Disfunção erétil em homens com diabetes

A Disfunção erétil em homens com diabetes atinge mais da metade dos homens, de acordo com uma nova análise publicada na revista Diabetic Medicine.

Homens diabéticos têm três vezes e meia mais chances de desenvolver disfunção erétil que homens sem diabetes, disseram os autores. Homens com diabetes muitas vezes começam a ter problemas de ereção mais cedo na vida também e passam a usar remédios e suplementos como o x potent  e gel para melhorar ereções.

Estes resultados vêm de uma análise recente de 145 estudos médicos sobre diabetes e disfunção erétil. No geral, os estudos incluíram mais de 88.000 homens com uma idade média de 56 anos.

Com base nos dados, os pesquisadores calcularam uma taxa global de 53% em todo o mundo. A prevalência para disfunção erétil em homens com diabetes tipo 2 foi maior em 66%. Para homens com diabetes tipo 1, a taxa foi de 38%.

Disfunção erétil em homens com diabetes de duas formas

Primeiro, o alto nível de açúcar no sangue pode perturbar o caminho do nervo que transmite mensagens entre o cérebro e o pênis. Quando isso acontece, o cérebro não consegue “dizer” ao pênis para iniciar uma ereção em resposta a estímulos sexuais.

Em segundo lugar, muitos diabéticos desenvolvem aterosclerose – endurecimento das artérias. A placa pode se acumular nas paredes dos vasos sanguíneos e prejudicar o fluxo sanguíneo, até mesmo no pênis. Um homem precisa de um bom fluxo sanguíneo para uma ereção rígida.

Se as artérias estiverem bloqueadas, a ereção não será tão firme quanto poderia ser. Ou pode não acontecer de jeito nenhum.

Os autores do estudo recomendaram que homens diabéticos fossem rastreados para disfunção erétil. E já que a disfunção erétil é frequentemente um sinal precoce de diabetes, é uma boa ideia que homens com a disfunção também verifiquem o nível de açúcar no sangue.

Não só eles, são duas a quatro vezes mais propensos a desenvolvê-lo em comparação com homens sem diabetes, eles geralmente têm casos mais graves também de serem tratados.

Tipos de diabetes e os problemas

No entanto, existem dois tipos de diabetes a considerar. A maioria dos diabéticos tem o tipo 2, no qual o pâncreas fabrica insulina, mas o corpo não o utiliza de forma eficiente.

O tipo 1 ocorre quando o pâncreas não produz insulina. De acordo com a Associação Americana de Diabetes, apenas 5% dos diabéticos têm o tipo 1. Geralmente é diagnosticado em crianças e adultos jovens e antigamente era chamado de diabetes juvenil.

Em um estudo americano recente(Journal of Sexual Medicine), os cientistas analisaram a história da disfunção erétil em um grupo de 600 homens com diabetes tipo 1 que participaram de testes maiores. Seus dados cobriam até 30 anos de informações anuais de DE entre 1983 e 2012.

Eles descobriram que 61% dos homens tiveram disfunção erétil pelo menos uma vez durante o período do estudo. Alguns homens perderam permanentemente sua capacidade de ter ereções. Para outros, o problema tendia a ir e vir.

Os cientistas também relataram o seguinte:

  • Aproximadamente 39% dos homens não tiveram problema de ereção durante o período do estudo
  • Cerca de 7% tinham disfunção erétil por 1 ou 2 anos consecutivos, mas não tiveram problemas de ereção depois.
  • Quarenta e dois por cento tinham problemas de ereção vindo, indo e voltando pelo menos uma vez.
  • 13% tinham o problema persistente.

A idade média do primeiro incidente de emergência dos homens foi de 43 anos.

Homens sem disfunção erétil ou episódios isolados de disfunção erétil eram mais propensos a ser mais jovens, ter um índice de massa corporal (IMC) mais baixo e controlar o açúcar no sangue.

triceps

O que acontece com quem tem baixo testosterona

Pesquisadores estão revelando os mistérios de como a baixa testosterona está relacionada à saúde geral dos homens. Ao longo do caminho, eles estão descobrindo conexões entre baixa testosterona e outras condições de saúde.

Diabetes , síndrome metabólica , obesidade e pressão alta têm sido associados à deficiência de testosterona. Mas há suplementos que aumentam a libido e a testosterona.

A baixa testosterona não é conhecida por causar esses problemas de saúde, e a substituição da testosterona não é a cura. Ainda assim, as associações entre a baixa testosterona e outras condições médicas são interessantes e merecem uma olhada.

A baixa testosterona indica problemas de saúde?

Nos últimos anos, os pesquisadores notaram ligações gerais entre a baixa testosterona e outras condições médicas. Um deles mostrou que em 2.100 homens com mais de 45 anos, as chances de ter baixos níveis de testosterona eram:

  • 2,4 vezes maior para homens obesos
  • 2,1 vezes maior para homens com diabetes
  • 1,8 vezes maior para homens com pressão alta

Os especialistas não sugerem que a baixa testosterona cause essas condições. Na verdade, pode ser o contrário. Ou seja, homens com problemas médicos ou com problemas de saúde geral podem desenvolver testosterona baixa.

Pesquisas sobre a relação entre a baixa testosterona e várias outras condições de saúde estão em andamento. Se a testosterona não estiver tão baixa alguns suplementos naturais como o Xtrabig Force e o tesão e vaca.

Diabetes e baixa testosterona

Uma ligação entre diabetes e baixa testosterona está bem estabelecida. Homens com diabetes são mais propensos a ter baixos níveis de testosterona. E homens com testosterona baixa são mais propensos a desenvolver diabetes posteriormente. A testosterona ajuda os tecidos do corpo a consumirem mais açúcar no sangue em resposta à insulina . Homens com testosterona baixa mais frequentemente têm resistência à insulina : eles precisam produzir mais insulina para manter o açúcar no sangue normal.

Até metade dos homens com diabetes têm testosterona baixa, quando testados aleatoriamente. Os cientistas não têm certeza se o diabetes causa baixa testosterona, ou o contrário. Mais pesquisas são necessárias, mas estudos de curto prazo mostram que a reposição de testosterona pode melhorar os níveis de açúcar no sangue e a obesidade em homens com baixa testosterona.

Obesidade e baixa testosterona

Obesidade e baixa testosterona estão intimamente ligados. Homens obesos são mais propensos a ter baixos níveis de testosterona. Homens com testosterona muito baixa também são mais propensos a se tornarem obesos.

As células de gordura metabolizam a testosterona em estrogênio , diminuindo os níveis de testosterona. Além disso, a obesidade reduz os níveis de sexo globulina de ligao hormona sexual (SHBG), uma proteína que transporta testosterona no sangue . Menos SHBG significa menos testosterona.

Perder peso através do exercício pode aumentar os níveis de testosterona. Suplementos de testosterona em homens com baixa testosterona também podem reduzir um pouco a obesidade.

Cereja, uma caixinha de surpresas

A cereja é a anfitriã este fim-de-semana no Jardim da Serra e, por isso, vamos falar nesta crónica acerca dos seus benefícios. Do género Prunus, esta pequena delícia pode ser de duas classes, doce – avium ou ácida – cerasus, e é originária da Ásia.

A cereja

Refrescante e delicioso, este fruto é uma verdadeira caixinha de surpresas. Em termos nutricionais possui um baixo teor energético, aproximadamente 60 kcal por 100 gramas e 83% de água.

Contém um bom teor de hidratos de carbono e fibra, conferindo-lhe este último composto suaves propriedades laxantes, importantes para quem tem problemas de obstipação. São-lhe também atribuídas propriedades drenantes e diuréticas, possibilitando desta forma a prevenção da retenção de líquidos e a eliminação de toxinas.

Vitaminas e minerais

Contém ainda vitaminas e minerais, nomeadamente vitamina A e C, ferro, cálcio, fósforo e potássio, melatonina, e compostos com propriedades antioxidantes. A vitamina A, sob a forma de betacaroteno é importante para uma pele e visão saudáveis. O teor de vitamina C, aliado ao conteúdo em ferro, fazem da cereja uma fruta que ajuda no combate à anemia. O cálcio e o fósforo são importantes para a saúde óssea. A sua riqueza em potássio é importante para manter o ritmo cardíaco e a atividade muscular. A melatonina é uma hormona responsável pela regulação dos ciclos de sono, sendo que a sua ingestão surge como uma alternativa para a melhoria da qualidade do sono.

Sabe-se também que este fruto possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias devido à presença de betacaroteno, antocianinas, quercetina e ácido elágico, que ajudam a eliminar os radicais livres e a prevenir alguns tipos de cancro.

A cereja possui a capacidade de redução da quantidade de ácido úrico no sangue. Está provado que para pessoas portadoras de gota, doença reumática que resulta da acumulação de ácido úrico nas articulações que provoca dores e inchaço nessas zonas, o consumo de cerejas pode reduzir até 35% a possibilidade de uma crise. Para além da parte comestível da cereja, os pés da mesma também são utilizados em infusões para o tratamento de infeções urinárias.

Nesta época do ano, as cerejas são como as conversas… quanto mais se tem, mais se quer!

Fonte do artigo e escrita: https://www.reportagemsocial.com.br/

quadriceps

Os melhores exercícios de Quadríceps que você deve incluir em sua rotina

Ao planejar nossa rotina de treinamento, costumamos focar ou fantasiar sobre como ganhar volume por cima. E, admita, às vezes você se dedicou a ficar grande de cima, esquecendo em parte a importância da parte inferior do corpo . Parece que o dever de casa é feito quando o peito, os braços e o abdômen estão em sintonia, mas e as pernas?

Certamente você já viu mais de um que parece tê-los deixado em casa , ou talvez até tenha se perguntado em algum momento, como essas pernas finas suportam todo esse volume?

Não é apenas feio, mas também é um problema não ter o tônus ​​muscular suportando uma parte superior do corpo pesada. Antes de tomar nota dos melhores exercícios quádruplos, você precisa entender que fazer perna não se concentra apenas nesse músculo, mas treiná-lo é um conceito mais completo, onde muitos outros músculos entram em jogo . E, portanto, outros exercícios.

quadriceps

Mas vamos nos concentrar agora no principal músculo dominante do joelho, aquele que permite sua extensão e movimento. É tão importante porque muitas de nossas ações diárias dependem disso: caminhar, correr, agachar … O quadriceps femoral é composto por quatro músculos, e é por isso que é tão grande e pode se desenvolver de várias maneiras.

Melhores exercícios de quadríceps 

  1. Agachamento: qualquer uma de suas variáveis.

Escolhemos … a barra frontal : é importante que você tenha flexibilidade no tornozelo para trabalhar com qualquer tipo de agachamento. Este exercício exige que uma posição vertical seja respeitada (até a tíbia precisará ser reta). Ao abaixar e flexionar o tornozelo, trabalharemos sua flexibilidade, ganhando amplitude de movimento.

Não é que a imprensa seja um mau exercício, mas o padrão de movimento não é adaptado a cada pessoa, mas é o mesmo para todos, isso não é mais legal, porque cada corpo é um mundo com suas próprias necessidades e deficiências.

O agachamento é mais eficiente para o quadríceps femoral, porque é realizado com peso livre e cada um pode adotar a posição que mais lhes interessa, mobiliza muito mais massa muscular que a prensa e possui muito mais transferência para outros esportes do que para movimentos diários. Em suma, é um exercício mais completo.

Isso não acontece com a imprensa. Além disso, se focarmos nisso, causaremos fraqueza nos extensores do abdômen e do quadril, porque o equilíbrio e a estabilidade do nosso corpo não estão funcionando.

Recomenda-se que a impressora a utilize quando houver algum tipo de lesão ou dor na região lombar . Porque, como há uma dissociação do movimento, poderemos trabalhar a perna sem envolver outros grupos musculares ou as costas.

No agachamento, há mais danos musculares, liberação hormonal e mais ganho do que se trabalharmos com a imprensa. Estamos trabalhando não apenas no quadríceps, mas também no abdômen, nos extensores da coluna, no glúteo e no bíceps femoral, tudo isso!

  1. Exercícios unilaterais: agachamentos e passadas búlgaros

Recomenda-se incluir pelo menos um desses exercícios em cada sessão de treinamento durante a semana. Mas tudo tem um significado, não apenas eles permitem uma tremenda ativação do quadríceps, mas também ativando outros músculos que fazem você ganhar equilíbrio e melhorar sua estabilidade. Embora levantemos menos peso, os benefícios são os mesmos (às vezes nem tudo se resume a levantar peso, nem você treina melhor ou mais quanto mais levanta).

O passo com barra alta e deslocamento é um dos melhores exercícios unilaterais por várias razões, entre elas; trapézio e antebraços são menos sobrecarregados. É um exercício mais confortável, já que não precisamos segurar halteres, podemos manter uma posição mais vertical e afetar os músculos dominantes dos joelhos.

Os cadarços podem ser tremendos, é verdade, embora, se você estiver em boa forma, possa se livrar deles.

  1. Exercícios complexos ou avançados

Dentro deste grupo, existem muitos, mas não é necessário complicar sua vida excessivamente para fazer um bom trabalho no quadríceps. Obviamente, como chegamos a isso, escolheremos o mais eficiente.

Escolhemos … o agachamento da pistola : é unilateral, ao mudar nosso centro de gravidade, ativaremos ainda mais os músculos dominantes do joelho e reduziremos a ativação nos músculos extensores do quadril. 4 ou 6 séries de cerca de 5 repetições.

  1. Gaveta de desastre

Aqui, colocamos alguns que não são os melhores ou os mais completos, mas bons, se são percebidos como exercícios de isolamento ou como exercícios onde queremos (por qualquer motivo) trabalhar especificamente esse músculo.

– Confiança no quadril : não é dominante no joelho, mas tem uma enorme ativação no quadríceps.

– Extensões de potência múltipla ou quadríceps em máquinas: são superestimadas como exercícios para focar todo o nosso trabalho nesse músculo. Não que sejam ruins, por exemplo, a extensão do quadríceps pode ter seu lugar na rotina para obter o pico de potência, mas não para se concentrar apenas no desenvolvimento da perna nesse exercício.

Importante … A velocidade é essencial para qualquer tipo de exercício quádruplo, temos que obter movimentos explosivos. Faríamos uma fase concêntrica de 3 segundos (é quando abaixamos ou contraímos, a primeira parte do exercício. Por exemplo, quando agachamos). Não faríamos uma parada, explodiríamos no concêntrico à velocidade máxima e também não faríamos uma parada final.

 

Distúrbio Específico de Linguagem pode ser tratado ainda na infância

Dificuldade para pronunciar determinados fonemas e palavras. Esta é uma das características do Distúrbio Específico de Linguagem (DEL) que pode ser observado ainda na infância e, às vezes, pode estar relacionada a algum distúrbio de desenvolvimento da criança.

O que diz os especialistas

medico

“O diagnóstico é multidisciplinar e deve ser feito por exclusão, ou seja, descartando-se a possibilidade de qualquer outra patologia. Na avaliação de linguagem, examina-se a expressão e recepção de diferentes aspectos, como fonológico, lexical, morfossintático, semântico e pragmático. Posteriormente, existem tratamentos/terapias, que auxiliarão no desenvolvimento desses indivíduos”, explica a fonoaudióloga Débora Lopes, coordenadora do Departamento Cemes Centro Médico).

Para a especialista, as crianças que demoram a falar ou que possuem dificuldades de determinadas palavras podem ter o diagnóstico confundido, muitas vezes, com perda auditiva, deficiência mental, distúrbio do desenvolvimento, entre outros. “Vale ressaltar que, independente do nível do distúrbio, se diagnosticado e tratado precocemente, por profissionais especializados, as consequências podem ser atenuadas”, ressalta Débora. Por se manifestar na idade escolar, o distúrbio de fala mais comum é a dislexia, que representa cerca de 3% na estatística dos distúrbios da comunicação na infância.

Ainda, a Dra. Débora Befi conta que as crianças com DEL, quando não diagnosticadas e tratadas precocemente, têm dificuldades com a aquisição da escrita e podem ser facilmente confundidas com crianças disléxicas, em virtude de um diagnóstico incorreto. A fonoaudióloga lembra que o enfoque do processo terapêutico nas diferentes patologias é diferente. “De toda forma, o importante é salientar que, para crianças com DEL, as atividades que derivam de conhecimento linguístico se tornam difíceis ao longo de toda a sua vida pessoal, acadêmica e profissional”, destaca.

Os Estudos apontam

Um estudo organizado pelo Departamento de Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) concluiu que os déficits observados na produção narrativa em crianças com DEL apontam para as dificuldades conversacionais que influenciam no desenvolvimento da competência social, que implica em aspectos sociais, cognitivos, acadêmicos e comportamentais.

A historiadora e especialista em Educação a Distância, Priscila Rondas, 34 anos, sentiu de perto este problema na família. É que o filho dela, o pequeno Pedro Vinícius Rondas, de quatro anos de idade, foi diagnosticado com distúrbio de linguagem, o que ocasionou na demora da fala e, posteriormente, na compreensão das palavras. Priscila conta que ela e o marido já haviam reparado este problema do filho, mas só depois de uma orientação da escola e do pediatra é que eles procuraram um médico.

“Temos certeza que se não tivéssemos procurado um especialista, ele teria problemas para se relacionar com os amiguinhos da escola, pois não entenderiam o que ele estava falando. Ao final de cada sessão que o Pedro faz sozinho com a especialista de forma lúdica, ela chama os pais para dar um feedback de sua evolução e passar alguns exercícios que devem ser feitos em casa com a criança para o próximo encontro”, conta Priscila.

A mãe de Pedro Vinícius comenta também da dificuldade de comunicação ocasionada pelo problema, mesmo ainda em tratamento. “Algumas vezes ele fala alguma coisa que não entendemos, e fazemos um grande esforço para entender ou decifrar o que ele diz. O médico nos orientou a sempre estimulá-lo a dizer corretamente as palavras, e nunca aceitar que ele se expressasse apenas por gestos ou mímicas”.

como perder barriga com dieta

Como perder barriga

Para perder barriga precisamos mudar nossos hábitos alimentares e incluir dietas saudáveis, adicionando também exercícios físicos no dia a dia. Preparamos um artigo para ajudar você nessa tarefa.

O acúmulo de gordura abdominal se deve ao fato do sedentarismo e má alimentação, entretanto podemos mudar nossa rotina diária afim de melhorar a condição física e estética.

Como perder barriga de forma eficiente

A melhor maneira para perder barriga é acelerar o metabolismo, gastar muitas calorias e comer alimentos saudáveis, uma vez que fazendo isso os resultados serão satisfatórios. Então veja algumas dicas abaixo.

Exercícios físicos

Os melhores exercícios para perder barriga são os aeróbicos, tais como caminhadas aceleradas, corridas a pé, corridas de bicicleta, entre outros, entretanto pessoas que querem emagrecer, devem se matricular na academia e começar a fazer exercícios pesados para manter ou ganhar massa muscular, pois assim aceleraria o processo de perca de peso e consequentemente a perda de barriga. Na academia podemos também adicionar outros exercícios aeróbicos para ajudar nesse emagrecimento.

Alimentação saudável

como perder barriga com dieta

Quem deseja perder barriga deve mudar sua dieta completamente, deixar de comer doces, carboidratos de alto índice glicêmico, gorduras ruins, açucares etc…

Podemos montar uma dieta rica em proteínas de alto valor biológico como  a albumina presente na clara do ovo, ou o peito de frango. Evite carnes vermelhas pois são ricas em gorduras ruins, mesmo tendo altas quantidades de proteína.

Carboidratos devem ser escolhidos com cautela, escolha “carbos” de baixo índice glicêmico, pois liberam energia gradativamente, evitando o alto pico de insulina que é nada mais nada menos o vilão de pessoas com gorduras localizadas. Coma carboidratos como batata doce, arroz integral, macarrão integral, pão integral, aveia, entre outros. Evite comer pão francês, pizzas, salgados em geral, arroz branco.

Coma de 3 em 3 horas para manter o metabolismo ativo e sempre trabalhando, pois assim evitará também o acúmulo de gordura. Não se esqueça de consumir gorduras boas, elas são essenciais para o bom funcionamento do organismo, e sim, elas ajudam emagrecer. Coma amendoim, nozes, azeite e outras fontes de gorduras boas.

Dica master

Quer saber como perder barriga rapidamente? Faça aeróbio em jejum pela manhã ao acordar, pois seu corpo irá usar diretamente a gordura como fonte de energia primária, isso porque sua noite de sono foi longa, você não tem nenhuma reserva de energia, ou seja, carboidratos. Com isso só resta seu corpo tirar energia da gordura em vez das calorias dos alimentos, pois num exercício aeróbio normal, seu corpo começa a queimar as calorias dos alimentos ingeridos para depois começar a queimar gordura. Faça uma caminhada em velocidade moderada a lenta. Comece com 15 minutos no primeiro dia, e vai aumentando a cada dia 2 minutos até chegar no limite máximo de 45 min por dia. Terá resultados excelentes aliado a uma boa alimentação. Vá em um nutricionista e monte sua dieta e siga essa dica master.

cuidados_com_o_recem_nascido

Dicas gerais para cuidados com o bebê recém-nascido

Depois que o bebê nasce, um mundo inteiro de situações inesperadas nos espera, que nem sempre sabemos como responder. No entanto, é necessário ser informado sobre alguns detalhes gerais que melhorarão a qualidade de vida do bebê. No artigo a seguir, oferecemos várias recomendações que tornarão a vida do seu bebê mais confortável e agradável.

Confira também a Luvinha Mordedor para o seu Filho

cuidados_com_o_recem_nascido

Dia a dia do bebê

– É interessante que os espaços onde o bebê passa a maior parte do tempo sejam ventilados , a uma temperatura confortável e sem correntes de ar. Se houver aquecimento, é útil colocar um recipiente com água para que o ambiente seja úmido.

– Desde o nascimento, o bebê precisa de expressões de carinho , por isso é importante abraçá-lo, acariciá-lo, conversar com ele ou cantar com ele. Nenhum bebê é “mimado” com essas ações.

– É muito importante que os pais estejam cientes de que o choro do bebê nem sempre é devido à fome, mas também ao calor ou frio, dor, sono, etc. Aprender a linguagem do seu bebê levará tempo.

-Confie no seu bom senso e na sua capacidade de cuidar da criança, lembre-se de que você não está sozinho, peça ajuda à sua família ou amigos e, se necessário, à sua parteira, pediatra ou pessoa de confiança. Muitas pessoas podem participar no cuidado e no cuidado de um bebê.

– Não fume na presença do bebê, porque ele também respira a fumaça.

– Em geral, não é aconselhável oferecer chupeta aos bebês amamentados, pois dificulta o início e reduz a duração da amamentação.. Se você ainda considerar necessário, poderá oferecê-lo assim que a amamentação for estabelecida e em ocasiões especiais.

Higiene e roupas de bebê

– O banho , se desejado, pode ser diário desde o primeiro dia de vida, sem sabonetes ou colônias. Não importa molhar o umbigo e você não precisa esperar que ele caia para banhá-lo, apenas seque-o bem após o banho. A temperatura da água depende dos hábitos da família, mas o importante é observar como o bebê responde ao contato da água, o que é agradável para ele.

– Os órgãos genitais . Quando você troca a fralda, a água é suficiente para limpá-las. Nas meninas, tente limpar da frente para trás e prestando atenção nas dobras que formam a pele. Nos meninos, deve-se prestar atenção às dobras sob o escroto e o pênis.

– Vista o bebê para que as roupas não o comprima e o impeça de suar. Evite também roupas que possam soltar fiapos ou cabelos. A quantidade de roupa que você veste é outro aspecto a ser negociado entre os pais.

– Corte as unhas quando o bebê controlar as mãos, aproximadamente aos 3 meses de vida. Até então, as unhas são macias e caem por conta própria; depois, as unhas devem ser cortadas retas e com tesoura de ponta arredondada.

Prevenção de acidentes

– Não deixe seu bebê em casa. Nem sobre uma mesa ou cama sem corrimão, pois poderia rolar e cair no chão. É importante saber que o giro pode ser feito dentro de alguns dias da vida.

– Evite objetos perigosos para o bebê. Tente não colocar correntes, fitas ou laços em volta do pescoço. Da mesma forma, evite anéis e brincos que possam prejudicá-lo. Se forem utilizados pinos de segurança, faça-os com uma trava de segurança.

– Se o bebê toma o sol, que deve ser nas horas mais frescas, com a tampa da cabeça e usando um creme protector solar (factor total).

– Ao entrar no carroLembre-se de que o bebê pertence ao grupo 0 de segurança infantil ( abaixo de 10 kg). Deve ser utilizada uma cadeira de rodas aprovada para esse grupo, rotulada com um E laranja, disposta na direção oposta à marcha (voltada para trás) e presa com o cinto de segurança do veículo. Não coloque a cadeirinha no assento dianteiro se houver um “airbag” para o passageiro, pois é perigoso.

Caminhadas ao ar livre

– É interessante que o bebê faça uma caminhada todos os dias , pois esse hábito constitui um estímulo para o desenvolvimento do bebê. No inverno, leve-o para fora em horas ensolaradas e quentes. No verão, de preferência, nas horas menos quentes e com roupas leves.

 

como_cuidar_da_sua_mente

Saiba como cuidar da sua mente e ser mais saudável

Quando falamos em hábitos saudáveis, logo nos vem à cabeça os cuidados com o corpo, incluindo a prática de atividades físicas, diminuição do sedentarismo e adoção de uma dieta mais equilibrada.

Sim, tudo isso é muito importante, afinal, o corpo é como se fosse a nossa morada e precisamos cuidar bem dele.

Porém, não podemos esquecer a nossa mente, pois ela é a principal responsável pelo nosso bem-estar. 

Quer dizer que, podemos estar muito bem fisicamente, mas se a nossa cabecinha não ajudar…. 

Dessa forma, é importante saber conciliar os cuidados com o corpo e mente para ser mais saudável.

Portanto, se você está buscando dicas de como zelar pela sua saúde, está no lugar certo. No artigo de hoje, vamos mostrar como cuidar da sua mente e ser mais saudável. 

como_cuidar_da_sua_mente

A importância da saúde mental

Falar de saúde mental não significa tratar especificamente de doenças mentais, ou a ausência delas, mas sim, compreender como a nossa mente afeta diretamente o corpo, compreendendo que todos os seres humanos possuem limitações.

O próprio Ministério da Saúde reconhece a importância de tratar a saúde mental, pois ela ajuda:

  • No seu próprio bem-estar;
  • No bom relacionamento com os outros;
  • Na aceitação de exigências da vida;
  • A lidar com boas e más emoções;
  • A reconhecer seus limites;
  • A buscar ajuda, quando necessário.

Sabemos que aliar a rotina, trabalho, estudos e as atividades doméstica não é algo fácil. Por causa disso, às vezes nos distraímos dos cuidados com a saúde mental – o que pode causar vários problemas.

Não é à toa que o Brasil está entre os países com maior número de pessoas com depressão e ansiedade.

De acordo com dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), 5,8% dos brasileiros sofrem de depressão, o que significa 12 milhões de pessoas, aproximadamente. É a maior taxa na América Latina.

Além disso, estima-se que 20% a 25% da população teve, em ou terá depressão em algum momento da vida.

Já a ansiedade afeta 9,3% dos brasileiros (cerca de 19 milhões de pessoas), fazendo com que o Brasil ocupe o primeiro lugar no ranking entre os países mais ansiosos do mundo.

Os principais problemas incluem fobia, transtorno obsessivo-compulsivo, estresse pós-traumático e ataque de pânico.

Portanto, diferentemente do que muitos pensam, cuidar da saúde mental não é um luxo. É uma necessidade.

Por isso, vários estabelecimentos, como uma empresa de enfermagem domiciliar Brooklin Paulista, não somente se preocupam com o físico do paciente, mas se especializam em cuidados com a mente também.

7 dicas de como cuidar da sua mente e ser mais saudável

Diante de números alarmantes sobre depressão e ansiedade no Brasil, é preciso mudar hábitos para que a população se torne mais saudável.

Isso vale não só para pessoas com doenças mentais, para todo mundo que vive uma rotina corrida. Ou seja, todos nós!

Sendo assim, separamos algumas dicas de como cuidar da sua mente e ter uma vida mais saudável. Veja mais abaixo:

1 – Pratique exercícios físicos

Engana-se quem acha que os exercícios físicos servem somente para emagrecer ou criar músculos. Eles também ajudam a nossa mente, além de fazer bem para todo o organismo.

Claro que, você pode aliar sua rotina de atividades físicas com uma alimentação saudável e, até mesmo, com uma receita de remédios manipulados para emagrecer, se esse for o seu objetivo.

Durante a prática de exercícios, o seu corpo libera uma substância conhecida como endorfina, produzida na glândula hipófise, que é responsável pela sensação de bem-estar e plenitude.

Além disso, as atividades físicas também aumentam a plasticidade sináptica, afetando diretamente as células neurais e o fornecimento de sangue no cérebro. 

Isso aumenta a capacidade neural e reduz a incidência de doenças neurodegenerativas (Alzheimer e Parkinson, por exemplo).

Vale ressaltar que os exercícios também contribuem para:

  • Melhorar as funções cognitivas;
  • Elevar a autoestima;
  • Diminuir o estresse e ansiedade;
  • Melhorar a memória;
  • Reduzir a incidência de doenças crônicas.

Portanto, se você acha que permanecer deitado no sofá é uma boa, está na hora de mudar seus conceitos.

2 – Tenha uma alimentação equilibrada

O nosso corpo é semelhante a uma máquina. Nós precisamos de combustível para funcionar e essa fonte é oriunda da nossa alimentação.

Sendo assim, para manter a mente saudável, também é preciso ter cuidados com o que comemos.

Vários estudos já comprovaram a relação da má alimentação com o estresse e ansiedade, especialmente os fast foods. Isso não significa que você precisa abandonar aquela comida que você tanto gosta, mas é preciso ter equilíbrio.

Por exemplo, um biscoito de polvilho sem lactose é um ótimo aliado para quem não quer abandonar aquele gostinho nostálgico da casa de vó, mas ao mesmo tempo, quer se cuidar.

Assim, para manter a mente e ser saudável, dê preferência para alimentos ricos em nutrientes, inclua mais frutas e legumes na sua dieta e evite produtos industrializados.

3 – Beba muita água

A maior parte do nosso corpo é formada por água – e não seria diferente com o nosso cérebro. 

Diversos estudos mostram que beber a quantidade suficiente de água durante o dia pode evitar o surgimento de doenças neurodegenerativas, especialmente na velhice.

Isso, porque a falta de água pode afetar diretamente a nossa coordenação motora, atenção, bem como a memória a curto prazo.

Então, se você quer cuidar da mente e ser mais saudável, tenha em mãos sempre uma garrafinha de água e se mantenha hidratado(a).

4 – Tenha uma boa noite de sono

Alguma hora o nosso cérebro precisa descansar. Afinal de contas, com uma rotina corrida, ficamos sobrecarregados durante o dia, por isso, precisamos dormir para recarregar as baterias e ter energia para aguentar tudo de novo.

No entanto, sabemos que muitas pessoas negligenciam a importância do sono. Mas saiba que dormir bem também é parte de ser saudável.

A boa noite de sono é responsável por melhorar o nosso humor, consolidar memórias, ajuda a combater a depressão e até melhora a nossa aparência física.

A OMS recomenda uma noite de sono de, aproximadamente, 8 horas. Mas esse número pode variar, porque cada indivíduo é único. Quer dizer que, algumas pessoas precisam dormir mais, enquanto outras, menos.

Para saber se você está realmente dormindo bem e cuidado da sua mente, perceba como anda a sua sonolência diurna. Se você se sentir muito cansado durante o dia, é possível que esteja com problemas para dormir.

5 – Faça meditação

A prática da meditação pode ser uma das maiores aliadas no cuidado com a mente. Pesquisas já demonstraram como ela afeta diretamente o nosso cérebro, sendo capaz de auxiliar no tratamento de doenças como depressão e ansiedade.

Além disso, a meditação ajuda no controle da postura corporal, na respiração e na concentração. E você não precisa meditar por longas horas, basta 15 minutos do seu dia para já ver as diferenças.

A meditação também ajuda na diminuição de pensamentos distrativos e ruminantes, que podem prejudicar a sua produtividade. 

Desse modo, quando meditamos, podemos aumentar consideravelmente nossa atenção, saúde física, emocional e mental.

6 – Vá ao médico

Esqueça aquela história de ir ao médico somente em casos emergenciais. A sua saúde mental e o seu corpo precisam de um check up periódico, ainda mais devido à existência das chamadas “doenças silenciosas”, isto é, assintomáticas.

Além disso, há profissionais da área da saúde especializados em saúde mental, que podem te ajudar – e muito! – em quadros de depressão e ansiedade.

Não sinta vergonha de pedir ajuda. Ter uma vida saudável nem sempre é tão fácil quanto parece, por isso, existem pessoas qualificadas para isso.

Para indivíduos acima de 40 anos, a atenção deve ser redobrada. Essa é a fase de surgimento de várias enfermidades, daí a importância de consultas regulares.

7 – Tenha momentos com a família e amigos

Nem só de trabalho se vive. A nossa mente e o nosso corpo precisam relaxar, curtir e se divertir. E nada melhor que curtir os bons momentos em família e com os amigos.

Portanto, quando estiver em um encontro com pessoas queridas, viva o momento. Esqueça o celular por algumas horas e se concentre na sua diversão.

Além do mais, seus amigos e familiares podem ser uma excelente rede de apoio, principalmente caso você esteja sofrendo com sintomas de ansiedade e depressão. Eles podem ser as primeiras pessoas a quem você pode confiar ajuda.

Assim, procure o que te faz feliz: uma boa leitura, um passeio no parque, dançar… Enfim, saiba que ter momentos de distração também é parte de uma vida mais saudável.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Como fazer a dieta de aveia

O bom tempo está se aproximando e já estamos pensando em uma boa dieta para a operação do biquíni . Você sabe que a dieta da aveia, além de ser eficaz para perder os quilos extras, também é boa para a nossa saúde ?

Continue lendo e você descobrirá como perder barriga de maneira saudável :

Benefícios da aveia

Antes de começar a explicar como funciona a dieta , é conveniente destacar alguns dos benefícios para a saúde da aveia, tais como:

-É rico em fibras solúveis , o que faz com que esta dieta proporcione saciedade, um fato muito favorável quando você está tentando perder peso.

-Ajuda a reduzir o colesterol ruim ou o LDL sem afetar o bom colesterol ou o HDL.

-O aveia contém linhanos , que são essenciais na prevenção da hormona – cancros relacionados.

Mas também devemos ter em mente que, apesar dos benefícios que proporciona, a aveia também tem desvantagens:

-Apesar de promover a perda de peso, a ingestão de calorias é bastante baixa.

-Limitar o poder de obter uma nutrição adequada , uma vez que a dieta é muito pouco variada e, portanto, pobre em nutrientes.

Como é a dieta da aveia para perder peso?

A dieta de aveia consiste em substituir uma ou duas refeições por dia com esse cereal, geralmente distribuídas em três dias , embora algumas pessoas o estendam a cinco , mas isso não implica uma maior perda de peso, ou maiores benefícios, O que é aconselhável escolher a dieta de aveia dividida em três etapas , onde uma ou duas refeições são substituídas por aveia.

Alimentos permitidos

Os alimentos permitidos nesta dieta são aveia ou aveia, leite desnatado, frutas vermelhas, cranberries e outras frutas, como bananas, uvas, maçãs e laranjas; Legumes e vegetais, como pimentão, cenoura, alface, espinafre, aipo; peito de frango, peixe, água e infusões de ervas.

Primeiro estágio da dieta de aveia

Nesta fase e durante a primeira semana, apenas farinha de aveia é consumida da seguinte forma:

– 1 / xícara de farinha de aveia ou farinha de aveia combinada, se desejar em 1/2 xícara de leite desnatado para cada refeição . Você só pode comer este cereal e as barras de cereais com mel são descartadas, especialmente durante esses primeiros sete dias.

O consumo de calorias consumidas nesses primeiros sete dias deve estar entre 900 a 1200 calorias por dia

Segunda etapa

Esta fase consiste em um mês e a ½ xícara de aveia ainda é mantida três vezes ao dia, além de sua dieta regular.

Nesta fase, as calorias podem aumentar ligeiramente entre 1000-1300 por dia ; além de adicionar na parte da manhã ½ xícara de frutas e um lanche de ½ xícara de vegetais crus.

Terceira etapa da dieta de aveia
Após os 30 dias que compõem a segunda etapa, você pode começar com sua dieta normal, mas manter uma refeição e um lanche de aveia por dia.

Agora que você sabe como fazer a dieta da aveia para perder peso , comece a trabalhar e não se esqueça de nos dizer se funcionou para você.

Referências do artigo: https://www.sbsono.com.br/

cuidar_do_seu_corpo

Você sabe cuidar do seu corpo? Descubra o que você está fazendo errado

Cuidar do corpo é uma tarefa que exige dedicação e comprometimento. Muitas vezes, com a correria do dia a dia, as pessoas acabam deixando de lado a preocupação com a saúde e os hábitos de vida mais indicados.

Não à toa, os índices de doenças como a obesidade e a depressão se tornam cada vez maiores. Em termos gerais, os cuidados com o corpo vão sendo postergados, o que traz malefícios a saúde tanto a curto quanto a longo prazo.

O sedentarismo é uma realidade presente na vida de vários profissionais, que acabam deixando para amanhã uma rotina que inclua exercícios e uma alimentação saudável.

cuidar_do_seu_corpo

Vendo esse cenário prejudicial para a saúde dos seus colaboradores, muitas empresas têm buscado investir em massagem corporativa e exercícios funcionais em alguns dias da semana, de modo a melhorar a qualidade de vida dessas pessoas.

Uma das grandes preocupações da área médica é justamente o crescimento de casos de crianças que adquirem obesidade e possuem compulsões alimentares.

Além de causar problemas de mobilidade, muitas vezes, esses casos podem resultar em quadros como a diabetes e outros tipos de doenças.

A conscientização de que é preciso cuidar da saúde tem sido a meta de vários médicos, que buscam instruir os seus pacientes sobre a necessidade de buscar soluções eficientes para o dia a dia, que possam mudar essa situação.

Se você quer saber mais sobre como cuidar do corpo e melhorar os hábitos de vida, siga na leitura deste artigo e conheça algumas dicas práticas que podem mudar a sua saúde.

O que você está fazendo de errado?

Ao deixar as necessidades naturais do corpo de lado, você começa a prejudicar o funcionamento dele.

Algumas perguntas que devem ser feitas para uma análise rápida sobre os cuidados que você está deixando de lado são:

  • Qual é a quantidade de água ingerida no dia?
  • Você toma cuidado com a postura?
  • A sua alimentação inclui elementos saudáveis?
  • Você pratica esporte regularmente?
  • Qual foi a última vez que fez um check-up?

Ao responder honestamente cada uma das perguntas acima, você poderá ter uma visão geral do quanto você está errando no cuidado com o seu corpo.

Atualmente, já não há desculpas para deixar muitas dessas atitudes de lado. Há uma série de opções personalizadas para ajudar as pessoas a retomarem uma rotina mais ativa.

Um exemplo disso é a existência de academia para obesos ou aquelas que são exclusivas para mulheres. 

Com estabelecimentos totalmente preparados para suprimir uma demanda específica, é possível desfrutar de inúmeras vantagens.

Mas, a oferta de serviços nesse sentido busca atingir também o público infantil, com espaços totalmente dedicados para a prática de esportes para crianças.

A preocupação com essa faixa etária tem se tornado presente até mesmo em restaurantes fast-foods, que oferecem aos seus clientes comida mais saudável e com menor adição de açúcar.

O público mais velho também não foi esquecido. Hoje é bastante fácil encontrar personal trainer para idosos, assim como espaços de uso comunitário dedicados especialmente para a “melhor idade”.

Por isso, hoje só fica para trás quem quer. Se você quer começar a desenvolver bons hábitos no dia a dia, acompanhe as próximas dicas que podem ajudar na sua reeducação.

Cuide da sua alimentação

A alimentação é um dos pilares mais importantes de uma vida saudável e de um corpo bonito e com grande potencial.

Em vez de consumir comidas congeladas e industrializadas, é preciso buscar alternativas orgânicas e naturais, que podem melhorar as condições de saúde de qualquer pessoa.

É preciso priorizar a ingestão de frutas, verduras, legumes e proteínas, buscando opções que agradam ao paladar ao mesmo tempo em que fornecem as vitaminas e minerais necessários ao organismo.

Além de diminuir a gordura corporal, uma alimentação saudável traz benefícios para o corpo, deixando a pele mais bela e bem cuidada, garantindo o bom funcionamento do sistema imunológico e preservando órgãos vitais.

Se você possui dúvidas de quais alimentos deve ingerir de acordo com o seu gasto calórico diário, é essencial buscar ajuda profissional de um nutricionista, ou mesmo de um nutrólogo para atletas, que são médicos capacitados para instruir o paciente da maneira correta.

Pratique atividades físicas

Tão importante quanto uma boa alimentação é manter uma frequência de atividades físicas.

Para isso, não é necessário se tornar um verdadeiro corredor de maratonas, mas é indispensável se exercitar regularmente.

É muito comum que as pessoas deixem de lado essa importante atitude por não encontrarem estímulo ou mesmo por nunca terem procurado um esporte que fosse do seu agrado.

Mas, atualmente, é possível encontrar uma série de atividades interessantes, tais como: curso de pilates avançado, aulas de natação ou hidroginástica, de dança, caminhadas, ciclismo, yoga, artes marciais e mais uma série de outras possibilidades.

Tudo isso pode ser descoberto facilmente em diferentes locais da sua cidade, já que o incentivo ao esporte trouxe também uma série de benefícios para os empresários em geral, que viram nesse segmento uma chance de empreender.

Mesmo para quem ainda não possui muita fluência no universo esportivo, o processo pode se dar aos poucos: é preciso começar e ir aumentando o ritmo gradualmente, sem exageros e excessos.

Assim, não há risco de lesões ou outros quadros que podem impossibilitar a prática física.

Também é possível potencializar os treinos com o uso de suplementos, que dão energia e disposição, como no caso do whey isolado feminino e de outros produtos voltados para o corpo.

O mais importante, nesse sentido, é que qualquer pessoa busque um tipo de atividade que a agrade, para que ela possa adquirir constância e tornar o momento um hábito diário.

Marque consultas periódicas

Qual foi a última vez que você fez um check-up geral para verificar o estado da sua saúde? Se você não se lembra, certamente isso é um mau sinal.

Para saber o que o seu corpo necessita, o que deve ser trabalhado e o que precisa ser suplementado, é essencial realizar exames periódicos para uma análise mais profunda.

Por isso, ter um acompanhamento médico é essencial para qualquer pessoa, seja um atleta ou não.

Além de permitir que você consiga atingir um maior bem-estar no dia a dia, você também pode aproveitar o momento para realizar tratamentos que estava postergando.

Um exemplo disso é o das pessoas que recorrem a um medico acupunturista para tratar uma persistente dor de cabeça, obtendo excelentes resultados nas consultas.

O problema está justamente em quem deixa para fazer isso apenas quando a situação já está avançada, desfrutando de uma condição de saúde que torna toda a sua rotina cansativa e estressante.

Desse modo, o essencial é desenvolver o hábito de se consultar periodicamente com o seu médico de confiança e agendar check-ups regularmente.

Assim, além de identificar facilmente qualquer possível problema de saúde, o tratamento se torna fácil e efetivo, garantindo disposição para a rotina.

Cuide da saúde mental e da autoestima

Provavelmente você já conheceu pessoas que adiaram cuidados com a sua saúde mental, gerando uma série de transtornos para si mesmos e para seus familiares.

Apesar de ser uma área que recebe pouca atenção, o aspecto psicológico de uma pessoa deve ser levado em consideração, pois ele influencia diretamente nas atividades diárias e na autoestima.  

Se antes você tinha dúvidas se deveria tirar férias para relaxar e mudar um pouco de ambiente, hoje a resposta disso é vista no número crescente de casos de depressão, quadro que pode se agravar se não receber a devida atenção.

Sendo assim, é fundamental que você cuide da sua saúde mental, dedicando tempo para si, com atividades que você goste de realizar.

Isso influenciará diretamente na autoestima, e fará com que você se torne produtivo e eficiente, tanto na área profissional, quanto na familiar e social.

Nesse sentido, é de grande importância que você invista em si mesmo, buscando atividades que possam melhorar a sua imagem e garantir um bom desenvolvimento pessoal.

Seja ao frequentar uma academia para emagrecer, buscar tratamentos estéticos, ou ir atrás de uma atividade de lazer, você deve encontrar algum tipo de prática que possa melhorar o seu desempenho e garantir mais autoconfiança.

Considerações finais

É possível perceber que ao deixar de lado uma vida saudável e ativa, muitas pessoas acabam por se descuidar e trazer malefícios para o corpo, problemas que influenciam diretamente na sua vida.

Por isso, invista em uma alimentação balanceada, buscando os elementos essenciais para que o seu organismo funcione adequadamente.

Além disso, encontre uma atividade física que seja do seu agrado, para que ela seja estimulante e traga resultados para a estética corporal.

Ao mesmo tempo, desenvolva o hábito de acompanhar a sua saúde mais de perto, contando com médicos de confiança que possam auxiliar você a levar uma vida ativa.

Em paralelo, não descuide da sua saúde mental, que vai aumentar a autoestima e trazer maior bem-estar para o dia a dia. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.