que irão para a viagem orlando

Existem diversos tipos de imóveis disponíveis para alugar em Orlando, para escolher o ideal para você e seu grupo de viagem, é preciso definir algumas questões como:

  • Vai viajar em grupo?
  • Quantas pessoas irão?
  • Qual será o tempo de estadia?
  • O quanto o conforto é importante?
  • Pretende conhecer outros lugares do país?

Ter uma resposta para cada uma dessas perguntas é fundamental para encontrar a casa ideal com a ajuda de uma imobiliária florida. Afinal, a ajuda de profissionais experientes é de grande ajuda nesse momento.

Você também pode fazer essa transação diretamente com os proprietários da casa, mas com ajuda de um consultor que te aconselhe de forma que a negociação favoreça ambos os lados do contrato de locação.

Segurança deve ser a palavra-chave no momento da transação. Por isso, é essencial se precaver e procurar pela ajuda de profissionais qualificados e tomar outros cuidados, entre eles:

  • Buscar ajuda de profissionais especializados;
  • Pedir fotos de todos os cômodos da casa com antecedência;
  • Tomar cuidados com locais com preços muito abaixo do normal;
  • Não abrir mão de fazer um contrato de locação para a sua segurança.

Se atentar com o valor de casa em orlando é muito importante, pois casas com o valor muito abaixo das outras que estão no mercado podem acabar sendo um golpe, e ter um estrutura que vai acabar prejudicando a qualidade da sua viagem.

Documentação necessária para alugar casas em Orlando

Para alugar casas em Orlando é necessário estar com a documentação em dia. Ou seja, você deve comprovar crédito nos Estados Unidos e atestar a sua legalidade no país. Para comprovar crédito, é preciso do Tax ID, do passaporte ou do Cartão de Segurança Social.

Em seguida, é preciso ter a garantia do pagamento. Diferente da locação do Brasil, que pode exigir fiadores no momento da locação, na Flórida é exigido um depósito caução que pode ser equivalente a duas ou três vezes o valor do aluguel.

Uma verificação dos antecedentes criminais também pode ser solicitada em alguns casos, o que pode exigir o pagamento de uma taxa que pode variar entre 50 a 80 dólares, então é bom inserir a taxa no seu orçamento de pacote de viagem para disney.

Geralmente, os contratos são feitos de forma rápida e podem ser acordados até uma semana após o início das negociações. Diante disso, esteja com a documentação toda correta em mãos e com o dinheiro do depósito separado para realizar o pagamento.

Média de valores para locação de imóveis

O valor para realizar a locação de um imóvel em Orlando pode variar bastante de acordo com a localização, tamanho e o tempo de estadia. O fato de ser condomínios em orlando para alugar pode influenciar no valor do aluguel.

Isso porque as casas para alugar em condomínio oferecem maior comodidade e segurança para os inquilinos, o que acaba aumentando o seu valor para locação. Por conta disso, o valor médio varia entre 125 e 230 dólares por noite. 

Levando em conta que esse valor será dividido entre o grupo de pessoas que irá viajar e se hospedar com você, o valor total fica bem acessível. Para alugar uma casa padrão junto com mais 5 pessoas, por exemplo, cada um paga em média 40 dólares por noite.

Quais são os tipos de imóveis disponíveis para locação?

São vários os tipos de imóveis disponíveis para locação em Orlando. Para escolher o melhor tipo você e o seu grupo, é preciso estabelecer os objetivos principais da sua viagem e escolher aquele que irá suprir todas as necessidades do grupo.

Se vocês buscam todos os confortos que uma viagem, como refeições prontas e ficar bem próximo dos parques para economizar tempo de trajeto, talvez a melhor opção seja procurar por hotéis dentro da disney

Mas se você pretende economizar e visitar outros pontos turísticos além dos parques da Disney, a melhor opção pode ser alugar algum outro tipo de imóveis nas redondezas e dividir as diárias com o seu grupo de viagem.

A seguir, para ajudar na sua escolha de locação, confira algumas características de cada tipo de imóvel disponível para locação em Orlando.

  1. Condos

Os condos são apartamentos muitos semelhantes ao que encontramos aqui no Brasil. Eles costumam ter entre 2 e 3 quartos, já serem mobiliados e equipados com utensílios, e ainda possuir uma vaga de garagem.

Esse tipo de imóvel pode ser o ideal para um pequeno grupo de viagem, para que todos fiquem confortáveis e bem acomodados dentro do imóvel.

  1. Townhouse

As townhouses são as típicas casas americanas que costumamos ver em filmes e seriados. São casas geminadas que costumam ter um preço mais acessível. Elas também já são mobiliadas e equipadas com os principais utensílios para o dia a dia.

Essa estrutura maior e mais completa já costuma ser melhor se o seu grupo de viagem conta com mais de 4 pessoas, por exemplo. 

  1. Kitnet

As kitnets costumam ser uma excelente opção para os mais jovens ou solteiros, por serem espaços pequenos e práticos. Além disso, apesar de serem um pouco menores que os outros imóveis, as kitnets são bem equipadas, confortáveis e até mesmo elegantes.

  1. Lofts

Os lofts possuem mais espaços do que os kitnets e também costumam ser mais requintados. Com um pé-direito padrão mais alto do que os outros tipos de imóveis, permite a construção de um mezanino usado geralmente como quarto de dormir.

Nesse tipo de imóvel não há paredes para delimitar os cômodos, somente o banheiro. Por isso, pode ser mais interessante para casais ou uma dupla de amigos.

  1. Apartments

Os apartments também possuem uma estrutura bem parecida com os apartamentos do Brasil, porém com a arquitetura inspirada nos lofts. Hoje em dia, o conceito aberto é uma grande tendência de decoração em Orlando.

Por conta disso, é bem comum encontrar apartamentos onde a cozinha, a sala de estar e a sala de jantar são integrados em apenas um único cômodo, permitindo que haja uma interação maior entre os inquilinos.

  1. Casas independentes

As casas independentes são típicas nos Estados Unidos, sendo espaçosas, climatizadas e podem ser encontradas dentro dos condomínios fechados, bairros abertos e regiões rurais. Normalmente, esse tipo de moradia conta com garagem, jardim e espaço para piscina.

Além disso, esse tipo de imóvel costuma ser mais afastado um dos outros, proporcionando mais privacidade para os inquilinos, em comparação aos condos ou townhouses, por exemplo. 

Esse tipo de imóvel é ideal para grupos maiores, já que oferece mais espaço, conforto e privacidade em relação aos outros imóveis mencionados.

Afinal, qual tipo de imóvel escolher?

A decisão final de qual tipo de imóvel escolher para alugar vai depender de quantas pessoas irão na viagem com você, qual o valor de orçamento disponível para hospedagem e do roteiro que pretendem seguir na viagem. 

Cada tipo de imóvel irá oferecer comodidades diferentes para os inquilinos, além de variações de preço. O mais importante é saber o que irá suprir as necessidades de todos e escolher um profissional de confiança para ajudar na locação.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Markplan, site voltado 

para a veiculação de conteúdos relevantes sobre estratégias de negócios, pensados para abranger informações e novidades relacionadas aos maiores segmentos empresariais.

6 dicas para a manutenção básica da bicicleta

A sua coisa é a bicicleta de estrada ou você é mais uma bicicleta de montanha? Independentemente do seu perfil, se uma coisa está clara, é que ninguém gosta de ter quebras no meio do passeio ou ter que passar no mecânico a cada duas vezes três. Para se livrar dessas situações, uma boa manutenção básica da moto se torna essencial para prolongar a vida útil do nosso parceiro de aventura.

Neste artigo contamos, juntamente com o nosso técnico especialista Toni Bravo, 6 dicas para a manutenção básica da bicicleta. 6 dicas essenciais que você mesmo pode realizar em sua própria casa, sem precisar de grandes noções de mecânica!

6 dicas para a manutenção básica da bicicleta

1. Limpe bem sua bicicleta

Parece um acéfalo, mas muitos de nós não fazem isso. A limpeza da bicicleta é o primeiro fator fundamental para sua boa manutenção. Seja qual for o tipo de ciclismo que praticamos, é importante limpar adequadamente a nossa bicicleta no final do nosso passeio. 

É principalmente importante cuidar da transmissão, limpar a coroa, as rodas dentadas e o rolamento e verificar o estado do óleo da corrente. No caso das BTT, este facto é especialmente importante, mas as bicicletas de estrada também o apreciam. Para fazer isso, é tão simples quanto:

  • Limpe a bicicleta com um pouco de água
  • Pegue uma escova e role os pedais
  • Termine de remover os vestígios de poeira e graxa com um pano de algodão
  • Dê um pouco de óleo ou cera para a corrente
  • Uma volta completa e pronto para o nosso próximo passeio!

2. Lubrifique os pontos de ancoragem

Lubrificar todos os pontos de ancoragem é outro cuidado que também devemos realizar com frequência. Estamos falando do selim, do poste e dos pedais (e da mola do desviador ou da corrente que já abordamos no ponto anterior). Para fazer isso, antes de tudo, temos que remover o excesso de gordura e sujeira. Se pularmos esta etapa, ficaríamos com muita gordura velha e acabaria sendo contraproducente.

Não é necessário fazer essa revisão toda vez que você sair, mas é conveniente que examinemos todas essas partes mencionadas toda vez que chegarmos em casa. Desta forma, garantimos que a moto está pronta para o nosso próximo passeio.

3. Troque o fluido do pneu

Teremos que fazer esse processo se tivermos rodas sem câmara. Nesse caso, é importante verificar a pressão dos pneus para detectar se há vazamentos. O líquido seca gradualmente e não é mais útil, o que pode causar problemas em caso de furo por não cumprir sua função. 

Então, com que frequência é recomendado trocar o fluido do pneu? Recomendamos fazê-lo a cada 2 ou 3 meses.

4. Verifique a pressão dos pneus

Chegamos a outro básico, neste caso, antes da largada: verifique a pressão dos pneus. Já aconteceu a muitos de nós que, uma vez que já percorremos os primeiros metros, percebemos que estamos um pouco soltos na pressão. Voltar ou acabar inchando com a mancha da mão é muito desconfortável e podemos evitar.

Para quem usa tubeless: a pressão recomendada é entre 1,7 e 1,9 bars (dependendo do seu peso e do tipo de terreno que vai enfrentar).

Para quem tem rodas tubulares: recomendamos sempre um pouco mais de pressão, entre 1,9 e 2,1 bars, no caso de mountain bikes. Por outro lado, para bicicletas de estrada, a pressão recomendada é sempre entre 7 e 9 bar, dependendo do peso e tamanho dos pneus.

5. Verifique a sensação dos freios

Bem-aventurados os freios quando funcionam bem! Para isso, é importante sempre verificar a sensação dos freios. No caso de freios hidráulicos, é necessário verificar se a frenagem não é perdida. Quando isso acontece, pode ser devido ao desgaste da pastilha ou falta de pressão.

Em primeiro lugar, verifique sempre o estado das pastilhas. Se estiverem bem, o problema provavelmente está na pressão, então precisaremos sangrar e adicionar óleo. Se for esse o caso, recomendamos ir ao mecânico para obter ajuda (mais tarde, informaremos como sangrar o freio e colocar o óleo em casa).

6. Passe por cima dos parafusos

Outro fator a ter em conta para a manutenção básica da moto é a revisão dos parafusos. Verifique se estão todos bem colados e se não há peça que tenha folga, antes de sair para rolar.

Quando se trata do colar, é importante ter em mente que cada peça indica o Nm de força. Ter uma chave de torque nos ajudará a fazê-lo corretamente, especialmente em bicicletas e componentes de carbono.

Conclusões

Saia para um passeio com segurança e evite avarias no meio do passeio. É isso que garantimos com uma boa manutenção básica da moto. Uma manutenção que você mesmo pode fazer em casa com essas 6 chaves. Mais tarde, mostraremos como realizar uma manutenção detalhada: sangrar o freio, adicionar óleo, verificar e lubrificar o fone de ouvido, o suporte inferior e o núcleo.

E uma última recomendação: dependendo da frequência com que você sai, recomendamos sempre manter a sua bicicleta segura fazer o check-up e ao chegar em casa depois de sair para poder revisar tudo o que detecta e ajustá-lo. De qualquer forma, uma checagem antes de sair de casa no próximo passeio é sempre importante.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

O que considerar antes de comprar uma máquina de lavar?

O que considerar antes de comprar uma máquina de lavar?

Ter uma máquina de lavar roupas em casa é um dos itens mais importantes a se fazer se você quer ter mais praticidade na rotina de limpeza e organização doméstica. Mas, com tantas opções no mercado, fica difícil saber qual a mais adequada para o seu dia a dia.

Para muitas pessoas, o primeiro requisito para comprar uma máquina nova é o preço. Por isso, é comum que elas busquem preços mais baixos e desconto em eletrodomésticos Brastemp e Consul, nomes referência do mercado de eletrodomésticos como máquinas de lavar roupa, fogões e geladeiras.

Mas, além do preço, é preciso considerar também algumas características na hora de comprar uma máquina de lavar. Vamos dar uma olhada em quais são elas agora!

Quantas pessoas vivem na casa

Levar em conta a quantidade de pessoas que vivem na casa antes de comprar uma máquina de lavar é importante porque esse número irá ajudar a prever o volume de roupas lavadas semanalmente naquela residência.

E, quanto mais roupas são lavadas, mais água, energia e tempo são gastos pela máquina de lavar. Por isso, é importante considerar o número de pessoas que vivem em casa para garantir a melhor escolha possível na hora da compra de uma máquina.

Por exemplo, uma máquina de lavar com capacidade de 6kg não será uma boa máquina para uma família de 5 pessoas, assim como uma de 15kg irá gastar muito mais energia e água do que realmente o necessário para o volume de roupas de uma pessoa solteira.  

Tipos de abertura

Máquinas de lavar com a abertura em cima já são muito conhecidas por quem busca eletrodomésticos, mas, ultimamente, as máquinas com a abertura na frente — ou seja, as que você coloca roupas na frente da máquina, e não em cima — tem se popularizado nas lojas.

Ambas as opções apresentam vantagens e desvantagens que devem ser consideradas na hora de comprar. A com abertura em cima (também conhecidas como top load), evitam que você tenha que se abaixar na hora de tirar as roupas da máquina, mas nem sempre esse modelo possui a função de secadora também.

Por outro lado, a máquina com abertura na frente (conhecida também como front load) tem um design mais moderno e a função secagem, mas pode não ser útil para quem não consegue ficar muito tempo agachado fazendo tarefas, já que exige mais tempo nessa posição para pegar as roupas.

Consumo de energia

Junto à quantidade de pessoas na casa, o consumo de energia é um dos principais fatores a se considerar na hora de comprar uma máquina: ele interfere no valor da conta de luz no fim do mês e pode ser a diferença entre economizar nesse custo ou gastar mais do que o esperado.

Por isso, prefira modelos que consomem menos energia: eles possuem o Selo Procel de classe de energia e são listados como modelos Classe A.

Observe os diferenciais

As máquinas de lavar vem com diversas funções e programações diferentes que podem ajudar na rotina de limpeza das roupas. Por isso, vale a pena observar e considerar essas funções na hora da escolha da máquina de lavar.

Atualmente, existem máquinas que oferecem a função de escolher a hora da lavagem, de programar a máquina para escolher automaticamente o nível de água utilizado para lavagem de acordo com a quantidade de roupas da máquina e de regular a temperatura da água.

Além disso, máquinas de lavar também oferecem funções como tira manchas, amaciante, enxague e até mesmo de secar as roupas nas secadoras de abertura frontal.

Locais interessantes para se conhecer na Barra da Tijuca

Alguns locais interessantes, que muitas vezes não aparecem, em listas sobre “o que fazer na Barra da Tijuca”.

Lagoa de Marapendi

A empresa Ecobalsas é proprietária dos eco-ferries que transportam moradores de alguns dos maiores apartamentos da região para a praia e metrô por nove rotas diferentes. 

Mas para os turistas, o interessante da história é a Expedição Barra, também realizada pela Ecobalsas. Este passeio pela Lagoa de Marapendi sai regularmente todos os domingos, dura cerca de uma hora e conta com a presença de biólogos que fornecem informações sobre a flora e fauna da região.

A empresa também possui um clube de praia privativo, o Ecolounge Barra, onde você pode pagar uma taxa de uso diário ou fazer aulas de SUP e vela.

Atualmente, a balsa sai todos os domingos às 10h30 no Pier Ecolounge (Av. Lúcio Costa, lote 1 PAL 31646 Barra da Tijuca), próximo à Praia Point do Azul (Avenida Lúcio Costa, 8060), entre as ilhas 25-26, na primeira pardal, siga em direção à Barra-Recreio, 6,5 km.

Os ingressos custam atualmente 30 reais (25 reais para crianças de 4 a 10 anos) e as reservas são recomendadas pelo (21) 97002-1899 ou pelo e-mail ecobalsas@ecobalsasrio.com.br.

Sítio Burle Marx

Burle Marx doou o local onde morou e trabalhou para a União, hoje administrada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Para visitar o espaço é necessário agendar previamente uma visita guiada, que está disponível de terça a sábado.

Neste espaço, você encontra a Coleção de Plantas e Paisagens, que contém aproximadamente 3.500 espécies cultivadas, com foco em plantas tropicais nativas do Brasil. Além disso, há o Museu Casa de Burle Marx, que abriga mais de 3.000 obras de arte recolhidas por jardineiros em vida.

O local fica na Estrada Roberto Burle Marx, 2019. Telefone: (21) 2410-1412. E-mail: srbm@iphan.gov.br. Horário de funcionamento: Somente com hora marcada, de terça a sábado, das 9h30 e 13h30. Ingresso: 10 reais por pessoa (crianças até 5 anos não pagam, metade do preço para idosos e estudantes).

Se desejar, você também pode fazer uma visita guiada ao Sítio Burle Marx e visitar uma vinícola de cachaça.

Ilha da Gigóia

Escondida no coração da Barra da Tijuca, a Ilha da Gigóia é um daqueles lugares que nos faz esquecer que estamos em uma cidade grande. Há bares e restaurantes charmosos por toda parte para uma tarde super quente. Essa com certeza é uma das minhas viagens favoritas!

Em um bairro construído para carros, o alívio começa quando você encontra um local sem veículos motorizados. Nos arredores da Ilha da Gigoia, o único trânsito é de barco para a ilha.

Bosque da Barra

Você está procurando atividades na Barra da Tijuca com crianças ou quer um lugar verde para descansar ou se exercitar? Em seguida, visite o Parque Bosque da Barra. Localizado no meio da mais movimentada Avenida das Américas, o parque é um refúgio de 50 hectares.

Foi criado para proteger o meio ambiente, principalmente a vegetação de restinga endêmica da região. É um ótimo lugar para avistar pássaros e borboletas e, se você tiver sorte, também poderá avistar capivaras e saguis.

Comparado com outros parques do país e do mundo, não acho este espaço nada de especial, mas não deixa de ser um óptimo local para um piquenique, uma corrida, uma caminhada ou um passeio de bicicleta.

O endereço é Avenida das Américas, 6000, e atualmente funciona de terça a domingo, das 7h às 17h. Então, conheça o bairro onde está localizado o bosque e é endereço Quintas do Rio, que é um condomínio de alto padrão da região.

Museu Casa do Pontal

O museu Casa do Pontal é considerado o maior e mais importante museu de arte pop do país e é muito interessante. A ideia do espaço é divulgar o patrimônio cultural estabelecido pela classe popular do nosso país e preservar nossas expressões e hábitos culturais mais representativos.

A exposição permanente do museu reúne 4.500 obras representativas do mundo cultural brasileiro, produzidas desde meados da década de 1950 até os dias atuais. A coleção é resultado de 40 anos de pesquisa nacional do artista francês Jacques Van de Beuque.

Há muito barro ou cerâmica e madeiras, e algumas peças têm tantos detalhes interessantes que você vai querer olhar para elas por horas. 

Eles não são apenas objetos, mas representam os costumes de nossa sociedade através de pequenos hábitos cotidianos e nosso folclore e festas. Os itens são acompanhados de um texto que não apenas fala sobre a obra em si, mas também explica o significado de cada expressão cultural.

São 12 departamentos temáticos: Vocação, Mestre Vitalino, Vida Rural, Ciclo da Vida, Festas Populares, Jogos e Animações, Circo, Arte Inusitada, Arte Erótica, Cangaço e História do Brasil, Religião e Pré-Voto e Escola de Samba. Como se não bastasse, o espaço em si é muito bonito e arborizado. Espero que funcione novamente (lá ou em outro lugar) em breve.

Como incentivar sua família e amigos a serem verdes

Agora que você chegou a um certo ponto em sua jornada ecológica, é hora de incentivar outras pessoas a darem o primeiro passo para  se tornarem verdes . Sua família e amigos estão bem cientes de seus esforços e podem precisar de ajuda para adotar novos conceitos e hábitos em relação às suas escolhas de estilo de vida. Para sua sorte, você é verde há algum tempo e fornece dicas e dicas para tornar a transição mais suave.

A lista de dicas a seguir foi escrita como uma forma de apresentar ao seu círculo íntimo práticas de estilo de vida mais verdes. Alguns são mais fáceis de implementar do que outros. Alguns exigem um compromisso maior de sua família e amigos. Todas são ótimas maneiras de mostrar amor pelo planeta Terra.

Confira mais sobre consultoria ambiental clicando para saber mais.

Maneiras de incentivar sua família e amigos a serem verdes

Apresentando-lhes seus produtos e serviços ecologicamente corretos favoritos. Se você ama uma empresa que se preocupa com o meio ambiente, não tenha medo de compartilhá-las com as pessoas que você conhece. Fazer isso ajuda a aumentar a conscientização sobre  os produtos e serviços disponíveis que não prejudicam o planeta. Você pode servir como um recurso valioso, fornecendo às partes interessadas informações sobre suas empresas ecologicamente corretas favoritas para comprar. Eles se sentirão compelidos a examinar as próprias empresas para ver quais coisas podem comprar. Uma vez que eles aprendam que não são forçados a prescindir de certos luxos, eles estarão mais aptos a comprar a versão ecológica dos itens. 

Através do compartilhamento de conteúdo relevante em seu blog e contas de mídia social. Incentivar os outros a compartilhar o que aprenderam ajuda exponencialmente. Pense em quantos amigos de um amigo das postagens de um amigo você viu ao longo de seu tempo nas mídias sociais. Em seguida, decida como aproveitar a plataforma a seu favor. Quais tipos de postagem recebem mais atenção do seu círculo de familiares e amigos? Compartilhe novos conteúdos relacionados ao meio ambiente, iniciativas de ar limpo, conservação, reciclagem, upcycling e o que mais lhe interessar. Suas contas de mídia social e blogs são onde você pode se tornar muito pessoal sobre suas crenças. Inspire outros a se envolverem em salvar o planeta. É fácil iniciar a mudança quando você tem ferramentas poderosas e instantâneas disponíveis que permitem que você faça isso.

Ao se voluntariar como um grupo para fazer algo pró-terra. Quando outras pessoas podem ver o bem que estão fazendo mudando seus hábitos ou participando onde outras pessoas fizeram bagunça, elas estão mais aptas a fazer da vida verde uma escolha de estilo de vida sustentável. Existem muitos grupos e organizações que precisam de ajuda para promover sua missão. Encontre uma maneira de se envolver e recrute as pessoas que você conhece para ajudar também. As organizações estão constantemente à procura de pessoas confiáveis ​​para ajudá-las com eventos, angariações de fundos e até mesmo trabalhos de jardinagem. Peça às pessoas do seu círculo íntimo para arregaçar as mangas e ajudá-lo com seus esforços voluntários. 

Tornando a reciclagem mais fácil para eles. Coloque lixeiras em casa e no trabalho. Ensine as pessoas que você conhece a identificar diferentes tipos de bens recicláveis. Dessa forma, eles acham mais fácil colocar os itens nas lixeiras para reciclar. Depois de algum tempo, isso se tornará uma segunda natureza para eles. Eles instintivamente colocarão os recicláveis ​​nas lixeiras apropriadas e você não precisará pedir a eles. Você pode até recrutar alguém para se encarregar de transportar a reciclagem para o ponto de entrega apropriado. Dessa forma, eles sentem os frutos de seus esforços valendo a pena. 

Configurar trocas para que itens indesejados fiquem fora do aterro. Entre as coisas mais divertidas que você pode fazer para incentivar sua família e amigos a se tornarem verdes é organizar uma troca. Todo mundo traz coisas que não quer ou precisa mais. Em seguida, eles se revezam escolhendo novos itens dos participantes da festa. É uma ótima maneira de dar aos itens antigos uma nova vida. Você pode fazer isso com qualquer coisa, desde roupas e acessórios até filmes e livros. Seja criativo. Você provavelmente encontrará muitas pessoas empolgadas com o seu evento. Eles até trocam entre si porque gostaram muito do processo. 

Dando a eles produtos verdes para aniversários, datas comemorativas e feriados. Presentes com consciência são muito mais fáceis de encontrar hoje em dia. As pessoas estão se tornando consumidores mais informados. Eles sabem onde é a origem de um produto e como ele foi fabricado. Eles também procuram embalagens recicláveis. Você pode alavancar a jornada de um parente ou amigo para se tornar verde, presenteando-o com algo especial que não prejudique o planeta ou seu povo.  Dê uma olhada ao redor para obter ideias para o próximo aniversário ou feriado que você planeja comemorar. 

Quanto mais você usa sua voz para educar, informar e encorajar os outros, mais chances você tem de fazer com que as pessoas que você conhece e com quem se importa estejam de acordo sobre as coisas que mais importam para você. Ao tornar-se verde como uma unidade coletiva, você pode alcançar mais em menos tempo. Você começa a minimizar o impacto que uma vez criou ao gerar muitos resíduos por meio de ação direta.

O que você consegue fazendo com que os outros sejam verdes

Além de construir uma equipe de indivíduos solidários prontos para lidar com a Terra com maior cuidado, você também se sente realizado sabendo que suas ações e palavras inspiram outras pessoas. Você pode então adotar uma abordagem de maior escala com o esverdeamento do planeta. Você não apenas pode estender seus esforços para o seu círculo íntimo,  mas também pode começar a ajudar estranhos a limpar seu ato, abandonando descartáveis ​​​​e escolhas de estilo de vida pouco saudáveis ​​​​para opções mais saudáveis ​​​​e verdes.

Page 3 of 59

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén