AAJ - Associação de Ajuda a Jovens

Categoria: Viagens Page 1 of 2

ALGUNS DOS DESTAQUES DA ZONA SUL CARIOCA

A cidade do Rio de Janeiro é rica em cultura, as belezas naturais do lugar inspiram e fazem dele um lugar único e encantador. Os bairros guardam muitas memórias da história do país. A Zona Sul carioca é a região mais famosa da cidade, cenário de muitos pontos turísticos, é um lugar tão valorizado que lá fica um dos metros quadrados mais caros do Brasil.

Localizada ao sul do Maciço da Tijuca, ela abrange os bairros de Ipanema, Botafogo, Catete, Copacabana, Lagoa, Flamengo, Gávea, Glória, Humaitá, Jardim Botânico, Laranjeiras, Leme, Urca, Vidigal, Cosme Velho, São Conrado, Rocinha e Leblon. Muitos desses lugares citados são famosos mundialmente.

Nesta área estão localizadas as mais famosas praias e hotéis, sendo majoritariamente a região mais nobre do município. Essa costuma ser a região preferida dos turistas para se hospedar por ter mais atrativos e por ser mais segura.

Os bairros da Zona Sul tem grande apelo cultural, com muitas construções históricas, museus, centros culturais, parques e praças, com anseios culturais. Além disso, as belezas que ali se encontram inspiraram e inspiram muitos artistas. 

Lá se encontra uma das praias mais famosas do mundo, a Praia de Copacabana. Ela tem o apelido de Princesinha do Mar e Coração da Zona Sul. O famoso calçadão do bairro é considerado um cartão postal do Rio. Mas esse não é o único ponto turístico da Zona Sul, são muitos.

No Cosme Velho fica o Cristo Redentor, que foi eleito uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno. O monumento fica no Morro do Corcovado, a 700 metros de altitude. Do alto do mirante, é possível admirar as belas praias que banham a cidade.

Um outro famoso ponto turístico carioca é Pão de Açúcar, localizado no bairro da Urca. No alto do morro tem uma vista privilegiada. Andar no bondinho do Pão de Açúcar é uma aventura com paisagens incríveis. A primeira parada ocorre no Morro da Urca, a 220 metros de altitude, de onde é possível avistar a Baía de Guanabara e a Enseada de Botafogo. Na segunda e última parada, o visual apresenta, ainda, grande parte da orla da Zona Sul e de Niterói.

Com uma das mais belas vistas do Rio, o Morro do Vidigal, que deu origem ao bairro do Vidigal. O bairro e a comunidade do Vidigal, embora pobres, como toda favela, situam-se entre alguns dos bairros mais nobres do Rio, como Leblon e São Conrado, sobre o Morro Dois Irmãos. É reduto de diversos animais e plantas da Mata Atlântica. 

A Lagoa Rodrigo de Freitas, local que dá nome ao bairro da Lagoa, é um ponto lindíssimo da Zona Sul. Conta com  diversas opções de lazer,  caminhar em volta da Lagoa, admirar o Cristo Redentor, dar um passeio de pedalinho, quadriciclo, andar de bicicleta, apreciar o pôr-do-sol no Palaphitas, fazer Stand up Paddle, um piquenique, ir no Parque dos Patins ou no Parque da Catacumba. Um cartão postal muito requisitado e de fácil acesso.

A Marina da Glória é mais um dos belos pontos turísticos cariocas. Localizada no belo bairro da Glória, bem próximo ao centro da cidade, entre o Aeroporto Santos Dumont e o Monumento da II Guerra Mundial, no Parque Brigadeiro Eduardo Gomes – Aterro da Glória. A Marina é um porto náutico para esportistas e visitantes da cidade.
Os que mais se beneficiam das maravilhas do local são os moradores do bairro da Glória, que são vizinhos desse incrível local. No entorno dela tem muitos condomínios, entre eles estará o lançamento Gloria Del Art Co Living, que é um dos mais aguardados do mercado imobiliário carioca, um condomínio moderno e sustentável. Localizado na Rua Russel, fica nos arredores da Marina da Glória.

Enfim, o Rio por si só em cartão postal. A cidade é linda, cheia de histórias. A cultura vibrante, contagia os moradores e os turistas. O lugar que mesmo com todos os problemas de uma grande metrópole, consegue ter as maravilhas em evidência. E a Zona Sul tem uma grande importância econômica e cultural para a cidade.

Leblon o charme da cultura e da gastronomia

O Leblon é um bairro charmoso na zona sul carioca. Lá foi o cenário de muitas novelas. A tônica das histórias envolvia sempre muito refinamento, elegância e charme. Muito típico desse lindo bairro a beira mar.

Entretanto, no Leblon é muito comum os mais variados teatros e cinemas. Tudo isso você pode fazer a pé e desfrutando da linda arquitetura do bairro mais charmoso da cidade.

O bairro tem muitos teatros importantes que estão atores famosos. Os teatros do bairro são:

Teatro Shopping Leblon: Oi Casa Grande fica no Shopping Leblon, na Avenida Afrânio de Melo Franco;

Teatro Municipal Café Pequeno fica na Avenida Ataulfo de Paiva, próximo ao Rio Design Leblon.

Teatro XP Investimentos fica na na Avenida Bartolomeu Mitre, próximo a Rua Mário Ribeiro.

Teatro PetraGold fica na Rua Conde de Bernadotte, no Edifício Terrasse Center

Que tal conhecer bons lugares no Leblon para degustar uma ótima refeição? No elegante e charmoso bairro do Leblon é sem dúvida muitas as opções para degustar um cardápio de qualidade. Quem sabe com um amigo ou familiar e ainda com seu amor você pode experimentar o que existe de melhor no bairro? Assim a beira mar ou nas ruas paralelas ou transversais a praia você encontra o que tem de melhor no bairro.

No Leblon você tem a mais variada e sofisticada gastronomia. Bem perto do Parque do Morro Dois Irmãos estão muitos restaurantes.

Caso procure a comida Italina, ela está na rua Dias Ferreira no. 233 no restaurante Quadrucci. A cozinha franco-brasileira está no Le Blond – Av. Ataulfo de Paiva, 1321 – Leblon. Entretanto, há muitas opções para comer no bairro. Temos o Degrau Restaurante – Av. Ataulfo de Paiva, 517 – Leblon; Filé do Lira –  Av. Ataulfo de Paiva, 658 – loja b – Leblon; Oro – Av. Gen. San Martin, 889 – Leblon. Na rua Rainha Guilhermina, 95 tem vez a cozinha tailandesa, no Nam Thai.

O bairro do Leblon é tão extenso que a lista de restaurantes é extensa. Veja então mais excelentes opções gastronômicas do bairro. Além da sofisticada cozinha do bairro, consta na lista também estabelecimentos da rede de fast food:

  • VILLAGE GRILL – · Avenida Otávio Malta, 359
  • Malta Beef Club – Av. Gen. San Martin, 359
  • Le Coin Restaurante -· Av. Gen. San Martin, 435
  • Sushi Carioca -· R. Cupertino Durão, 96 – Loja C
  • Álvaro’s – Av. Ataulfo de Paiva, 500
  • Vida Bistrô – · Av. Ataulfo de Paiva, 320
  • Degrau Restaurante · Av. Ataulfo de Paiva, 517
  • Fia Mia – Av. Ataulfo de Paiva, 355
  • Santa Justa Culinária Portuguesa – Leblon – Av. Ataulfo de Paiva, 270
  • Spoleto – Av. Ataulfo de Paiva, 427 – Loja A
  • McDonald’s -· Av. Ataulfo de Paiva, 406 – Lojas A/B
  • Nagara Sushi -· Avenida Ataulfo de Paiva, 566 3o piso
  • Koni – · Av. Ataulfo de Paiva, 320
  • Filé do Lira – Av. Ataulfo de Paiva, 658 – loja b
  • Tropeço -· Av. Ataulfo de Paiva, 517
  • Giuseppe Grill -· Av. Bartolomeu Mitre, 370
  • Safari Burger & Grill -Av. Gen. San Martin, 509
  • Desacato Bar & Restaurante – · Rua Conde de Bernadotte, 26 – loja a
  • Tita Bistrô -R. Alm. Pereira Guimarães, 72c
  • Ráscal – Av. Afrânio de Melo Franco, 290

O bairro em si já é bastante movimentado, devido seu uso que além de residencial é, também, turístico. O bairro é tão elegante e charmoso, que andar por suas ruas já em sim um roteiro turístico.

Além disso, no bairro, na Av Afrânio de Melo Franco está o Shopping Leblon, com comércio de bom gosto e alto nível. Lá você encontra sala de cinema e o Teatro Casa Grande. A saber, o estabelecimento possui excelente praça de alimentação com vista para a Lagoa e maciço da Tijuca.

O bairro é sim um excelente lugar para morar. Residir num bairro onde você pode fazer todos os afazeres caminhando é qualidade de vida. São ruas bucólicas e com serviço de alto nível. Então são muitos os condomínios de alto padrão no bairro. Um exemplo é o Forma Bait Leblon na Rua Adalberto Ferreira 32. Esta é uma rua com serviços básicos e muito bem localizada.

Dicas de turismo Barra de São Miguel

Um dos destinos mais frequentados pelos turistas que visitam o estado de Alagoas, a cidade de Barra de São Miguel está a apenas 30 km da capital Maceió. O pequeno balneário abriga praias para família e está bem próximo a um dos principais cartões postais mais famosos do estado: A Praia do Gunga, localizada no município de Roteiro.

Barra de São Miguel é basicamente dívida em três partes: o bairro de Barramar, a orla localizada no bairro do Niquim e o centro da cidade. Barramar é a parte nobre da cidade, onde encontram-se centenas de casas de veraneio e algumas pousadas. A praia que recebe o mesmo nome do bairro possui ondas fortes, perfeita para surfistas e atividades à vela.

Vai viajar e não sabe onde se hospedar? Confira os Hoteis na Barra de São Miguel.

Já na Praia do Niquim é onde concentram-se algumas das melhores opções de hospedagem e restaurantes do município. O local também é muito procurado por ser o ponto de acesso ao formidável Aquário Natural, uma piscina natural localizada em meio a barreira de corais que abriga inúmeras espécies que vivem na região, como peixinhos coloridos, ouriços e estrelas do mar.

Talvez você possa gostar: Cachoeira da Amorosa – Conceição de Macabu.

As ruas do centro da cidade também podem render muitas fotos boas. Em uma pequena caminhada nas ruas estreitas do município que antigamente era uma vila de pescador, podem ser encontrada casas erguidas em 1880 e igrejas com grande valor histórico. Durante o verão a cidade costuma triplicar o número de habitantes graças a alta procura de turistas vindos de todas as partes do mundo, que encontram no município ótimas praias e temperaturas elevadas que passam da casa dos 26C°.

O momento mais mágico do dia é quando a maré baixa e a gigantesca barreria de corais situada em frente ao município imerge do litoral incrivelmente azul. Durante esse período as águas ficam ainda mais calmas e formam uma gigantesca piscina natural de águas calmas. Uma ótima opção para observar esse pedacinho único do litoral alagoano é subir até o Mirante Alto de Santana, onde se tem uma vista espetacular do azul intenso do oceano mesclado com os milhares de tons de verde dos coqueirais que completam a paisagem paradisíaca do local.

A noite a grande concentração de turistas aproveitam o incrível espaço gastronômico Villa Niquim. Localizado no centro da cidade o área reúne inúmeras opções de restaurantes, pizzarias, bares e lanchonetes além de um espaço totalmente dedicada para as crianças com parquinho e arvorismo.

O que fazer em Barra de São Miguel

Praia do Gunga. Foto: Gustavo Albano

Aquário Natural

A maravilhosa piscina natural em meio o paredão de corais que protegem o litoral da Barra de São Miguel só pode ser acessado durante a maré baixa. O acesso é feito em pequenas lanchas que fazem o tour em aproximadamente duas horas passando em dois pontos com belezas naturais exuberantes e únicos. Na primeira parada os turistas podem se refrescar nas pequenas piscinas de águas cristalinas e recheadas de vida marinha e em seguida partem para um incrível banco de areia em meio ao oceano onde há um restaurante flutuante que prepara diariamente o local com cadeiras, mesas e guarda sóis para acomodar os visitantes que visitam a atração.

Praia do Niquim

Muito procurada por famílias, a praia da orla da cidade conhecido pelos locais como “Praia do Niquim” é protegida por uma gigantesca barreira de corais. Durante a maré baixa a fortaleza de corais corta o mar, deixando uma enorme piscina natural em frente às areias da praia e com ondas fortes atrás. A orla também conta com diversos restaurantes, bares e lojinhas de artesanato. A atração é muito indicada para famílias com crianças.

Praia das Conchas

A praia das Conchas localizada no bairro possui um grande banco de areia durante a maré baixa, durante esse período, pequenas poças se formam na areia diante de uma vegetação quase intocada. Ao lado da praia encontra-se um pequeno cais, onde saem lanchas e barcos de passeios em direção à Praia do Gunga. Um ótimo lugar para curtir o pôr do sol.

Praia do Gunga

Com areia brancas formando uma península preenchida com coqueiros, a Praia do Gunga fica dentro de uma fazenda de cocos, a atração é uma das mais cobiçadas do estado e recebe dezenas de excursões vindas de Maceió, Recife e Aracaju todos os dias. Além da bela paisagem que o local oferece, ao lado direito da praia mais ao sul do estado, encontra-se as Falésias do Gunga. O enorme morro com diferente tonalidades impressiona e encanta qualquer um que chega no local, formando uma paisagem totalmente selvagem. O translado para a atração é feito com os passeios de buggy oferecidos na praia.

Mirante Alto de Santana

O famoso mirante que tem vista privilegiada ao imenso coqueiral da Praia do Gunga é o ponto certo para fazer ótimas fotos do destino. Com vista 360° de toda a região é possível observar outros pontos como o centro da Barra de São Miguel, a Praia de Niquim e a Lagoa do Roteiro.

Como chegar em Barra de São Miguel

Mirante Alto de Santana. Foto: Gustavo Albano

Por estar muito próxima de Maceió, a melhor maneira de chegar ao município é pelo Aeroporto Zumbi dos Palmares, a 50 km de distância. O translado até a cidade pode ser feito com taxistas, ou arranjados diretamente com as inúmeras opções de agências de viagem que existem no estado.

Para chegar de carro é necessário pegar a BR 101 que interliga o município de Barra de São Miguel com a capital alagoana. São apenas 34 km de percurso que passa pela cidade histórica de Marechal Deodoro e em seguida dá acesso ao destino.

Melhor época para visitar Barra de São Miguel

Praia do Niquim. Foto: Gustavo Albano

Barra de São Miguel oferece temperaturas altas em todas as estações. Durante o verão e feriados prolongados, o destino recebe muitos turistas devido as férias escolares e o fácil acesso via Maceió.

Entre os meses de outubro e janeiro, a região costuma ter os dias mais limpos e a possibilidade de chuva é bem difícil. Durante os meses de abril a agosto, ocorre a temporada chuvosa, deixando a água da praia um pouco turva.

viajar ou reformar

Viajar ou reformar? Dúvida cruel, que muitos já compartilharam

viajar ou reformar

Algumas dúvidas que surgem em nossas vidas são boas e chatas ao mesmo tempo. Precisar fazer uma escolha entre uma viagem e uma reforma de apartamento, ao passo que é muito bom, pois qualquer uma das duas coisas são coisas boas, e que nos agregam; também é chata, pois sempre queremos os dois.

Mas não se preocupe, aqui podemos lhe dar algumas dicas para que quando aquele momento chegar, você consiga realizar os dois sonhos, pois quem disse que é necessário escolher? Então vamos iniciar o nosso papo sobre viajar ou reformar.

Pense em destinos alternativos

No momento em que pesamos em uma viagem, taxamos uma localidade que queremos conhecer, e nem sempre pensamos na viabilidade. Para quem quer viajar para fora e reformar o apartamento, mas os dois não parecem viáveis, mesmo com as economias sendo realizadas, lembre-se: o seu país é continental e o mais lindo do mundo. É provável que uma vida inteira não seja suficiente para conhecer parte significativa de nosso país, então na hora de viajar, olhe para dentro, para a nossa natureza, nossas cidades, o que temos de bom e belo, que é muita coisa.

Planeje a sua reforma

Um ponto muito importante, e que não cansamos de repetir: é que a sua reforma seja planejada com antecedência, logo buscar por ajuda profissional, exemplos de uma empresa de reformas que se apliquem ao projeto que você está querendo executar para que sirvam como guia, e por meios que viabilizem a reforma. Quando sua reforma foi planejada de forma adequada, abrange os pontos necessários e é baseada em meios que são viáveis, dentro de suas possibilidades, você conseguirá realizar um orçamento com maior precisão.

Empresas e profissionais do ramo são pessoas que vivenciam diariamente esse processo e conseguirão melhor avaliar tudo que ocorre no processo, e te direcionar nesse processo, além de que ajudará a você a elaborar um orçamento mais assertivo.

Economize com antecedência para conseguir viajar e reformar

É ideal que você comece a cortar determinados custos com coisas supérfluas em seu dia a dia, e para um casal, é necessário uma conversa, para que os dois passem a contribuir de forma adequada para o sonho da reforma e viagem. Com os filhos não é diferente, dentro de casa é preciso haver uma conscientização, para que todos caminhem junto para a meta da casa: reformar e viajar.

viajar_na_italia

VIAJAR NA ITÁLIA: TREM, ÔNIBUS OU CARRO?

Viajar na Itália é incrível, mas o que digo incrível, é maravilhoso. Se fosse eu, eu não deixaria um espaço livre no mapa sem saber, é simplesmente um país que eu amo. As paisagens, as pessoas, a linguagem, os cheiros, as cores, as pequenas varandas cheias de flores, as texturas, os barulhos, os silêncios, tudo, tudo, tudo me deixa louco pela Itália e tenho certeza de que não sou o único que Ela está completamente apaixonada pelo país em forma de bota.

viajar_na_italia

Então eu montei este post. Porque fazer uma excursão vale a pena e saber viajar de um lugar para outro pode economizar várias dores de cabeça e alguns euros também.

Confira: As Melhores praias do Brasil

Como você deve viajar na Itália?

Viajar na Itália de trem

Antes de começar a descobrir preços, horários e rotas, deixe-me explicar como isso é sobre trens na Itália. A primeira coisa que você precisa saber é que existem diferentes tipos de trens e, portanto, diferentes tipos de preços.

Por um lado, você tem os trens mais rápidos e mais caros, o Freccia e, por outro, os regionais, que são mais lentos, mas mais baratos (embora, na realidade, sejam um bom tempo, especialmente se você viajar em um Regionale Veloce (RV) que é um pouco mais rápido que o Regional (R)).

Mas, além de ser rápido ou lento, caro ou barato, há outra diferença fundamental entre um trem Freccia e um trem regional e tem a ver com a data da viagem. Enquanto na Freccia você precisa ter certeza da hora e dia específicos em que deseja viajar, os trens regionais são um pouco mais flexíveis.

Veja outra Dicas de Viagem agora mesmo

Quando viajei para a Itália pela primeira vez em 2011, quando você comprou uma rota de trem regional, tinha 30 dias para usá-la. Isso significa que, embora você tenha que colocar uma data e hora como um guia ao comprá-lo, não precisava necessariamente viajar naquele momento. O importante é que você pegue um trem regional que fez essa jornada, a que você decidiu.

Agora, desde dezembro de 2016, as coisas são um pouco diferentes e, embora você tenha a opção de tempo livre, a passagem de trem serve apenas para o dia indicado no momento da compra. Portanto, como os preços dos trens regionais geralmente não variam , é melhor comprar o bilhete quando tiver certeza absoluta da data em que deseja viajar.

Se sua idéia é viajar em qualquer um dos trens Freccia, recomendo que você compre com antecedência, pois os preços podem variar devido a promoções, disponibilidade, classes (1 ou 2) e rotas . Você pode fazê-lo através do site oficial da Tren Italia ou diretamente nas estações de trem. Existem máquinas de autoatendimento, mas também existem balcões onde você pode comprá-los da maneira tradicional.

Se você está carregando muita bagagem e está preocupado com restrições de peso e assim por diante, não exagere. Se houver, nunca descobri e nunca vi ninguém verificando quantas mochilas ou malas cada uma sobe, muito menos o peso. Para dizer a verdade, viajar de trem pela Itália é bastante descontraído, então não se preocupe.

O que é importante saber é que é você quem deve se encarregar da validação do bilhete antes de embarcar no trem . Como eu disse antes, na Itália tudo é muito descontraído, mas se eles pedirem para você ver o bilhete e você não o validou, você não só terá um mau momento, mas seu bolso também sofrerá muito porque as multas podem chegar a 200 euros.

Mas acalme-se, validar é super fácil. Tudo o que você precisa fazer é procurar nas plataformas as pequenas máquinas onde você deve passar o bilhete e é isso.

Por fim, é bom saber que, se você comprar os ingressos on-line, não precisará imprimi-los ou validá-los , pois eles chegam por e-mail e com o código QR é suficiente para que a equipe da Tren Italia o verifique, caso solicite durante a viagem .

Viajando pela Itália de ônibus

A vantagem mais clara de viajar de ônibus pela Itália é o preço , especialmente se você sair cedo. Muitas vezes a diferença com o trem pode ser de 10 euros ou mais e para viajantes de baixo orçamento (ou para quem prefere gastar esse dinheiro em comida, sorvete ou cerveja), é uma economia mais do que significativa.

A grande desvantagem é que os pontos de ônibus (ou pullman, como dizem na Itália) nem sempre estão no centro turístico e isso implica que você também deve considerar gastar em transporte público para chegar lá.

Além disso, para nós, era uma ótima opção e escolhemos a empresa Flixbus para quase todas as nossas viagens (fizemos apenas uma com outra empresa e somente porque não havia bons horários para a viagem). Os ônibus são confortáveis, quase todos têm Wi-Fi e são realmente pontuais .

O que não nos convenceu em algumas ocasiões é que é importante comprar o ingresso on-line, porque as paradas nem sempre estão nas estações (mas na calçada) e, embora os motoristas também vendam ingressos, não sei se é tão bom arriscar (considerando, também, , que os ingressos variam de preço de acordo com a disponibilidade e a compra antecipada). Mas não se preocupe, comprá-los é muito fácil e, se você baixar o aplicativo em seu telefone celular, também encontrará o mapa exato de cada parada.

Além disso, eles geralmente enviam mensagens informando que tipo de ônibus está chegando (em uma ocasião, tivemos que viajar em um vermelho que não dizia Flixbus em lugar nenhum) e se está atrasado ou não.

Em relação à bagagem, o Flixbus permite transportar até dois pacotes de no máximo 30 kg no total e uma bagagem de mão de até 7 kg.

Viaje pela Itália de carro

Se ainda tenho algo a fazer é viajar de carro pela Itália , perder-se entre suas pequenas cidades, suas paisagens e suas curvas. Apenas uma vez fiz uma viagem como essa (de Ancona a Roma ) e adorei, então não quero imaginar tudo o que ainda não vi.

As rotas estão em boas condições e a condução pela Itália é bastante segura , tornando-a uma opção mais do que tentadora. Muitas pessoas decidem alugar um carro e sair para visitar, sobretudo, a região da Toscana, de modo que se pode dizer que é um país bastante preparado para isso.

No entanto, se você não está convencido da idéia de dirigir, mas é um excelente co-piloto, pode usar a alternativa Bla Bla Car , que é uma página com um sistema de carpooling bastante interessante.

Você só precisa se registrar e procurar a seção que deseja fazer e a data, e o site oferecerá diferentes opções de pessoas que fazem o mesmo percurso e têm disponibilidade no carro. A taxa cobrada geralmente é muito mais barata que o trem ou o ônibus, e também é uma forma interessante de intercâmbio cultural. Na página, cada motorista coloca o horário em que ele vai sair (e a estimativa de chegada), o número de assentos disponíveis e quais são as condições da bagagem.

 

El_Calafate

As melhores coisas para fazer em Calafate

El Calafate é uma fruta pequena, que cresce a partir do arbusto de mesmo nome, típico desta porção da estepe da Patagônia, da qual é feito um doce saboroso.

No início do século XX, quando viviam no local baseado na pecuária e na exportação de lã para a Europa, esse local era um local onde os carros passavam a noite. E daí o nome: o posto era cercado por Calafates e era conhecido como El parador de los Calafates. Hoje, é um dos principais destinos turísticos da Argentina, gerado pela atração irresistível de conhecer o impressionante Perito Moreno.

El_Calafate

Melhores coisas a fazer em Calafate

Ao pé da geleira

Oitenta quilômetros separam a cidade do Parque Nacional Los Glaciares, criado em 1937 para preservar o gelo e as geleiras continentais, a floresta andino-patagônica do sul e as estepes da Patagônia. Com 726.927 hectares, é o maior do país e, em 1981, foi reconhecido como Patrimônio Mundial pela Unesco. Dentro do parque, além das geleiras mais famosas, também existem as geleiras Upsala, Spegazzini e Viedma.

As vantagens desta geleira sobre outros gelo continentais do mundo são diversas: fica a uma hora do aeroporto, o ônibus chega à passarela, você pode navegar na frente e até andar na superfície.

Descendo a passarela no meio da floresta, ela é vista como um enorme bloco de gelo, sulcado por veias cinzentas, nas quais se abrem rachaduras de intensa cor azul. De vez em quando, você pode ouvir uma explosão, como uma explosão, que quebra o silêncio gelado. Eles são os enormes fragmentos de gelo que geralmente se esfarelam no Canal Iceberg.

Da água

A navegação pelo Lago Rico é uma boa alternativa para vê-la de outra perspectiva. No convés, está frio de tremer, mas os passageiros, com as câmeras na mão, ainda tiram fotos. Uma selfie, uma memória familiar, um beijo de lua de mel, um abraço de amizade.

Se o viajante quiser ir ainda mais longe e ver as geleiras Upsala e Spegazzini, não perca a excursão Glaciers Gourmet, uma navegação exclusiva diferenciada com um menu de degustação de pratos regionais. É um passeio o dia inteiro que navega entre icebergs até o desembarque no Las Vacas Post, um lugar desolado e bonito, onde você caminha até uma casa de madeira solitária que foi usada por barracas antigas.

Caminhada no gelo

“Não tenha medo de pisar, o gelo é firme, eles não afundam”, os guias que comandam o Big Ice tendem a incentivar, uma experiência não convencional. É uma caminhada no glaciar Perito Moreno, um dos poucos lugares do mundo onde você pode caminhar em um glaciar. A excursão parte do porto Bajo de las Sombras e navega pelo lago Argentino. Então, a pé, você atravessa uma floresta de lengas e ñires, e logo depois precisa colocar seus grampos e começar a andar entre cavernas, fendas, seracs, pias, lagoas congeladas e cavernas azuis profundas.

Existem duas alternativas: o Big Ice, que entra no coração da geleira, dura três horas e meia, é de alta demanda física e adequado para pessoas entre 18 e 50 anos de idade. Ou Mini Trekking, a alternativa moderada, para pessoas entre 10 e 65 anos, onde você caminha por uma hora e meia.
Como toque final, a visita a El Calafate deve terminar no Glaciarium, um centro de interpretação de geleiras. No interior, há o Glaciobar, um bar projetado inteiramente no gelo, ideal para se despedir com um uísque nas rochas.

Adrenalina na varanda da geleira

O El Calafate Mountain Park é um parque de neve localizado na colina Huyiliche, com mil metros de altura. A viagem faz parte da aventura, acessada por um caminhão 4×4, que pára nas varandas de Calafate, com vistas deslumbrantes do lago Argentino. O parque possui uma pista de esqui, ideal para iniciantes e um circuito para caminhadas com raquetes de neve, atividade que não requer domínio de uma técnica específica.

Há também a opção de esqui cross-country, no qual você deve deslizar com um par de esquis em uma superfície plana. Quem quer apenas caminhar pode fazer uma caminhada pelo “Labirinto das Pedras”, uma estranha formação rochosa de 85 milhões de anos. O parque também possui motos de neve, ideais para entrar nos vales da colina, enquanto a família pode se reunir ao redor da tubulação, montar uma câmera de borracha e descer a toda velocidade pela neve.

O Glaciarium

Este é um novo museu e centro de interpretação, onde o enredo dos gelados eternos é explicado de maneira didática e interativa. Vídeos em 3D, fotografias, painéis explicativos. A visita culmina com bebidas nas rochas do Glaciobar, um bar projetado inteiramente sobre gelo – paredes, copos, esculturas, bancos, bar, mesas, cadeiras – a uma temperatura ambiente de -10 ° C.

Montando as estepes

Existem várias opções para explorar esta paisagem a pé, trote ou galope. Eles podem ser de um dia a quatro dias. Há alguns com vista para o glaciar Perito Moreno e vista para o Upsala, com a opção de dormir em uma barraca ou em acomodações de cinco estrelas. Ao longo do caminho, você pode aprender a história da Patagônia profunda, ver espécies nativas e uma vista única e privilegiada da geleira Perito Moreno.

 

dicas_para_viagem_em_familia

7 Dicas para Viagens em Família

Não entre em pânico !! Ninguém disse que ter filhos é uma tarefa fácil e muito menos viajar com eles. Minha longa experiência como mãe e viajante me levou a analisar como torná-lo mais fácil. Nada para enlouquecer! Como viajar em família  fora da nossa zona de conforto?

dicas_para_viagem_em_familia

Confira agora: Dicas de Viagem para Você.

 

Manual com 7 dicas para viagens em família 

Não importa se você escolhe um destino próximo ou distante, férias longas ou uma escapadela de fim de semana. Quando você viaja com um bebê ou uma criança, tudo dobra … logística, bagagem, preocupações, despesas. Adeus às improvisações, bem-vindo ao controle absoluto. O “Slow Travel” chegou para ficar alguns anos!

1- Destino

De fato, quando eles me perguntam sobre qual destino viajar com minha família, eu sempre aconselho os pais a valorizar o seguinte, antes de sair de sua zona de conforto:

O destino é escolhido com base na idade das crianças . Se em casa tivermos um bebê muito pequeno, é melhor pensar em um destino próximo. As condições sanitárias e climáticas devem ser tão semelhantes às do nosso local de origem. Pelo contrário, se nossos filhos forem mais velhos, podemos pensar em destinos com mais aventuras e atividades.

Envolva os filhos do destino. Procure com eles informações sobre o que oferece, para garantir o sucesso da viagem!

2- Bagagem

Quanto menos lastro, mais clareza . É muito fácil colocar em prática quando as crianças são mais velhas, com um bebê a coisa muda. Devemos ter em mente que, por conveniência, devemos preparar duas malas; a bagagem principal e de mão.

Neste último, carregaremos o “kit de emergência” . Fraldas, mamadeiras e leite algumas mudanças, se for tomado algum medicamento no caso de bebês. Quanto aos idosos, alguma comida, água e, claro, brinquedos, consoles, livros ou o que seu filho gosta.

Escolheremos a bagagem dependendo do destino, clima, orografia e o que planejamos fazer nela. Portanto, a primeira coisa será estudar bem e levar em consideração a estação do ano em que vamos viajar. Você tem que ser cauteloso enquanto permanece prático.

 

Uma dica muito importante é sempre levar um carrinho de bebê . Conseguimos Álvaro segurar em seu assento Cybex  em viagens até depois de 4 anos. Nada para deixar de sair para jantar e passear enquanto os pais desfrutam, o anão dorme pacificamente no carrinho. Nada para levar com ele quando você quiser passear horas e horas por uma cidade.

Nós, para as viagens, escolhemos uma cadeira leve e confortável, os chamados da cana. Eles cabem em qualquer lugar, não pesam, têm uma cesta confortável e são dobráveis.

3- Documentação

Este ponto é muito importante, se você estiver viajando em seu país ou se estiver viajando para o exterior. Seus filhos devem ter seu ID, passaporte e / ou visto, independentemente da idade. Seu primeiro passaporte, Álvaro, tinha 1 mês.

Cuidado, verifique as datas de validade com antecedência. Quando se trata de crianças, esses documentos têm um período de validade mais curto que o dos adultos.

4- Saúde

Visitar o pediatra, antes e depois da viagem, sempre fizemos. Para estar bem informado sobre as possíveis vacinas que serão necessárias, é melhor prevenir do que se arrepender mais tarde. O próprio pediatra ou em Saúde Estrangeira o informará bem sobre a vacinação.

Eu sempre aconselho a trazer um armário de remédios completo e os medicamentos que a criança geralmente pode tomar. Sem esquecer um bom repelente de insetos, protetor solar e se você tiver alergias de pele, gel de banho e leite corporal. Muitas vezes no destino, não encontramos o que melhor combina com você.

Intolerâncias alimentares e alergias, cuidado com isso! Como você conhece aqueles que nos conhecem, Álvaro é celíaco há 18 meses. Nossa vida de viajante sempre foi marcada pela doença celíaca e, apesar disso, viajamos metade do mundo com ela.

Além disso, você deve se informar bem sobre a gastronomia do destino. Certamente, como nós, seu filho poderá comer praticamente tudo, apesar da doença. Arroz, batata, frango, frutas e legumes são consumidos em qualquer lugar do mundo, então não há problema.

5- Transporte

Devemos levar em conta as distâncias que teremos que percorrer. Com base nisso, nossa economia e a idade de nossos filhos, escolheremos o meio de transporte apropriado.

Viajar de avião é confortável e rápido, mas certamente torna nosso orçamento mais caro. Portanto, para se mudar, a opção de trem ou ônibus é muito recomendável. Sem dúvida, fazê-lo de carro ou motorhome significa maior autonomia de movimentos e paradas quando necessárias. 100% recomendado para se deslocar pelo mundo com a casa a reboque.

6- Acomodações

Dependendo da idade de nossos filhos, o tema da acomodação aumenta muito a nossa viagem. Se decidirmos sobre um hotel e estes já forem mais antigos, devemos optar por dois quartos mínimos.

Geralmente escolhemos a opção de apartamento para ficar, principalmente pela conveniência de preparar a comida de Álvaro. Outra vantagem, além da econômica, é a liberdade de horários. Agora, se tudo o que foi dito até esse momento não afeta você, o melhor é um hotel e eles oferecem tudo o que você fez.

7- Segurança

Uma das perguntas que mais ouvimos durante todos esses anos é … E você não tem medo de viajar com sua família?

O medo é o pior inimigo, não apenas para viagens em família , mas para tudo em geral. O medo paralisa, não permite que você atue como ser humano. Vamos trancar o medo em um armário e jogar a chave no mar. Viajaremos para onde quisermos com nossos filhos, se considerarmos apropriado.

Aqueles de nós que viajamos em família por toda a vida, podemos garantir que o mundo é muito menos perigoso do que pintado . É claro que você deve ter muito cuidado e sempre evitar destinos onde sabemos que existe algum tipo de conflito violento. De resto, nenhum caso para aqueles que tentam convencê-lo de que viajar em família  é perigoso.

 

Porque você deve decidir logo sua viagem de ano novo?

O Réveillon é um dos momentos mais esperados por muitas pessoas. Menos de três meses para acabar o ano e você ainda não planejou a sua viagem de ano novo? Vamos te dar algumas dicas para você começar agora mesmo a se planejar a sua hospedagem.

Essa é a hora em que você faz um balanço sobre o seu ano, e nada melhor do que estar na presença das pessoas que você ama. Se esse é o seu desejo, ainda dá tempo de correr atrás da sua hospedagem e assim garantir sua viagem.

Porque é importante decidir logo a viagem de ano novo?

O Réveillon é das festas onde os hotéis e passagens aéreas são mais disputadas. Isso porque, seja a viagem para um lugar distante ou perto, esse período do ano está na lista de desejos de muitas pessoas.

Então a hospedagem e voos ficam mais cheios, os valores aumentam e as chances de você encontrar boas ofertas ou promoções se esgotam. Além disso, ao decidir sobre sua viagem de Réveillon com antecedência, é possível também:

  • Escolher os melhores hotéis e a hospedagem mais bem localizadas;
  • Alugar o melhor veículo para você e sua família;
  • Escolher os melhores horários de voos e assentos.

Como garantir a viagem perfeita?

Inicialmente, é importante que você busque sua hospedagem com a maior antecedência possível. Certamente, muitas outras famílias tem esse mesmo pensamento em mente, então se possível, tenha uma estratégia.

Acesse através da internet as promoções de hospedagem e voos, entre nos sites dos hotéis e das empresas que trabalham com pacote de viagens. Peça descontos para viagens em família para saber se terá um valor mais reduzido.

Essa pode ser uma das soluções para que você não tenha stress e a viagem seja perfeita para você e quem for viajar.

cachoeira_da_fumaca

Chapada Diamantina – Parque Nacional do Brasil que talvez você não Conhecesse

O Brasil é um país de infinitas maravilhas, florestas densas, grandes cachoeiras como a cachoeira da fumaça e uma considerável herança cultural. Nesse contexto, o Parque Nacional da Chapada Diamantina é um destino daqueles que devem ser agendados.

Para chegar a essa maravilha das colinas colossais, é necessário estar predisposto a uma viagem de ônibus ou a um ar da cidade principal do estado da Bahia (Salvador da Bahia) até o portal principal do parque, a cidade de Lençóis.

cachoeira_da_fumaca

Declarada Patrimônio da Humanidade por sua importante fachada colonial, mantém as casas antigas e as ruas de paralelepípedos que transportam turistas para os séculos XIX e XX, quando a região era a capital do diamante.

A Chapada Diamantina foi criada em 1985 e ocupa uma vasta área de 152 mil hectares. Atualmente, é um dos destinos mais procurados do Brasil por sua beleza exuberante, diversidade de flora e fauna e atividades alternativas de turismo que oferece. Além de Lençóis, outros municípios que ocupam a região são Andaraí, Palmeiras e Mucugê.

Uma variedade de experiências

Suponha que acabamos de chegar em Lençóis e que temos alguns dias para aproveitar o local. A oferta do hotel é variada, a culinária típica não poupa sabores e, nas pequenas ruas, as agências de viagens oferecem uma variedade de experiências.

A primeira incursão a ser realizada no parque, partindo de Lençóis em carro próprio ou em excursão, é a visita ao Morro do Pai Inácio. O local fica a 30 quilômetros de distância e a foto típica, tirada de cima, mostra o vale ao fundo e a vegetação exuberante que tenta escalar as colinas altas que surgiram ao longo de milhares de anos. Do ponto mais alto, você pode ver os Sincras de Sincorá de la Cuenca e a Chapadinha.

Por outro lado, além de alguns passeios próximos à cidade, como Ribeirão do Meio ou Cachoeira do Primavera, existe a possibilidade de explorar um extenso riacho até a Cachoeira do Sossego. Em um circuito de 14 quilômetros (ida e volta) de alta dificuldade, você chega a uma área de boxe, onde a cachoeira cai por uma espécie de deslizamento em um grande cilindro de água fria e profunda.

Alguns apaixonados por adrenalina pulam de uma varanda de pedra e outros chegam nadando e se refugiam atrás da cachoeira. A rota inteira é feita rastreando o fluxo; Às vezes, algumas rochas bloqueiam a passagem e forçam você a caminhar pelas encostas da montanha. Para este passeio, é recomendável contratar um guia turístico.

Outro destino significativo dentro do parque é a Cachoeira da Fumaça. Nesse caso, é acessado através do município de Palmeiras e através de excursões você chega a essa cachoeira de 340 metros de altura. Algumas expedições são realizadas com guias em um circuito de 12 quilômetros. O nome da cachoeira vem do vapor gerado quando a água atinge as pedras. Este ponto é um dos mais visitados no parque e os passeios começam em 300 reais, dependendo do serviço que incluem.

E você não precisa sair deste destino sem ter visitado Pozo Azul e Pozo Encantado. Suas águas cristalinas e profundas geram uma ilusão nas profundezas, quando os raios do sol as iluminam e causam tons de cores azuladas. Esse fenômeno natural ocorre entre os meses de abril e setembro, época mais recomendada para conhecê-los. Em Pozo Azul é permitido tomar banho, mas em Pozo Encantado não, pois tem profundidade de mais de 60 metros.

 

Esses quatro passeios são apenas uma parte da grande variedade de cantos que o Parque Nacional da Chapada Diamantina tem para oferecer aos amantes da natureza. Mas eles servem para se aproximar deste paraíso pela primeira vez, composto por cavernas, colinas e cachoeiras.

 

Imobiliaria Biritiba Mirim

Imobiliaria Biritiba Mirim oferece soluções imobiliárias incríveis

Imobiliaria Biritiba Mirim é a pedida quando as pessoas procuram por um canto sossegado

Biritiba é uma cidade bem pacata e distante 80 km da cidade de São Paulo que recebe milhares de pessoas em busca de lazer e relaxamento.

A cidade tem aproximadamente 42 mil habitantes e fica entre Salesópolis e Mogi das Cruzes. Salesópolis é conhecida por ser a cidade onde nasce o Rio Tietê e Mogi das Cruzes é a Cidade Universitária, conta com diversas Universidades de excelência.

A Imobiliaria Biritiba Mirim é um projeto desenvolvido pela Hypercriativo Agência de Marketing Digital Mogi das Cruzes que tem foco em mostrar as melhores opções de imóveis e lazer em Biritiba Mirim. Além desse trabalho, a agência é especializada no Metodo 8ps do Marketing Digital.

A cidade é encantadora e conta com muitas atrações importantes que atraem pessoas de todo canto do Estado.

Vale Encantado Biritiba

Imobiliaria Biritiba Mirim

Imobiliaria Biritiba Mirim e o Parque Aquático Vale Encantado

Um dos maiores e mais completos parques temáticos do Estado de São Paulo, o Vale Encantado está localizado na cidade em meio a mais de um milhão de metros quadrados de pura área verde, paz e ar puro.

Sem dúvida, o Vale Encantado é uma excelente opção de lazer para quem procura por Biritiba Mirim.

Pedra do Sapo

Pedra do Sapo

Imobiliaria Biritiba Mirim conta com guias preparados para levar pessoas até a Pedra do Sapo

A vista é sensacional e recompensadora para quem chega até o pico da Pedra do Sapo.

Após uma caminhada na trilha mata adentro, os visitantes conseguem chegar ao ponto mais alto da pedra e para descer, é possível fazer por rapel.

Há uma equipe especializada que faz o guia e monitoramento de grupos participantes desta aventura.

Para quem curte aventura e contato com a natureza, o passeio até a Pedra do Sapo é uma pedida que não pode ficar fora dos planos.

Lembre sempre: Para ir até o pico da Pedra do Sapo, é necessário estar acompanhado de pessoas experientes que conhecem a região.

Use sempre equipamentos de segurança para evitar acidentes desagradáveis durante o percurso.

Radar Meterológico

Radar Meterologico

Imobiliaria Biritiba Mirim e o Radar Meterológico

O Radar Meterológico monitora o nível de chuva em um raio de 300 quilômetros de distancia de Biritiba Mirim e capta uma altitude de até 3 mil metros.

Com esse monitoramento, é possível detectar o nível pluvial e detectar possibilidade de alagamento em regiões de risco.

O radar fica fica instalado dento da Barragem Ponte Nova e é monitorado pelo Departamento de Aguas e Energia Elétrica de São Paulo, conhecido como DAEE.

 

Page 1 of 2

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén