AAJ - Associação de Ajuda a Jovens

Autor: italo

Como funciona o minha casa minha vida

O sonho de comprar a casa própria e sair do aluguel é um dos maiores sonhos de todos os brasileiros e graças ao minha casa minha vida esse sonho está se tornando cada vez mais fácil de ser realizado por todos os brasileiros de todas as classes sociais. Mas assim como é sério o fato de comprar uma casa, minha casa minha vida também é um procedimento que merece muita atenção e precisa ser feito com muito cuidado e com a ajuda de um corretor profissional para te auxiliar com toda a documentação. Mas depois dessas observações precisamos saber como funciona o minha casa, minha vida e como ele pode te ajudar a comprar a sua casa própria.

Programa Social

Para começar o assunto devemos entender que o minha casa minha vida é um programa social desenvolvido pelo governo para ajudar as pessoas a comprarem o seu primeiro imóvel, esse programa paga até por 90% do valor do imóvel e divide o restante do valor em parcelas muito pequenas, facilitando assim o pagamento para o futuro comprador.

A partir de agora vamos aprender um pouco mais sobre como funciona o minha casa, minha vida e quais os procedimentos que  o futuro comprador deve seguir para conseguir ter acesso ao financiamento e aos descontos. O primeiro procedimento que deve ser feito é fazer a análise da sua renda familiar, isso torna-se necessário pois o tipo de ajuda que o governo vai disponibilizar depende do tamanho da sua renda familiar. 

Tipos de Renda

O governo vai fornecer diferentes tipos de ajuda para diferentes tipos de classes sociais e ele faz essa divisão de acordo com a renda familiar do futuro ou dos futuros compradores. A divisão atual está dessa forma:

  • Renda de até 1800 reais: A primeira e mais básica das modalidades diz respeito às famílias que possuem renda mensal total de até 1800 reais. Nessa janela o governo paga 90% do valor total do imóvel deixando somente 10% do valor para ser pago pelo comprador do imóvel.As parcelas do imóvel não podem exceder 10% do valor do salário mínimo e o financiamento deve possuir como prazo máximo 120 meses ou 10 anos.
  • Renda de 1800 até 2600 reais: A segunda modalidade que o programa do governo oferece é uma janela que está mais disponível para famílias de classe média baixa e os incentivos são proporcionais às possibilidades financeiras da família. Nessa modalidade o governo apenas ajuda o futuro comprador a pagar a entrada no imóvel, entrada essa que tem o seu limite estabelecido em 47,5 mil reais. Esse limite foi estabelecido pois imóveis que possuem esse valor de entrada são imóveis considerados de classe média. Além disso, o comprador vai receber a oportunidade de pagar o valor do imóvel em até 30 anos ou 360 meses.
  • Renda de 2600 até 4000 reais: Nessa terceira modalidade o comprador que possui a renda familiar dentro da janela informada vai receber grande parte dos incentivos citados na janela anterior, tais como ajuda a pagar a entrada do imóvel e também vai receber a oportunidade de pagar o imóvel em 30 anos porém nessa modalidade o futuro comprador poderá escolher entre imóveis prontos e imóveis na planta. Essa oportunidade é oferecida pois as famílias que possuem esse valor de renda familiar já podem se permitir escolher imóveis que possuem um maior valor e que são avaliados como imóveis para o público da classe média alta, mesmo eles estando na fase de construção do minha casa minha vida vai ajudar essas famílias a comprar o imóvel.
  • Renda de 4000 a 7000 reais: Nessa modalidade o comprador recebe menos incentivos quando comparado às outras anteriores, haja visto a elevada renda mensal que a família declarou. Na prática essa modalidade do minha casa minha vida somente vai fornecer aos futuros compradores 2 facilidades, a primeira delas diz respeito a um subsídio que o governo vai fornecer, esse subsídio tem seu valor máximo estipulado em 29 mil reais. A segunda facilidade que essa modalidade oferece é as taxas de juros diminuída para o financiamento, essa taxa que será praticada é de no máximo 7% ao ano e no mínimo 5,5%.
  • Renda acima de 7000 reais: Para famílias que possuem uma renda familiar que excede o valor de 7000 reais o minha casa minha vida não é aceito e consequentemente a análise de crédito não é aprovada. Isso ocorre pois o governo entende que uma família que possui uma renda familiar dessa magnitude possui condições de entrar em um financiamento de imóvel normal, com taxas e prazos normais. Por exemplo, se resolver financiar uma das das casa do condomínio Aphaville.

Depois de passarmos pela fase de análise de renda familiar o comprador precisa atentar-se ao valor total do imóvel, essa necessidade acontece pois dependendo da localização do imóvel e também do tamanho da cidade o valor máximo do imóvel vai mudar. Por exemplo um imóvel que está localizado na região metropolitana de São Paulo, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal o programa impõe uma limitação o valor do imóvel não deve exceder 225 mil reais. Seguindo na mesma explicação a limitação de valor que o programa do governo impõem para imóveis localizados na região metropolitana de Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e Espírito Santo é de 200 mil reais.

Passada a etapa de análise de valores de renda financeira e também do valor do imóvel chegamos na etapa final que é a preparação da documentação necessária para completar o cadastro do financiamento junto ao programa do governo, para essa etapa a nossa dica é que os futuros compradores consultem um corretor profissional e especializado na área em questão. Essa nossa dica está fundamentada na capacidade que o corretor local possui de saber todos os procedimentos e documentos que devem ser entregues para completar o cadastro. Sem a ajuda de um corretor o futuro comprador pode perder-se no meio de tanta papelada e tanta burocracia que precisa ser respeitada.

Compra e venda imóvel, o que devemos saber?

No mercado imobiliário brasileiro o fato de comprar e vender um imóvel vem sempre acompanhado de uma série de procedimentos que devem ser seguidos por todos os envolvidos, do vendedor, passando pelos intermediários e chegando até o comprador todos precisam seguir uma série de procedimentos que se feitos de maneira correta vão deixar essa operação o mais fácil e tranquila possível. Portanto com a intenção de definir os papéis de cada um e tornar menos complicado todo esse processo vamos fornecer muitas dicas sobre como comprar e vender um imóvel?

Por exemplo, como se compra ou vende as casas à venda no Condomínio Malibu Para começar a adentrar no assunto nós precisamos entender que existem muitas dúvidas que contornam esse assunto e hoje vamos tratar de algumas delas. Começando por partes temos que abordar o assunto de maneira correta, analisando desde a primeira conversa com o corretor, passando pela definição das formas de pagamento e culminando na amortização do valor total do imóvel. Como vimos o corretor é parte essencial desse processo e situa-se no começo de tudo, mas qual é a sua importância? 

Devo contratar um corretor?

Essa é uma das primeiras e maiores dúvidas de todas as pessoas que estão nessa posição de compra ou venda de imóveis e além disso é uma pergunta muito justa que vamos elucidar agora. Geralmente os imóveis estão vinculados à algumas empresas ou agências que estão responsáveis pela propaganda e venda dos mesmos e nesse caso o corretor vai fazer um papel importantíssimo de, com base nas especificações que você fornecer, te mostrar todas as vantagens e desvantagens de todos os imóveis e ainda fazer comparativos entre eles.

Além disso o corretor é um profissional que possui o conhecimento necessário para tratar de todas as burocracias e documentações necessárias para tornar o caminho de compra e venda de um imóvel o mais tranquilo e calmo possível, porém esse mesmo caminho pode tornar-se muito obscuro sem a presença do corretor. A falta desse profissional ou de qualquer intermediário ou empresa deixa a negociação muito mais sombria e perigosa, fazendo com que ambas as partes tenham como garantia basicamente a palavra um do outro.

Portanto, a primeira dica que vamos fornecer nesse texto é, se você pretende comprar ou vender um imóvel com segurança, calma e principalmente com sucesso é altamente recomendável a presença desse profissional nessa negociação.

Depois que passamos pela primeira parte nos deparamos com a segunda, a parte mais importante de toda a negociação, a parte onde todas as variáveis são definidas e também onde tudo fica acordado entre os atores envolvidos, estamos falando do contrato de compra e venda. Mas o que é o contrato de compra e venda?

O que é um contrato de compra e venda?

O contrato de compra e venda de um bem imóvel funciona basicamente como qualquer outro tipo de contrato firmado entre duas partes, nesse caso fica acertado através da assinatura deste contrato que o vendedor vai transferir o imóvel assim que o comprador pagar pela totalidade do mesmo. Porém para fazer isso da maneira correta no contrato devem constar várias informações de ambos os envolvidos para torná-lo mais transparente. Com isso chegamos em um ponto crucial, o que deve constar no contrato?

O que deve constar no contrato do imóvel?

Como comentamos anteriormente o contrato precisa de uma quantidade de dados de ambos os interessados para tornar-se confiável e possuir importância legal, abaixo podemos encontrar uma lista com os dados que devem constar no contrato: 

  • Nomes (interessados);
  • Nacionalidade (interessados);
  • Estado civil (interessados);
  • Profissão(interessados);
  •  Identificação (CPF ou RG dos interessados);
  •  Endereço (Imóvel);
  • localização (Imóvel);
  •  Número e data do registro (Imóvel);
  • Descrição sumária (Imóvel); 
  • Dimensões (Imóvel);
  • Características especiais (Imóvel);
  • Preço total (Imóvel);
  •  Valor do sinal ou entrada (Imóvel);
  •  Condições de pagamento do saldo (Imóvel).

Como é possível ver na lista acima vários detalhes da negociação de pagamento do imóvel também vai estar no contrato e nesse caso juros vão incidir sobre essa negociação, nessa situação os juros que serão cobrados e também a correção monetária utilizada devem estar descritos de forma minuciosa no contrato.

Agora que entramos na questão de valores chegamos em uma outra parte muito importante quando o assunto é comprar ou vender imóveis, como fazer com que o imposto de renda entenda que agora você vendeu ou comprou um novo imóvel? Como declarar compra e venda de imóveis?

Como declarar compra e venda de imóveis?

Como todos nós brasileiros sabemos o imposto de renda incide sobre todas as transações financeiras que acontecem na sua vida e você deve sempre prestar contas dos seus gastos anualmente, com fiscalização da Receita Federal. Enfim, como isso se encaixa no cenário de comprar e venda de imóveis? vamos entender essa situação um pouco melhor. 

Primeiramente devemos entender que todos os imóveis que possuem o valor atual de mercado acima de 300 mil reais devem ser declarados no ato de enviar o imposto de renda mas até nesse momento o dono não deve se preocupar com taxas extras por possuir esse imóvel, essas preocupações aparecem na hora que o dono resolve vender o imóvel e com isso consegue lucrar qualquer quantia.

Quando essa situação acontece, o vendedor do imóvel entra no Programa de Ganhos de Capital. Esse programa que é muito conhecido pela sua sigla GCAP auxilia as pessoas físicas que realizaram a venda de um imóvel no período que deve ser declarado e conseguiram de alguma forma obter lucro com essa operação financeira. O programa vai automaticamente gerar o valor que deve ser pago pelo contribuinte a fim de quitar a sua dívida, geralmente esse valor é de 15% do valor total do lucro que o vendedor obteve.

Dessa forma encerramos esse texto valioso com várias dicas sobre como comprar e vender imóveis e como facilitar a vida de todas as pessoas que se encontram nessa situação. Se a sua dúvida não foi contemplada nesse texto não se desespere pois vários outros textos como esse estão a caminho para te salvar. Muito obrigado a todos e salientamos que sempre que precisar estaremos aqui para sanar todas as suas dúvidas futuras, aguardamos o seu contato.

NAS ONDAS DO SURFE

O surfe surgiu na  Polinésia, um conjunto de ilhas do Pacífico. Acredita-se que o esporte surgiu quando os pescadores perceberam que usando uma tábua de madeira, era mais fácil chegar à margem do mar. Em 1778, o navegador inglês James Cook chegou ao arquipélago do Havaí e levou a ideia do esporte para a Europa. Na década de 50, o surfe ganhou grande popularidade nos Estados Unidos, especialmente no Estado da Califórnia, tornando- se uma parte da cultura do mesmo. A partir das décadas de 70 e 80, iniciaram-se os campeonatos profissionais. 

O Circuito Mundial Profissional foi fundado em 1976 para comemorar os atletas de elite, diversos fãs e parceiros dedicados que, juntos, encarnam o profissional hoje.Está sediada em Los Angeles, Califórnia, com escritórios em todo o globo, e dedicada a promover surfistas profissionais como atletas de classe mundial. Bem como, agir como bons administradores do meio ambiente, tanto dentro como fora da água. Então, o  WSL – World Surf League existe para celebrar e cultivar a história.

Primeiramente, os principais acessórios do surfe são as pranchas, que podem possuir diversos tamanhos e formatos. De fato, uma boa prancha é indispensável para o bom desempenho do esporte. Além disso, deve-se ter cautela na escolha das ondas, visto que maroços (ondas grandes) podem ser perigosos para iniciantes.

O surfe objetiva o deslize pelas ondas com uma prancha para a realização de manobras. Para isso, os principais fundamentos da modalidade são a remada (para o deslocamento no mar até uma boa posição), o joelhinho (mergulho feito com a prancha no deslocamento para ultrapassar as ondas), o drop (movimento de transição da remada para a posição em pé) e a cavada (direcionamento do surfista para um lado da onda).

O ingresso do surfe no Brasil se deu por meio dos trabalhadores de companhias aéreas que, ao entrar em contato com o surfe fora do país, trouxeram o esporte para nosso país. Iniciando pela praia paulista de Santos e logo caindo nas graças dos cariocas, o surfe rapidamente se espalhou pelo litoral brasileiro. As primeiras pranchas utilizadas eram de madeira, até que em meados da década de 1960, passaram a ser utilizadas as pranchas de fibra de vidro.

A Associação de Surfe do Rio de Janeiro, fundada em 1965, foi a primeira organização voltada exclusivamente para o surfe no Brasil. No entanto, o órgão máximo dos esportes no Brasil, a Confederação Brasileira de Desportos, apenas reconheceu o surfe como esporte no ano de 1988, após a realização do primeiro campeonato brasileiro de surfe. Além disso, como a grande maioria dos esportes, o surfe também tardou a incorporar as mulheres na sua disputa. Enquanto o primeiro campeonato brasileiro masculino aconteceu em 1987, o primeiro campeonato brasileiro feminino de surfe ocorreu apenas em 1997, dez anos mais tarde.

Na última década os brasileiros invadiram o tour do WSL e mostraram aos australianos, americanos e o restante do mundo um novo jeito de surfar, com mais radicalidade, força e muita velocidade, além da união dos atletas e da torcida. Bem como, o sucesso do Italo Ferreira nas Olimpíadas impulsionou ainda mais o aumento da popularização de um esporte que já era bem popular no país.

No Rio de Janeiro, não faltam praias para se surfar, inclusive Saquarema e a Barra da Tijuca, já foram etapas do Circuito Mundial de Surfe. No Posto 5 da Praia da Barra está o lançamento da Cyrela, o condomínio Wave By Yoo. Um projeto a frente do seu tempo e frente para o mar. 

Os benefícios do surfe são os mesmos de qualquer atividade aeróbica, mas com um diferencial delicioso: o contato com a natureza. Além de ser um excelente exercício cardiorrespiratório, o surfe trabalha todos os grupos musculares, além de propiciar o desenvolvimento da coordenação motora e do equilíbrio do praticante. Desse modo, é uma excelente forma de praticar exercício e de diversão, ainda se conectando com a natureza.

ALGUNS DOS DESTAQUES DA ZONA SUL CARIOCA

A cidade do Rio de Janeiro é rica em cultura, as belezas naturais do lugar inspiram e fazem dele um lugar único e encantador. Os bairros guardam muitas memórias da história do país. A Zona Sul carioca é a região mais famosa da cidade, cenário de muitos pontos turísticos, é um lugar tão valorizado que lá fica um dos metros quadrados mais caros do Brasil.

Localizada ao sul do Maciço da Tijuca, ela abrange os bairros de Ipanema, Botafogo, Catete, Copacabana, Lagoa, Flamengo, Gávea, Glória, Humaitá, Jardim Botânico, Laranjeiras, Leme, Urca, Vidigal, Cosme Velho, São Conrado, Rocinha e Leblon. Muitos desses lugares citados são famosos mundialmente.

Nesta área estão localizadas as mais famosas praias e hotéis, sendo majoritariamente a região mais nobre do município. Essa costuma ser a região preferida dos turistas para se hospedar por ter mais atrativos e por ser mais segura.

Os bairros da Zona Sul tem grande apelo cultural, com muitas construções históricas, museus, centros culturais, parques e praças, com anseios culturais. Além disso, as belezas que ali se encontram inspiraram e inspiram muitos artistas. 

Lá se encontra uma das praias mais famosas do mundo, a Praia de Copacabana. Ela tem o apelido de Princesinha do Mar e Coração da Zona Sul. O famoso calçadão do bairro é considerado um cartão postal do Rio. Mas esse não é o único ponto turístico da Zona Sul, são muitos.

No Cosme Velho fica o Cristo Redentor, que foi eleito uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno. O monumento fica no Morro do Corcovado, a 700 metros de altitude. Do alto do mirante, é possível admirar as belas praias que banham a cidade.

Um outro famoso ponto turístico carioca é Pão de Açúcar, localizado no bairro da Urca. No alto do morro tem uma vista privilegiada. Andar no bondinho do Pão de Açúcar é uma aventura com paisagens incríveis. A primeira parada ocorre no Morro da Urca, a 220 metros de altitude, de onde é possível avistar a Baía de Guanabara e a Enseada de Botafogo. Na segunda e última parada, o visual apresenta, ainda, grande parte da orla da Zona Sul e de Niterói.

Com uma das mais belas vistas do Rio, o Morro do Vidigal, que deu origem ao bairro do Vidigal. O bairro e a comunidade do Vidigal, embora pobres, como toda favela, situam-se entre alguns dos bairros mais nobres do Rio, como Leblon e São Conrado, sobre o Morro Dois Irmãos. É reduto de diversos animais e plantas da Mata Atlântica. 

A Lagoa Rodrigo de Freitas, local que dá nome ao bairro da Lagoa, é um ponto lindíssimo da Zona Sul. Conta com  diversas opções de lazer,  caminhar em volta da Lagoa, admirar o Cristo Redentor, dar um passeio de pedalinho, quadriciclo, andar de bicicleta, apreciar o pôr-do-sol no Palaphitas, fazer Stand up Paddle, um piquenique, ir no Parque dos Patins ou no Parque da Catacumba. Um cartão postal muito requisitado e de fácil acesso.

A Marina da Glória é mais um dos belos pontos turísticos cariocas. Localizada no belo bairro da Glória, bem próximo ao centro da cidade, entre o Aeroporto Santos Dumont e o Monumento da II Guerra Mundial, no Parque Brigadeiro Eduardo Gomes – Aterro da Glória. A Marina é um porto náutico para esportistas e visitantes da cidade.
Os que mais se beneficiam das maravilhas do local são os moradores do bairro da Glória, que são vizinhos desse incrível local. No entorno dela tem muitos condomínios, entre eles estará o lançamento Gloria Del Art Co Living, que é um dos mais aguardados do mercado imobiliário carioca, um condomínio moderno e sustentável. Localizado na Rua Russel, fica nos arredores da Marina da Glória.

Enfim, o Rio por si só em cartão postal. A cidade é linda, cheia de histórias. A cultura vibrante, contagia os moradores e os turistas. O lugar que mesmo com todos os problemas de uma grande metrópole, consegue ter as maravilhas em evidência. E a Zona Sul tem uma grande importância econômica e cultural para a cidade.

Barra da Tijuca – mobilidade

Chegar até a Barra da Tijuca é um percurso bastante fácil. Quando você necessitar ir a outros lugares da cidade, as grandes vias da Barra da Tijuca são um acesso muito rápido, prático e fácil. Tudo isso para você que busca praticidade. Do mesmo quando seus amigos e parentes forem visitar você em seu novo endereço.

Para você que com frequência usa o carro, seja para o trabalho, seja para passeio as principais avenidas são as melhores opções. Mas sabemos que saímos, também, de casa para estudar, ir a uma consulta médica, ir ao encontro de amigos, parentes e muito mais.

  • Av. das Américas. Esta é pois a via principal que liga o Recreio dos Bandeirantes a Barra da Tijuca. Nela, sobretudo estão instalados os grandes prédios comerciais, lojas, supermercados e shoppings. Ela liga a outras principais vias, como por exemplo a Av. Ayrton Senna.
  • Estrada do Bandeirantes. A saber tem início na Taquara e termina no Recreio dos Bandeirantes . É uma via importante a quem deseja ir ao Pontal, Vargem Grande e Vargem Pequena.
  • Av. Salvador Allende. É uma continuação da Transolímpica, entretanto, liga o Recreio dos Bandeirantes também a Curicica.
  • Transolímpica. É uma via expressa que atravessa grande parte da Taquara. Tem uma alça de saída na Estrada dos Bandeirantes. Termina na Av. Salvador Allende.
  • Estrada Benvindo de Novaes. A saber liga a Av. das Américas ao bairro de Vargem Pequena
  • Av. Lúcio Costa. Liga pois os bairros do Recreio dos Bandeirantes à Barra da Tijuca. Você faz esse percurso então contemplando o mar.
  • Estrada do Pontal. É uma via bastante importe, pois liga o Recreio dos Bandeirantes à Vargem Grande. É a saber uma via de acesso as praias do Recreio e ao acesso a Grumari.

Além disso, para você chegar até o condomínio Etehe Residencial Barra da Tijuca o transporte coletivo é uma outra opção. Por isso, na Barra da Tijuca várias são a linhas de ônibus que ligam o o bairro ao Centro da urbe carioca, bem como aos bairros de Jacarepaguá e da Zona Norte. O terminal Alvorada é uma referência no Bairro. Lá tem linhas de ônibus para outros municípios, como o de Petrópolis, na região serrano do Estado. No mesmo terminal há também o terminal de BRT com várias linhas que ligam a Barra a outros pontos da cidade.

Na avenida Salvador Allende temos algumas estações do BRT que fazem parte do corredor TransOlímpica. As estações que estão distribuídas ao longo da Avenida Salvador Allende, onde está o Parque Olímpico e o Parque dos Atletas na Barra da Tijuca são: Catedral do Recreio, Tapebuias, Olof Palme, Riocentro e Outeiro Santo. Vale lembra que o condomínio Ilha Pura, por exemplo, é uma das referências na região. E tem uma estação chamada Ilha Pura que fica muito perto da sua nova residência. O corredor de ônibus expresso TransOlímpica é servido por :

  • 53A – SULACAP X ALVORADA (EXPRESSO)
  • 51 – RECREIO X VILA MILITAR (PARADOR)
  • 51A – VILA MILITAR X ALVORADA (PARADOR)
  • 53B – JARDIM OCEÂNICO X SULACAP (PARADOR)

As linhas do BRT TransOlímpica ligam aos terminal Alvorada, onde estão concentradas as principais linhas de ônibus da Barra da Tijuca. Por outro lado, a Linha 53B – JARDIM OCEÂNICO X SULACAP (PARADOR) tem ponto final no acesso a estação do metrô da linha 4. Ao chegar ao metrô da Linha 4 você, por certo, poderá rapidamente chegar aos bairros da zona sul carioca. Além disso, você pode chegar também e muito rápido ao Centro do Rio. E se necessitar ir até o bairro da Tijuca, na estação final da rua Uruguai. Mas, caso você necessite pode também fazer o translado para a Linha 2 do metrô e ir aos demais bairros da Zona Norte. O destaque da Linha 2 é a Estação Nova América, onde está o shopping de mesmo nome.

Leblon o charme da cultura e da gastronomia

O Leblon é um bairro charmoso na zona sul carioca. Lá foi o cenário de muitas novelas. A tônica das histórias envolvia sempre muito refinamento, elegância e charme. Muito típico desse lindo bairro a beira mar.

Entretanto, no Leblon é muito comum os mais variados teatros e cinemas. Tudo isso você pode fazer a pé e desfrutando da linda arquitetura do bairro mais charmoso da cidade.

O bairro tem muitos teatros importantes que estão atores famosos. Os teatros do bairro são:

Teatro Shopping Leblon: Oi Casa Grande fica no Shopping Leblon, na Avenida Afrânio de Melo Franco;

Teatro Municipal Café Pequeno fica na Avenida Ataulfo de Paiva, próximo ao Rio Design Leblon.

Teatro XP Investimentos fica na na Avenida Bartolomeu Mitre, próximo a Rua Mário Ribeiro.

Teatro PetraGold fica na Rua Conde de Bernadotte, no Edifício Terrasse Center

Que tal conhecer bons lugares no Leblon para degustar uma ótima refeição? No elegante e charmoso bairro do Leblon é sem dúvida muitas as opções para degustar um cardápio de qualidade. Quem sabe com um amigo ou familiar e ainda com seu amor você pode experimentar o que existe de melhor no bairro? Assim a beira mar ou nas ruas paralelas ou transversais a praia você encontra o que tem de melhor no bairro.

No Leblon você tem a mais variada e sofisticada gastronomia. Bem perto do Parque do Morro Dois Irmãos estão muitos restaurantes.

Caso procure a comida Italina, ela está na rua Dias Ferreira no. 233 no restaurante Quadrucci. A cozinha franco-brasileira está no Le Blond – Av. Ataulfo de Paiva, 1321 – Leblon. Entretanto, há muitas opções para comer no bairro. Temos o Degrau Restaurante – Av. Ataulfo de Paiva, 517 – Leblon; Filé do Lira –  Av. Ataulfo de Paiva, 658 – loja b – Leblon; Oro – Av. Gen. San Martin, 889 – Leblon. Na rua Rainha Guilhermina, 95 tem vez a cozinha tailandesa, no Nam Thai.

O bairro do Leblon é tão extenso que a lista de restaurantes é extensa. Veja então mais excelentes opções gastronômicas do bairro. Além da sofisticada cozinha do bairro, consta na lista também estabelecimentos da rede de fast food:

  • VILLAGE GRILL – · Avenida Otávio Malta, 359
  • Malta Beef Club – Av. Gen. San Martin, 359
  • Le Coin Restaurante -· Av. Gen. San Martin, 435
  • Sushi Carioca -· R. Cupertino Durão, 96 – Loja C
  • Álvaro’s – Av. Ataulfo de Paiva, 500
  • Vida Bistrô – · Av. Ataulfo de Paiva, 320
  • Degrau Restaurante · Av. Ataulfo de Paiva, 517
  • Fia Mia – Av. Ataulfo de Paiva, 355
  • Santa Justa Culinária Portuguesa – Leblon – Av. Ataulfo de Paiva, 270
  • Spoleto – Av. Ataulfo de Paiva, 427 – Loja A
  • McDonald’s -· Av. Ataulfo de Paiva, 406 – Lojas A/B
  • Nagara Sushi -· Avenida Ataulfo de Paiva, 566 3o piso
  • Koni – · Av. Ataulfo de Paiva, 320
  • Filé do Lira – Av. Ataulfo de Paiva, 658 – loja b
  • Tropeço -· Av. Ataulfo de Paiva, 517
  • Giuseppe Grill -· Av. Bartolomeu Mitre, 370
  • Safari Burger & Grill -Av. Gen. San Martin, 509
  • Desacato Bar & Restaurante – · Rua Conde de Bernadotte, 26 – loja a
  • Tita Bistrô -R. Alm. Pereira Guimarães, 72c
  • Ráscal – Av. Afrânio de Melo Franco, 290

O bairro em si já é bastante movimentado, devido seu uso que além de residencial é, também, turístico. O bairro é tão elegante e charmoso, que andar por suas ruas já em sim um roteiro turístico.

Além disso, no bairro, na Av Afrânio de Melo Franco está o Shopping Leblon, com comércio de bom gosto e alto nível. Lá você encontra sala de cinema e o Teatro Casa Grande. A saber, o estabelecimento possui excelente praça de alimentação com vista para a Lagoa e maciço da Tijuca.

O bairro é sim um excelente lugar para morar. Residir num bairro onde você pode fazer todos os afazeres caminhando é qualidade de vida. São ruas bucólicas e com serviço de alto nível. Então são muitos os condomínios de alto padrão no bairro. Um exemplo é o Forma Bait Leblon na Rua Adalberto Ferreira 32. Esta é uma rua com serviços básicos e muito bem localizada.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén