4 Dicas para aumentar seeu bem estar

1 / Massagem para recuperar o seu bem-estar

Tudo passa tão rápido no mundo de hoje que nos esquecemos de levar em consideração as reais necessidades do ser humano. O indivíduo encontra-se apelando apenas para suas faculdades intelectuais. Percebemos que a solidão é cada vez mais sentida no dia a dia, pois existem enormes dificuldades de comunicação nas relações humanas.

Nesse contexto, a massagem de bem-estar ajuda a reduzir todas as formas de estresse. Ainda temos a relora sendo um ansiolítico natural que atua no controle do cortisol, conhecido como o hormônio do estresse.

Além disso, permitirá que a mente e os pensamentos descansem para estar mais atentos ao corpo. Por um lado, as tensões físicas e psicológicas deixam um espaço possível para um relaxamento que favorece um desapego total. Viver o momento sem tensão significa aceitar que a vida não é só esforço, mas também deixar ir.

Ao desenvolver a consciência corporal e aceitá-la como ela é, desenvolvemos uma sensação corporal, mas também mental. Na verdade, o corpo é um espaço onde você pode se proteger, recarregar as baterias e se equilibrar. 

A massagem de bem-estar, portanto, adquire todo o seu significado, pois é uma forma de comunicação não-verbal. Ajuda a criar um vínculo que facilita as relações sociais e familiares, ouvindo e respeitando uns aos outros. A massagem também tende a reavivar o espírito, e a valorizar o indivíduo em sua profundidade para encontrar o ritmo com a alternância.

2 / Redescubra o bem-estar: Yoga

Ioga para recuperar o seu bem-estar

Uma disciplina “na moda” muito em voga, a ioga é uma prática muito antiga que voltou a estar na moda em nossa sociedade. E sobre suas origens, benefícios e práticas? Origina-se nas tradições indianas há mais de 5.000 anos hoje. 

O termo ioga vem do sânscrito “jarro”, que significa “unir, ligar”. Seu princípio fundamental é unificar e unir corpo e mente por meio da meditação e da respiração. Focada em posturas, a ioga se desenvolveu muito mais tarde no mundo ocidental. Ele então acompanhou o das empresas atualizando ao longo do tempo.

Um verdadeiro momento destinado a si mesmo, é uma disciplina centrada em si mesmo. Sua prática atual destaca seus benefícios terapêuticos. Você reserva um tempo para ouvir seu corpo e sentir o que está acontecendo dentro de você. 

Com o hábito da prática, você desenvolve uma certa flexibilidade nos membros, mas também no espírito. Durante os exercícios você atinge momentos de plenitude e serenidade que geram uma calma rejuvenescedora.

Alguns estudos mostraram os benefícios da prática de ioga no estresse, distúrbios de ansiedade, sono, etc. Você aprende a respirar em coordenação com seu corpo e mente. Isso tem efeitos positivos na regulação das emoções em uma base diária.

3 / Concentre-se novamente em si mesmo

Freqüentemente, tendemos a esquecer que há pesos em nossa vida. Isso nos mantém constantemente em um estado de constante angústia e mal-estar. Esses obstáculos o impedem de se libertar e de encontrar paz interior. 

O passo número um é conduzir uma identificação de todos os elementos em sua vida que o estão impedindo de alcançar este nível de bem-estar e paz interior. Um pouco chocante, mas as correntes que o prendem podem ser indivíduos ao seu redor que, em vez de ajudá-lo a seguir em frente, estão roubando a energia de que sua mente precisa para se emancipar.

Para o seu bem-estar, pense em si mesmo e não coloque mais os interesses dos outros antes dos seus. Você descobrirá que esse enfoque em você permitirá que esteja mais atento aos seus entes queridos.

4 / Escolha um profissional para obter suporte adequado

Bem-estar: recorra a um médico

É possível que você esteja passando por uma fase difícil agora? Você está tendo grandes dificuldades em certas áreas da sua vida? E você sente um desconforto crescente diariamente? É hora de você decidir acabar com tudo. Uma solução seria recorrer a práticas alternativas. Técnicas suaves que você ainda não conhece. Para fazer isso, um número infinito de possibilidades estão disponíveis para você. Você pode optar por consultar um médico para recuperar o bem-estar e a vitalidade.

Bem-estar e terapia não são receitas culinárias. Dito isso, assim que os humanos intervêm, isso necessariamente muda a situação. Porém, o importante é que a prática funcione e que você se sinta seguro. Escolha um profissional com quem você se sinta confortável tanto na comunicação quanto durante os exercícios.

Como encontrar bem-estar com relaxamento bio-dinâmico

Pessoalmente, sou um praticante de bem-estar e designer do método de relaxamento bio-dinâmico. É uma prática de transformação consciente, em uma busca ativa pela harmonia, equilíbrio corpo-coração-mente e bem-estar físico e mental. 

O relaxamento bio-dinâmico representa uma oportunidade voluntária de colocar em movimento a respiração e o corpo para nos religar ao nosso dinamismo energético. Podemos afirmar que os três elementos essenciais para o pleno dinamismo energético são o corpo, a respiração, a atenção.

Antes de cada sessão, respire profundamente e recupere a postura ereta. Com os braços ao lado do corpo, feche os olhos por um momento. Em seguida, com os ombros relaxados, preste atenção à frequência respiratória e verifique se a inspiração vem principalmente da barriga, pois ela gera paz interior e alimenta a vitalidade física, assim como a respiração peitoral causa excitação e nutre o corpo. atividade cerebral.

Concentrando-se no momento presente e em sua atitude, respire calmamente enquanto faz um movimento de abertura e fechamento do corpo. Sinta o ritmo da sua respiração e deixe-se acompanhar pelo seu fluxo e refluxo.

ELÍPTICO É UMA ATIVIDADE QUE ATRAI MAIS E MAIS ADEPTOS

Mas quais são os reais benefícios desta atividade? Aqui estão nossas 3 perguntas mais frequentes sobre o elíptico.

Se você decidiu perder peso, não procure mais, este equipamento é o que você precisa: meia hora de exercício por dia na bicicleta ergometrica emagrece, trabalhando a 70% de sua freqüência cardíaca máxima, permitirá que você efetivamente queimar o excesso de gordura. 

Além de os exercícios parecerem mais fáceis, já que todos os músculos são utilizados, você também acumula as calorias gastas. Você não está mirando apenas em uma parte do corpo, mas espalhando a dificuldade. 

Um bom recurso para manter seus treinos e obter resultados rápidos e motivadores. Porém, não se esqueça da importância de uma alimentação balanceada além da atividade física!

QUE MÚSCULOS SÃO TRABALHADOS COM UMA BICICLETA ELÍPTICA? 

Em geral, a prática da elíptica irá ativar os músculos dos braços, pernas (quadríceps, panturrilhas, isquiotibiais) e músculos glúteos.Você tonificará todo o seu corpo por meio dessa atividade, combinando-a com exercícios de construção muscular.

COMO QUEIMAR CALORIAS EM UMA BICICLETA ELÍPTICA?

A eficácia de sua sessão de treinamento elíptico geralmente é medida pelas calorias gastas . A primeira coisa a saber é que quanto mais músculos você usa, mais energia será gasta.

Por exemplo, você trabalhará com mais eficiência com as mãos nas empunhaduras móveis do que nas fixas, pois estará envolvendo o bíceps e o tríceps.

Além disso, escolha sua elíptica com sabedoria, pois a amplitude da elipse de sua máquina influencia os grupos musculares envolvidos e, portanto, a energia gasta e, portanto, as calorias queimadas em cada sessão.

COMO OBTER O TRABALHO DE UMA PARTE DO CORPO? 

Infelizmente, você não pode escolher eliminar especificamente esta ou aquela parte do corpo que considera feia.

Por outro lado, você pode usar alguns truques, como retroceder . Foi demonstrado que o último fortalece o trabalho dos braços (tríceps braquial em particular).

Da mesma forma, é essencial garantir uma posição de boas práticas. Quanto mais você mantém as costas retas e tensas , mais exercita a cintura abdominal durante as sessões.

Se você deseja atingir os músculos abdominais profundos e as coxas , considere pedalar com os joelhos dobrados a 90 ° .

Agora você está familiarizado com os efeitos do aparelho elíptico em seu corpo. Para atingir seu objetivo, lembre-se de que a chave do sucesso é a consistênciaSão recomendadas duas sessões de 45 minutos por semana com espaçamento para obter resultados reais. Também oferecemos um programa de treinamento de 4 semanas para ajudá-lo a se manter motivado.

tenis_de_basquete

BASQUETE E LESÕES: OS REFLEXOS CERTOS

Bem podemos saber que as falhas físicas fazem parte da vida de um atleta, preferimos passar sem elas. E, para isso, não existe uma cura milagrosa, mas sim bons hábitos a serem adotados.

Portanto, se você adora basquete, mas está preocupado com o risco de lesões, faremos um balanço. Quais são as lesões mais comuns em pisos e arcos? E quais são as ações corretas para remediar isso? Damos-lhe os nossos conselhos, sem stress e sem lição de moral!

o Yeezy é um ótimo tênis para a prática do esporte.

tenis_de_basquete

Lesões frequentes no basquete

Começamos com a parte da raiva: lesões recorrentes ao jogar basquete. E para saber mais, fomos pedir a opinião de Antoine, fisioterapeuta:

“As lesões mais comuns no basquete são as torções dos membros inferiores, principalmente torção no tornozelo ao pousar mal após um salto: ao pousar no pé do adversário ou ao pousar no pé do adversário. ‘somos empurrados no ar, por exemplo. ”

Na verdade, a entorse de tornozelo é a lesão mais frequente no basquete e geralmente se deve à má recepção.

Uma entorse um pouco menos comum do joelho geralmente ocorre ao mudar de direção ou ao pressionar um salto.

Tanto para as duas grandes lesões de basquete. Para o resto ? Tendinite patelar, devido a repetidos saltos no basquete (a propósito, falamos de jumper joelho, ou “jumper’s joelho” em inglês) e contusões musculares nas coxas após contato (você sabe, as boas e velhas “muletas” ) acima de tudo, requerem descanso para curar.

Para a parte superior do corpo, são sobretudo os dedos que podem ser vítimas de deslocamento, de um choque com a bola ou ao ficarem presos numa camisola. Neste caso, aconselhamos que passe pela caixa de alças e ligaduras.

E o basquete feminino? As lesões permanecem semelhantes, embora as entorses de joelho pareçam ser mais comuns que as entorses de tornozelo.

Tanto para um Top 5 definitivamente menos glamoroso do que os que gostamos de ver no basquete, mas que pode ajudá-lo a saber para onde você está indo (prometemos a você um artigo sem uma lição de moral, não sem trocadilhos) . E, acima de tudo, queremos lembrar que as lesões são raras, mesmo durante os treinos regulares.

Então, como você coloca as probabilidades a seu favor ao praticar basquete?

Damos-lhe algumas dicas para combinar pisos em parquet e saúde!

Preparação física para o basquete

Nenhuma surpresa aí: para evitar lesões, cuidar do seu corpo é um grande bônus. E se você quiser jogar basquete regularmente, ou mesmo muito regularmente, uma preparação física adequada pode ajudá-lo a obter o máximo do basquete. Especialmente se você está planejando fazer algo diferente de atirar na primeira linha e não defender.

Um pequeno esclarecimento mesmo assim: se você está na alta temporada, com jogos e treinos, a construção muscular é muito mais leve do que no verão, quando você tem tempo para se concentrar na preparação física.

E se você quiser nosso plano semanal de basquete, está aqui:

Basquete: nutrição e hidratação

Se você quer se manter fisicamente para aproveitar ao máximo o basquete, outra parte da preparação passa pelo seu prato! Um pouco como abdominais perfeitos que passam tanto pelo treinamento de peso quanto pela dieta.

Então, nós sabemos, no basquete você precisa de mais treinamento básico do que abs de wafer de chocolate (lemos o artigo sobre musculação também), mas a ideia continua a mesma: combinar treinamento e dieta.

E como funciona? Correndo o risco de jogar fora tantas provas quanto bolas de ar da linha de 3 pontos, tudo começa com uma alimentação balanceada (e principalmente rica em frutas e vegetais) e uma boa hidratação, tanto no esporte como no dia a dia.

À primeira vista, você tem que dizer a si mesmo que essa não é realmente a dica mais espetacular neste artigo, mas se pode ajudá-lo a ganhar precisão e energia em seu jogo, a ideia imediatamente se torna um pouco mais chamativo.

Treino de aquecimento e basquete

E em uma partida, como funciona para evitar preocupações físicas? Depois de falar com você sobre preparação física e dieta, vamos ao que interessa! E para isso, fomos entrevistar Jean-Etienne, gerente de projetos da DECATHLON, ex-jogador de basquete e agora treinador:

“Não me lesionar é o primeiro objetivo que dou aos meus jogadores no início da temporada.”

Então, quais são os bons hábitos a serem adotados nas quadras?

“Começa com um bom aquecimento, com movimentos e rotações simples. Pescoço, cotovelos, ombros e parte inferior do corpo. E é claro, também envolve alongamento no final da sessão, para não ter um amanhã difícil. ”

Sim, às vezes é tentador começar com alguns 3 pontos ou alguns tiros penetrantes, para abrigar seus parceiros ou para agradar a si mesmo, mas começar sua sessão trabalhando suas escalas acaba dando a você mais chances de atacar o círculo no momento. veio.

Basquete: suas proteções e suporte

Mesmo que o basquete seja mais limitado em termos de contato do que outros esportes, sua dimensão física permanece real. E fazer o seu lugar na raquete, mergulhar nas bolas perdidas ou causar uma passagem forçada também fazem parte do jogo!

Portanto, para jogar com tranquilidade e prevenir ou aliviar pequenos desconfortos durante a prática, você pode completar seu equipamento. 

 

Como ter dentes brancos?

O bem-estar do corpo passa por uma higiene cuidadosa. Em relação a este último, nenhum aspecto deve ser esquecido. Assim, para um sorriso radiante e autoconfiança aumentada, é preciso cuidar dos dentes procurando a brancura deles.

Isso ocorre porque a maior parte do que você come contribui para tornar os dentes amarelados. Portanto, é necessário garantir uma higiene dental impecável para evitar o acúmulo de tártaros. Como ter dentes brancos? Quais são algumas dicas da vovó que funcionam? O que é descalcificação? Tantas perguntas que merecem respostas. Antes de buscar as dicas caseiras busque a dentist geelong.

Como ter dentes brancos?

Esta é a pergunta que a maioria das pessoas se fazem. Os dentes brancos são um sonho para muita gente, porque nunca tiveram. Quando seus dentes estão amarelos, há muitas maneiras de clarear. Limão, bicarbonato de sódio, carvão são soluções para tentar.

Como ter dentes brancos quando são amarelos?

Você sempre se sente orgulhoso da ideia de ostentar um sorriso brilhante. Você não tem medo de sorrir quando sabe que seus dentes, por mais perfeitos que sejam, são de um branco imaculado.

Nos últimos anos, as empresas que vendem produtos para os dentes brancos multiplicaram-se com anúncios intermináveis. Esta é uma prova do interesse que todos têm pelos dentes. Para ter dentes brancos, você pode optar por um creme dental, mas não qualquer creme dental.

Isso é creme dental clareador. O creme dental branqueador atua nos dentes removendo manchas de vários alimentos. É aconselhável usar esses cremes dentais clareadores ocasionalmente e não abusar deles.

Além disso, há também sal marinho. É claro que é abrasivo, por isso deve ser usado com moderação. É uma forma eficaz de tornar os dentes brancos. Você só precisa misturar com a pasta de dente e escovar com ela. O sal marinho elimina essa placa que dá aos dentes aquele aspecto amarelado.

Entre as soluções mais recomendadas e seguras, está o uso do óleo de coco. Você pode colocar algumas gotas em sua escova de dentes e esfregar os dentes com ela. Você também pode misturá-lo com sua pasta de dente. Depois de alguns dias, você terá dentes muito mais brancos. Outra técnica é fazer um enxaguatório bucal com esse óleo. Bata o óleo na boca por alguns minutos. O óleo de coco é conhecido por ser um agente clareador natural que reduz muito a formação de placa dentária.

Você também pode usar bicarbonato de sódio. Basta colocar um pouco na escova e esfregar os dentes. O uso diário deste método é fortemente desencorajado, você deve limitar-se a duas vezes por semana. Você também pode colocar uma colher de chá de bicarbonato de sódio em água morna e torná-lo seu anti-séptico bucal. Os resultados são rápidos e satisfatórios.

Para clarear os dentes já amarelados, as soluções naturais não secam. O carvão vegetal é uma arma poderosa. Substitua a pasta de dentes por carvão por um tempo e você verá os resultados algumas semanas depois. Coloque um pouco de pó de carvão na escova e escove bem os dentes.

Como clarear os dentes sem bicarbonato de sódio?

Um dos melhores produtos para ajudar a branquear os dentes é o bicarbonato de sódio. Você pode ficar tentado a usá-lo todos os dias, o que é muito perigoso. Portanto, existem outros métodos que permitem ter os dentes brancos sem recorrer a este produto.

Quantas palavras para SEO uma postagem de blog de forma eficaz?

A questão costuma surgir em SEO. Quantas palavras para uma postagem no blog? 300, 700, 1500, 2000, 3000 palavras? A verdade é que não existe uma fórmula mágica. No entanto, os diversos estudos realizados mostram que, em média, quanto mais longo um artigo, melhor será referenciado. Também é necessário que o artigo seja de qualidade.

O que é uma longa postagem no blog?

Isso é comumente referido como um artigo de recurso. Trabalhamos um assunto em profundidade, às vezes de vários ângulos. O objetivo é fornecer ao leitor a resposta a um grande número de perguntas que ele poderia se fazer sobre um determinado assunto . Por convenção, este tipo de artigo tem geralmente mais de 1000 palavras.

No cursos para escritores você ficará sabendo de muitos outros detalhes.

Escrever um artigo especial permite apresentar um assunto sob um espectro relativamente amplo, ao mesmo tempo que fornece precisão. A menos que você seja extremamente preciso e conciso, uma postagem curta não tem um modelo suficiente para atingir esse resultado.

Adicione a isso nossa tendência natural de querer quantificar tudo. Não é surpreendente, então, que continuemos nos perguntando a questão dos números. Quase esquecemos que é a qualidade que prevalece .

O que é uma postagem de blog qualitativa?

Talvez a melhor definição seja a de um item que desconsidera a quantidade. Um artigo em que as informações seriam mais importantes do que atender aos critérios de otimização de SEO quantitativos no Google.

Mas essa visão é um tanto utópica. Além disso, um artigo de recurso discutindo a contagem ideal de palavras para uma postagem no blog não seria mais necessário! Seria profundamente irônico da mesma forma …

O que gostaria de transmitir a você com isso é que ao colocar sua caneta (ou teclado) a serviço de sua mensagem, você obterá bons resultados. Não estique seus textos apenas para tagarelar e atingir sua cota de palavras . Não acrescenta nada aos seus artigos. Pior, seus leitores sentirão e se cansarão disso.

E se não, quantas palavras para uma postagem no blog?

Oh sim, posso dizer que mal pode esperar para saber a resposta! Ao mesmo tempo, é o assunto da postagem …

A contagem de palavras ideal para uma postagem de blog

A priori, o tamanho de um artigo deve ser em média de 2.000 a 2.500 palavras ou mais para que sua referenciação seja totalmente eficaz (exemplo entre outros: o estudo de HotSpot.com, em sua versão francesa). Esta é de facto uma tendência porque nem todos os estudos realizados convergem para o mesmo número (uns recomendam mais, outros menos). 

Da mesma forma, a “cota de palavras” ideal pode variar significativamente dependendo dos temas abordados.

Isso não significa que todas as postagens do seu blog precisarão atingir esse número no futuro. Lembre-se de que a qualidade é fundamental . No entanto, não seria desprezível incluir alguns artigos desse tamanho em sua estratégia de SEO . Sua referência natural só deve ser melhor para isso.

Adapte o número de palavras à sua habilidade de escrita

É muito bom querer chegar a 2.000 palavras ou mais por assunto, mas você ainda precisa chegar lá. Para que um artigo seja realmente impactante, deve antes de tudo trazer valor agregado para o leitor . Evite qualquer manobra que tenderia a diluir a mensagem em um melaço de informações desnecessárias ou indigestas. Escrever um longo artigo também requer leitores regulares .

Se necessário, adapte seu conteúdo para formatos mais curtos. Você será mais facilmente capaz de colocar as informações em valor . Concentre-se em seus pontos fortes e você atingirá a marca!

Quantas palavras pelo menos para serem bem referenciadas?

Parece ridículo diante das 2.500 palavras que acabamos de anunciar. E ainda assim é realmente possível ser bem referenciado em formatos curtos . Algumas páginas têm uma classificação muito boa nos motores de busca, com apenas cem palavras no balcão. É quase injusto!

Muitos elementos pesam na balança: qualidade do artigo, reputação do autor, competição nos termos de pesquisa, etc. Novamente, tente desconsiderar a contagem de palavras como uma quantidade pura. Mais fácil falar do que fazer se, como no meu caso, seus clientes pagam por palavra! 😉

Claro, ainda seria interessante ir mais longe se o assunto e suas habilidades permitirem . Mesmo sem ser um mago da escrita, você deve ser capaz de produzir textos de 500 a 700 palavras. 

E isso já seria bom! Em seguida, tente aumentar gradualmente o rendimento, mas não necessariamente em cada item. Acima de tudo, tem que fazer sentido. Sempre pense primeiro nos seus leitores .

Tudo bem para artigos de destaque, mas por quê?

Como vimos, o número de palavras para uma postagem de blog não é um fim em si mesmo. Ainda assim, com qualidade equivalente, um artigo longo tem um maior potencial de posicionamento do que um artigo mais curto.

técnicas mentais para aprender

Técnicas mentais para aprender Inglês melhor

Já imaginou conhecer técnicas mentais para aprender inglês melhor? Não seria fantástico aproveitar melhor o tempo, descobrindo novos estudos e aprendendo coisas novas o tempo todo?

Sem dúvida, a primeira ideia que vem à mente é esta: a de um superpoder. E, de fato, nada nos torna tão poderosos quanto o conhecimento e aprendizado constante.

Por isso, se o tema é interessante para você, convido-te a ficar conosco até o final. Apresentaremos técnicas mentais para aprender melhor que revolucionarão seus estudos.

Quer dominar um idioma? Mudar de profissão? Desenvolver um hobby? Seja qual for a finalidade que pretenda, estas dicas você levará para toda a sua vida.

Então, não perca tempo! Acompanhe-me neste passeio pelo universo do autodidatismo.

Entendendo a real natureza do autodidatismo

Quando se ouve falar de um autodidata, é comum a incorrência em erro. Afinal, crê-se que o autodidata é alguém que tira conhecimentos do nada e sem ajuda de ninguém.

Todavia isso nada mais é que um erro terrível. Pois, se assim fosse, o autodidata estaria gastando tempo e energia totalmente à toa.

Hoje, em 2020, possuímos, ao nosso alcance, milhares de anos de estudos e aprendizado. Dos sumérios, passando por egípcios, gregos e romanos, temos um arsenal imenso ao toque na tela.

Ignorar este acúmulo imenso de pensamento, testes, validações, revisões é, no fim, pura perda de tempo. Seria como tentar inventar a farinha, quando se pretende cozinhar um bolo.

Justamente por isso, Newton disse uma vez mais ou menos o que segue: que tudo que tinha feito, apenas fez por estar sentado nos ombros de gigantes.

Estes gigantes são os cientistas que o precederam. Porque, aproveitando-se dos erros e acertos de outros, somos capazes de ir muito mais longe.

Assim, o autodidatismo nada mais é que disciplina e compromisso. A disciplina de estudar mesmo sem um mentor. O compromisso de se alimentar sempre de boas fontes.

Além disso, o processo de aprendizado do autodidata é idêntico ao do aluno guiado: consumo, memorização e aplicação do que se aprendeu.

E digo isso por ser o autodidatismo uma das técnicas mentais para aprender melhor. Afinal, nada melhor que usar todo o tempo disponível nesta empresa.

Sabendo disso, passemos a apontar algumas técnicas mentais para aprender melhor que ajudarão você. Tenho certeza que você as aproveitará integralmente. Isso fará toda a diferença.

4 técnicas para aprender melhor

Vejamos, agora, algumas técnicas para aprender melhor. Quanto maior sua dedicação, mais infalíveis elas serão.

E não espere mágica ou milagres. No fim, são coisas simples, que podem facilmente ser aplicadas na vida de qualquer um.

Especialmente agora, isolados e em quarentena, colocá-las em prática depende única e exclusivamente de você. Então, bom proveito!

Todo lugar é lugar para os estudos

De fato, tudo na vida tem sua hora. A hora de dormir, a de comer, de repousar, de se distrair. Devemos dividir nossos dias com sabedoria, se queremos aproveitá-los ao máximo.

No entanto, quando se pretende aprender algo verdadeiramente, é preciso ir além. Além de dedicar duas ou quatro horas por dia aos estudos. É preciso extravasar para se superar.

Por isso mesmo, nesta das técnicas para aprender melhor, a dica é: estude a qualquer momento. Dedique-se nas aulas com todo afinco. Mas não apenas nelas.

Num momento livre, em lugar de divagar em redes sociais, revisite os temas. Se pretende memorizar palavras de um idioma, por exemplo, repita-as sempre que possível.

Mas não force uma situação. Falaremos disto mais tarde. Não é preciso se obrigar a estudar o tempo todo. É só imprescindível querer estudar bastante. Combinado?

Estude por conta, mas aproveite ao máximo os tutores e guias

Você já sabe que deve estudar além das aulas, não é mesmo? E sabe, também, que o autodidatismo é importante para o pleno aproveitamento.

Porém a segunda dentre as técnicas mentais para aprender melhor trata de ajuda. Do contar com alguém que sabe mais sem medos ou vergonhas.

Normalmente, quando contratamos um professor ou nos matriculamos num curso de inglês, acontece isto: pensamos que as aulas bastam, e que perguntas incomodam.

Contudo é um absurdo crer que apenas devemos ouvir, sem nunca falar. Tendo um tutor ou professor, contar com ele faz parte das obrigações de sua função.

Assim, se tem uma dúvida, pesquise. Entretanto, se não conseguir uma resposta satisfatória, pergunte! E muito e sempre. A vergonha é inimiga do conhecimento.

E pode apostar: professores adoram desafios. Quanto mais refinadas forem suas dúvidas, mais eles se comprometerão a te entregar a resposta. Abuse disso!

Mescle os estudos com diversão

Lembra quando disse para estudar mesmo no tempo livre? Pois, bem. Mesclar os estudos com a diversão é a chave para a tarefa não ser enfadonha.

Basta você descobrir seus prazeres. Música? Séries? Filmes? Pinturas? Não faz diferença. Agregue seu hobby aos estudos.

Ao estudar idiomas, por exemplo, aprender Inglês com música é fácil e totalmente aproveitável. Há quem torne-se fluente sem jamais ter frequentado uma sala de aulas.

E o mesmo vale para qualquer estudo. Busque o caminho e, encontrando-o, mergulhe. Faça os estudos farem parte de sua vida.

Por fim, transforme o aprender em prazer por si só

A última das técnicas mentais para aprender melhor versa sobre o hábito. E, sendo um hábito, é algo que se adquire com o tempo.

O que vou dizer pode parecer incomum. Porém é a mais pura verdade. Aprender algo novo é o maior prazer que se pode ter. Aristóteles já dizia isso há milênios.

Assim, seguindo os passos anteriores, você atingirá o ponto no que aprender será bom por si. Continuará custando tempo e esforço. Mas você estudará porque aprendeu a amar o estudo.

Neste ponto, não tenha dúvida: sua vida se transformará. E nenhum horizonte será impossível para você. Então, boa sorte! Você não perde por esperar. O mundo te aguarda!

Fobias tudo o que você precisa saber

As fobias são os distúrbios psíquicos mais comuns: têm uma prevalência de 11% e são mais frequentes (o dobro) nos homens do que nas mulheres. O início envolve o adulto jovem, embora algumas fobias comecem na infância, como o medo de sangue

As fobias de crianças são muito frequentes (por exemplo a do escuro, do relâmpago e dos animais), tanto que são consideradas quase normais se forem apreciadas entre os 2 e os 5 anos.

A fobia é o medo intenso, acentuado, irracional e persistente de um objeto ou situação que, em vez disso, é desprovido de um perigo objetivo real e, precisamente neste sentido, a fobia se distingue do medo, que é um sentimento que o indivíduo manifesta diante de uma ameaça real. 

Mesmo na fobia específica, como consequência do transtorno, a ansiedade antecipatória pode ser estabelecida com comportamentos de evitação relativa e, em casos particulares, a ansiedade pode chegar à extensão de um ataque de pânico, porque a exposição ao estímulo fóbico quase sempre causa uma resposta ansiosa imediata.

A Terapia online é recomendada para tratar qualquer tipo de fobia.

O número de fobias é quase ilimitado, pois qualquer objeto ou situação pode estar envolvido. As formas mais comuns são fobias por: animais, sangue, altura, lugares fechados, escuridão, morte, meios de locomoção, sujeira, doenças, agentes atmosféricos.

As pessoas afetadas, exceto as crianças, estão cientes de que o problema que os aflige é irracional ou excessivo; apesar disso, o transtorno compromete mais ou menos significativamente sua existência.
Para falar de uma fobia específica em adultos, as manifestações fóbicas devem ter duração mínima de seis meses.

A evitação desenvolvida por esses sujeitos torna-se duradoura e difícil de eliminar: isso depende do fato de que a redução da ansiedade, que é alcançada evitando objetos e situações temidas, leva a um reforço estável dessas estratégias justamente por serem eficazes na prevenção da ataque ansioso. 

Se evitar se tornar um hábito, o sujeito desenvolverá traços fóbicos reais.
As fobias geralmente sofrem uma clara redução após a infância; os casos que persistem no adulto são menos favoráveis ​​do ponto de vista da recuperação, pois ocorre em apenas 20% deles. 

Uma possível consequência da fobia é a interferência que ela provoca na vida profissional e nas relações, porque, principalmente nas formas mais graves, a pessoa deve modelar seu comportamento a partir das coisas ou situações a evitar, enfrentando limitações carreira e nos laços emocionais.

O tratamento desta doença baseia-se essencialmente na psicoterapia. Algumas vantagens podem ser obtidas com medicamentos, como b-bloqueadores (que reduzem a taquicardiasudorese e dispneia ) e alguns antidepressivos, mas esses são benefícios marginais. 

A técnica psicoterapêutica mais eficaz parece ser a de expor o sujeito “ao vivo” ou “na imaginação” aos objetos e situações temidos de maneira gradual ou massiva, a fim de permitir que ele aprenda a controlar a ansiedade e o medo.

Fobia social

Tem prevalência em torno de 8% e afeta principalmente mulheres, com início que ocorre mais freqüentemente entre 10 e 20 anos.

A fobia social consiste no medo de manifestar ansiedade, até um ataque de pânico, quando está junto de pessoas, geralmente desconhecidas, em situações potencialmente constrangedoras, desde simplesmente estar com outras pessoas, a eventos sociais em que o sujeito é solicitado um benefício. 

O medo desses indivíduos é o de manifestarem, em circunstâncias semelhantes, devido à ansiedade, comportamentos que determinem o julgamento negativo das pessoas presentes. 

Como consequência, estabelecem-se comportamentos de esquiva, ansiedade antecipatória ou desconforto, em conjunto com situações sociais ou atuações temidas, como ruborizar-se em público ou vivenciar uma notável sensação de tensão. 

Entre os quadros clínicos que caracterizam a fobia social estão: falar em público, ou seja, o chamado “medo do palco”, que parece ser a forma mais comum; falar com pessoas importantes; fazer exames; participar de festas ou almoços; resistir à pressão ou expressar desacordo com pessoas não pouco conhecidas, por exemplo vendedores; olhe os outros nos olhos; trabalhar ou escrever enquanto é observado.

O tratamento consiste em psicoterapia ou, ainda que de forma menos eficaz, uso de antidepressivos ou b-bloqueadores.

Brinquedos que Estimulem a Aprendizagem – Confira Agora

Dar ao seu bebê uma boa variedade de brinquedos bem escolhidos – especialmente se eles estimularem os movimentos e o desejo de explorar – é uma boa forma de recompensar sua curiosidade. Ao tentar decidir quais brinquedos incluir na caixa de brinquedos do seu bebê, lembre-se de que seus músculos se desenvolvem de cima para baixo (ou seja, da cabeça aos pés).

Isso significa que o controle da cabeça e dos braços é anterior ao das pernas e pés. Além disso, o controle do tronco é anterior ao das extremidades, para que os bebês possam manter o corpo ereto antes de poderem manipular objetos com as mãos. Embora não seja prejudicial oferecer brinquedos a um bebê quando seu corpo ainda não permite que ele os aproveite ao máximo, é melhor ser paciente ao apresentar novos desafios.

Confira também – Boneca Metoo o presente ideal para o seu bebê

Brinquedos que Estimulam a Aprendizagem – O que você Precisa Saber

Encontrar produtos e brinquedos adaptados ao estágio de desenvolvimento do seu bebê é a chave para deixá-lo animado com o aprendizado. Ao combinar diversão e brincadeira com aprendizagem, você facilitará a aquisição de novas habilidades ao longo da vida. Compreender causa e efeito é apenas o primeiro passo que você verá seu filho dar; mais tarde, você verá como ele faz todos os tipos de novas descobertas.

Os centros de atividades são especialmente eficazes e divertidos para estimular a exploração e a capacidade cognitiva de seu bebê. Estes centros de atividades permitem brincar em pé de forma totalmente independente, além de incluir vários brinquedos que se adaptam ao crescimento do bebê.

A paixão de seu bebê por aprender será uma recompensa constante para vocês dois. Assim que adquirir uma nova habilidade, você perceberá que a próxima já está chegando. Alguns pais acham essa aquisição constante de habilidades muito estimulante, enquanto outros ficam maravilhados à medida que seu bebê cresce aos trancos e barrancos, sem nem mesmo lhes dar tempo para perceber todas as mudanças. Cada nova etapa do crescimento do seu bebê trará novas emoções, novas conquistas e novos desafios, então seja paciente … e a câmera sempre pronta!

 

Qual a alimentação ideal para jogar tênis?

Como sabem, uma boa alimentação é fundamental para estar em boa forma no dia a dia, mas também para se exercitar nas quadras de tênis.

Não se trata apenas de ter uma alimentação balanceada todos os dias, mas também de saber o que comer antes, durante e depois de uma partida, no Blog Bola de tênis Delivery tem várias dicas sobre o assunto.

Uma alimentação equilibrada não é tão complicada!

Os atletas, ainda mais do que outros, têm todo o interesse em ter uma alimentação equilibrada ao longo do ano. Não se trata de fazer dieta, nem de se privar, mas simplesmente de basear o seu cardápio numa boa distribuição de carboidratos / proteínas / gorduras. Se você é atlético, pode aplicar as seguintes dicas:

  • Os carboidratos, a serem escolhidos de preferência com um índice glicêmico baixo ou moderado (cereais, legumes, frutas, vegetais), devem representar aproximadamente 55-60% de sua ingestão alimentar total
  • As proteínas (carnes, peixes, laticínios, proteínas vegetais) devem representar 25% de sua ingestão total, alternando proteínas animais e vegetais.
  • Os lipídios, ou seja, as gorduras, devem fornecer cerca de 20% da ingestão. Prefira ácidos graxos insaturados, favorecendo óleos vegetais, peixes gordurosos ou mesmo sementes oleaginosas

Essa distribuição é um pouco diferente daquela recomendada para pessoas sedentárias porque os atletas precisam de mais carboidratos e proteínas.

Também é importante certificar-se de que você não tem deficiências de vitaminas e minerais. É por isso que é essencial comer frutas e vegetais regularmente, laticínios e, em particular, fontes de ferro (carne vermelha, lentilha, tofu, etc.)

Tenha cuidado para não pular refeições, não hesite em lanchar se sentir necessidade e não entre em dietas drásticas que irão exaurir seu corpo e fazer com que você se reponha assim que se alimentar normalmente – este é o famoso efeito yo-yo!

No entanto, limite os pratos em molhos, refeições prontas, doces, bolos e álcool.

Esse equilíbrio permitirá que você fique em forma para combinar sua vida diária com seus exercícios.

Coma bem antes de uma partida de tênis

Uma partida de tênis também pode ser preparada no prato! E, para funcionar, você precisa de um combustível bem escolhido!

Tente fazer sua última refeição cerca de 3 horas antes de tirar a raquete de tênis para não chegar à quadra com a digestão completa.

Aposte nos carboidratos lentos: macarrão al dente , arroz semi-integral, sêmola… e também nas proteínas magras: peixe branco, aves,…

Evite gorduras, que não são facilmente digeríveis, bem como açúcares rápidos que podem causar hipoglicemia durante a ação com falta de força, náuseas, tonturas, lentidão motora …

Se você estiver brincando de manhã, aveia ou pão integral com leite e banana podem ser um café da manhã eficaz e saudável.

Lembre-se também de beber bem para começar a partida suficientemente hidratado.

Nutrição e hidratação durante a partida

O mais importante durante o jogo é sem dúvida beber bem, de preferência em pequenos goles ao longo da partida de ténis.

Você pode evitar pequenas quedas no açúcar no sangue consumindo alimentos ricos em açúcares rápidos e fáceis de digerir, como geléias de frutas, pão de gengibre ou barras energéticas. Evite frutas cruas que podem causar inchaço devido ao seu alto teor de fibras. Se nada acontecer, mas você ainda sentir uma ligeira queda na velocidade, não hesite em consumir uma bebida levemente adocicada para exercícios que permitirá que você recarregue as baterias.

Comer depois do jogo

Muitas vezes esquecemos, mas a comida depois do jogo é tão importante porque permite uma melhor recuperação.

Na hora que se segue, é necessário restaurar suas recargas de energia (glicogênio). Para isso, coma, por exemplo, uma barra de cereais (é melhor ainda se contiver proteína), pão de gengibre ou mesmo frutos secos.

Continue a beber bem. No caso de calor extremo – e perdas significativas de água, escolha água rica em sais minerais e bicarbonato.

Por fim, a refeição após a partida de tênis deve incluir carboidratos – sempre para recuperar o nível de energia e também proteínas que repararão as microlesões musculares induzidas pelo esforço.

Resumindo: mesmo quando você é tenista amador, é importante cuidar da alimentação antes, durante e depois da partida para conservar as energias e se recuperar bem.

Como escolher a mamadeira certa para seu bebê

Um dos problemas que qualquer mãe / pai enfrenta, principalmente os novos, é a escolha da mamadeira e do bico . Essa tarefa parece fácil, mas realmente não se deve à grande variedade que existe no mercado.

A mamadeira é usada para alimentar o bebê com leite artificial , que embora a amamentação seja sempre preferível, a partir dos 6 meses já pode ser complementada com fórmula, então essa seria a hora em que precisaríamos da mamadeira.

Confira também: Copo de Transição para o seu Filho

Devemos sempre olhar para a idade da criança para comprar aquela que melhor se adapta às nossas necessidades naquele momento. O frasco deve ser prático, funcional e fácil de esterilizar.

Dentro de todos os modelos e marcas que existem no mercado, é conveniente saber o que encontraremos com mais frequência:

  • Mamadeira plástica inquebrável : indicada para os casos em que o bebê já consegue segurar o recipiente sozinho. É resistente, embora possa ser riscado.
  • Frasco de vidro: pesa mais e é mais frágil, mas é mais fácil de limpar e também não absorve odores.

Como a garrafa deve ser

A garrafa da mamadeira deve ser o mais lisa possível, para que não haja manchas onde restos de leite possam permanecer sem limpeza. Deve suportar altas temperaturas, necessárias para esterilizar o frasco.
A limpeza da mamadeira deve ser muito cuidadosa e consistente, seja da mamadeira como tetinas. Você deve sempre limpar as mãos antes e depois de preparar a garrafa.

Como deve ser o bico da mamadeira

Ao escolher o mamilo, leve em consideração o material (borracha, látex ou silicone), sua forma (arredondada, anatômica, fisiológica ou caída), os orifícios (um, dois, três ou mais)Um mamilo funciona bem quando, ao virar a mamadeira de cabeça para baixo, o leite goteja a uma taxa regular e moderada.