The 10 Most Common Cosmetic Dental Treatments

Cosmetic dentistry has a series of treatments that can correct the appearance of teeth and gums to achieve a more beautiful and, in many cases, healthier smile.

Check out Dentist newtown Geloong if you’re in need of any dental procedures.

The 10 best dental aesthetics

Tooth whitening:

If you want to achieve a brighter, whiter smile, you can do it with a single visit to our dental office. The powerful whitening agents will allow you to achieve considerable and immediate effects with the help of a special light.

Porcelain veneers:

This treatment allows you to correct numerous smile defects immediately and permanently, maintaining your own teeth. They are considered one of the best dental aesthetic treatments today.

Dental implants:

It is the best functional and aesthetic option to recover lost teeth. The fixation provided by the titanium roots allows the porcelain crowns, bridges or dentures used to imitate the aesthetics, touch and function of the denture itself.

Dental bonding:

Uses composite to sculpt and contour teeth that are damaged or want to change shape. Imitates the characteristics of enamel.

Inlays / onlays:

Are small inlays made of porcelain that are made to fit perfectly in the cavities.

Crowns:

Those patients whose teeth are deformed, broken, chipped or with large cavities, find in the crowns a solution to resolve all defects at once.

Dental bridges:

It is a good option to aesthetically recover teeth in patients who cannot receive implants.

Correction of the gingival smile:

The gums are also very important to achieve a beautiful smile. Thanks to laser technology, it is very easy to reduce the amount of gum we show when we smile.

Invisalign invisible orthodontics:

Allows you to correct the placement and alignment of your teeth without anyone noticing that you are undergoing orthodontics. This is thanks to the use of transparent plastic splints.

Smile transformation – Patients who want multiple cosmetic treatments should consider this option, which involves a comprehensive smile assessment to establish a personalized treatment plan.

 

Maintaining oral health is more important than we think. If you want to avoid future illnesses, such as gum pain or tooth loss, it’s time for you to go to the nearest orthodontic clinic, we have a large team of experts and cutting edge technology.

For some, this myriad of options can be overwhelming. Especially if you are thinking about doing a whitening for the first time. To curl the bunch, many of the products sold online are not very effective and some may even be unsafe.

Consulta de um psicólogo online | Como digitalizar uma consulta psicológica?

A transformação digital essencial de empreendedores e profissionais no novo normal.

Os profissionais da psicologia sabem que sua profissão é baseada na reflexão filosófica e está relacionada às ciências da saúde. Em muitos casos, essa natureza dual, a meio caminho entre a ciência e a literatura, torna os psicólogos relutantes em relação à transformação digital. No entanto, consultar psicologo via digiral é o primeiro passo para oferecer um melhor atendimento ao paciente. Mais preciso, mais eficaz e com o menor custo para o paciente e para o terapeuta.

Ciberpsicologia: digitalize uma consulta psicológica

Um dos primeiros passos na digitalização da psicologia foi oferecer terapia psicológica a distância por meio de videoconferência . Algo que a cada dia se torna mais comum e que requer algumas adaptações tanto no método de trabalho do profissional quanto nos equipamentos que utiliza.

O motivo? O modo de vida e os hábitos dos pacientes mudaram, portanto, suas necessidades e o que eles exigirão de você como psicólogo também mudaram. Agora seus pacientes querem que você seja mais flexível e esse é um dos desafios que a transformação digital permite enfrentar.

As leis de proteção de dados também obrigam os profissionais da psicologia à transformação digital, que devem manusear arquivos eletrônicos e tratar os dados de seus pacientes de acordo com as disposições da lei.

Os aplicativos móveis para psicólogos e pacientes fazem parte da digitalização da psicologia, então eles representam uma modificação substancial do tratamento em muitos casos. Portanto, é necessário realizar um processo de transformação que afeta a totalidade de cada centro.

Treinamento do psicólogo para a digitalização da sua consulta

Um dos desafios da transformação digital na consulta psicológica é o fato de que a tecnologia está avançando fortemente no campo da saúde mental. O fato é que existem apps, tratamentos de IA e diversos avanços tecnológicos para melhorar a vida do paciente. Mas, para poder utilizá-los, o psicólogo deve estar treinado e sempre preparado para enfrentar as constantes mudanças do setor.

A ciência avança e, nesse sentido, os profissionais devem avançar com ela.

O mesmo acontece a nível tecnológico: para a digitalização de uma consulta online, é necessário que os equipamentos informáticos e os softwares que albergam sejam capazes de crescer e evoluir ao ritmo exigido pelas necessidades dos psicólogos e dos seus pacientes.

O psicólogo deve ser capaz de interagir com novos programas; e seu equipamento de TI, sistemas e redes devem ser capazes de suportar essas novas ferramentas. É provável que nas próximas duas décadas não apenas os perfis dos profissionais da psicologia, mas também seus espaços de trabalho, mudem.

Como lidar com a digitalização de uma consulta psicológica. Recursos tecnológicos existentes.

Já existem aplicativos e ferramentas à disposição dos psicólogos que não só melhoram o tratamento dos pacientes, mas também ajudam a superar o estigma social associado à saúde mental. Algumas delas são:

  • Optimism, um aplicativo para o paciente registrar seu estado de ânimo no dia a dia.
  • B-reol ajuda em casos de bullying
  • Psius é usado em caso de fobias

O segredo hoje é que cada profissional saiba quando prescrever esses recursos. E um dos desafios associados a esses recursos está relacionado às implicações éticas e ao uso de dados.

Uso de IA para diagnóstico e tratamento

Embora muitos psicólogos desconfiem do uso de inteligências artificiais no diagnóstico e tratamento de sua especialidade, o fato é que já nos são úteis. Os IAs fazem parte de nossas vidas diárias e coletaram (e continuam a coletar) uma imensa quantidade de dados que podem ser usados ​​para tratar os pacientes com mais eficiência.
A bioestatística torna possível analisar o comportamento humano e tirar conclusões válidas com uma margem de erro muito pequena. Mas para poder usá-lo é necessário ter os equipamentos e programas adequados.

Logística e método N.A

Ziteme podemos ajudá-lo a digitalizar sua consulta psicológica. Desde a concepção de um site que incorpora o acesso a um determinado espaço para cada paciente, à integração de ferramentas de videoconferência ou digitalização de ficheiros.

Seus pacientes desejam entrar em contato com você a qualquer hora e, principalmente, de qualquer lugar. Agora que os aplicativos ajudam a agendar tratamentos, transformar seu negócio para que seus pacientes se sintam mais independentes é bom para eles e para você.

Apesar de não sermos um escritório de advocacia, temos muita experiência em regulamentações de proteção de dados (RGPD e LOPD), e também podemos ajudá-lo a adaptar o site à legislação sobre o assunto, e podemos ajudá-lo com o marketing digital de que você precisa como uma consulta de psicologia.

Conheça as aplicações do acetato

Conheça as aplicações do acetato

Conheça as aplicações do acetato

O acetato na pandemia: entenda como o material é um grande auxiliar para a saúde pública, sobretudo no momento de pandemia

O acetato pode ser identificado nas mais variadas situações, constituída é versátil e apresenta distintas aplicabilidade.

Dos momentos mais simples, às grandes produções, é um elemento químico transparente eficaz e de alta qualidade.

Sua produção e manipulação requerem cuidados específicos, já que a sua ação química pode ser altamente tóxica.

E pode gerar reações alérgicas e outros danos à saúde.

Preparamos este material para te deixar por dentro de todas as funcionalidades do acetato.

Leia este artigo até o final e tire todas as suas dúvidas.

O acetato na pandemia: Um grande auxiliar para a saúde pública.

aplicações do acetato

O acetato na pandemia de Covid-19

A exemplo de outros países, o Brasil vivencia uma das piores crises sanitárias da história, se não o pior enfrentamento na saúde pública.

Na linha de frente estão os profissionais que cuidam dos pacientes que contraem o vírus. Neste sentido, são estes os mais expostos.

Visto isso, iniciou-se uma grande procura por jalecos, toucas, máscaras e vários outros insumos que são indispensáveis a segurança dos profissionais.

Desse modo, especialistas passaram a recomendar o uso de equipamentos artesanais para a população.

Para que os industrializados ficassem a inteira disposição de quem fica mais tempo exposto a pandemia.

Uma das produções caseiras foi orientada pela médica Lilian Arai, por meio de um projeto do Departamento de Gastroenterologia da USP.

A especialista divulgou um passo a passo da confecção de uma máscara.

Que pode ser utilizada principalmente por quem passa mais tempo exposto à situações de risco, como os médicos.

A produção é simples.

Uma tiara de plástico e um acetato tamanho A4. Com apenas R$1,00 é possível se proteger.

Como o acetato é disponibilizado no mercado?

 A palavra acetato, em sua origem, significa vinagre. Este é um material direcionado à indústria gráfica.

Trata-se de um elemento transparente, utilizado também na fabricação de película fotográfica.

Na composição química afirma-se que, misturado ao ácido acético e uma outra base, o produto estabelece o sal.

O acetato BH é um produto de qualidade, amplamente utilizado na confecção de embalagens, artesanatos.

E ainda, em revestimento de maquetes, confecção de convites e várias outras diversas funções.

Está disponível no mercado nos tamanhos A2, A3 e A4 e ofício, o é material vendido em embalagens de quantidades e tamanhos diversos.

 

Acetato x plástico: afinal de contas, eles se tratam ou não da mesma coisa?

Basicamente sim! Contudo, de uma forma mais específica, o acetato se trata de um tipo de plástico

Geralmente nos referimos ao plástico e ao acetato BH como produtos diferentes, portanto, eles podem ser pensados como uma coisa só, mas com especificidades.

O plástico comum, assim popularmente chamado, é mais maleável, além de ser, mais leve e fino comparado ao acetato.

Geralmente é identificado em brinquedos infantis e embalagens de produtos de uso doméstico.

O acetato BH, por sua vez, é um tipo de plástico mais brilhante que lembra o vidro.

Além de ser mais pesado e menos resistente ao calor. É encontrado em várias cores e não perde por completo a sua transparência.

Mesmo sendo produtos de características bem diferentes, tanto este, quanto o acrílico e vários outros polímeros são diferentes tipos de plásticos.

Na sequência do conteúdo você poderá entender separadamente as variações deste material.

 

Veja onde pode ser encontrado cada derivado dos 9 tipos mais usuais do acetato

 

1- Acetato de Vinila: está na produção do papel, tinta e mais…

É um líquido químico, transparente e de cheiro suave, altamente inflamável.

Além disso, possui diversas outras usabilidades.

Serve como matéria prima para o desenvolvimento de outros elementos usados na fabricação de produtos como:

  • tintas
  • adesivos
  • telas
  • papel

A folha de acetado pode ser usada ainda, como embalagens de alimentos e para modificar o amido.

É importante ressaltar que por se tratar de um elemento químico, o seu manuseio requer cuidados.

Já que, a inalação deste produto, pode ser nociva à saúde, causando reações alérgicas à garganta, ao nariz e aos olhos.

2 – Acetato de celulose: elemento incolor e sem forma definida

Refere-se a um termoplástico incolor e amorfo, que resiste aos raios UV e absorve a humidade do ar.

É usado principalmente na fabricação de elementos, tais como:

  • pincéis
  • armações dos óculos
  • películas reutilizadas nas aplicações gráficas e artísticas

3 – Acetato de sódio: eficaz no processo de aclaramento de couro

 É definido como um tipo de sal, usados em processos neutralizadores que eliminam o índice de acidez de forma suave.

Este material é eficaz também no processo de aclaramento do couro.

4 – Acetato de ferro: está no verniz e no chiclets

É usado como:

  • aromatizante de gomas de mascar
  • verniz

Esta substância tem origem de elementos como acetil coenzima A, e moléculas relacionadas.

5 – Acetato de etila: é o material que possui a essência das frutas

Este material integra a categoria do éster, comumente usados na indústria, principalmente nas essências de frutas como maçã, pêssego, groselha, framboesa, pera.

É também um usual solvente de esmaltes.

6 – Acetato de potássio: visto em cristais ou flocos brancos

Este composto iônico é encontrado em formato de cristais ou flocos brancos.

Se dá a partir do processo de neutralização do ácido acético junto ao hidróxido de potássio ou carbonato de potássio.

7 – Acetato de cobre: reagente catalisador

Possui um odor característico do vinagre, sendo identificado como cristais azuis-esverdeados. É conhecido ainda como ácido cúprico.

É encontrado na produção de cobre através de síntese inorgânica ou como reagente catalisador.

8 – Acetato de chumbo: reagente laboratorial

É obtido a partir da dissolução de chumbo em ácido acético. Trata-se de um sal orgânico, branco, sólido e sem cheiro.

Muito utilizado na produção de cosméticos e como reagente laboratorial.

9 – Acetato de amila: solvente e fixador de essências

Apresentar um leve cheiro de banana.

Resulta da reação de álcool amílico com ácido acético. É utilizado como solvente e fixador de diversas essências artificiais.

Trata-se de um elemento altamente tóxico, por isso deve ser utilizado sob seus devidos cuidados, seguindo as normas de segurança.

Conclusão

É possível encontrar o acetato nos mais diversos ambientes, seja em pequenas atividades ou em produções industriais.

Para cada necessidade há um produto ideal. Dessa forma, é fundamental conhecer as propriedades e as empresas que dispõe do produto.

A JC Decor – Jeová Couros é a empresa que te oferece acetato BH e diversos outros produtos de alta qualidade.

Existe uma equipe amplamente capacitada para atendê-lo e fornecer boas soluções e condições.

Fobias tudo o que você precisa saber

As fobias são os distúrbios psíquicos mais comuns: têm uma prevalência de 11% e são mais frequentes (o dobro) nos homens do que nas mulheres. O início envolve o adulto jovem, embora algumas fobias comecem na infância, como o medo de sangue

As fobias de crianças são muito frequentes (por exemplo a do escuro, do relâmpago e dos animais), tanto que são consideradas quase normais se forem apreciadas entre os 2 e os 5 anos.

A fobia é o medo intenso, acentuado, irracional e persistente de um objeto ou situação que, em vez disso, é desprovido de um perigo objetivo real e, precisamente neste sentido, a fobia se distingue do medo, que é um sentimento que o indivíduo manifesta diante de uma ameaça real. 

Mesmo na fobia específica, como consequência do transtorno, a ansiedade antecipatória pode ser estabelecida com comportamentos de evitação relativa e, em casos particulares, a ansiedade pode chegar à extensão de um ataque de pânico, porque a exposição ao estímulo fóbico quase sempre causa uma resposta ansiosa imediata.

A Terapia online é recomendada para tratar qualquer tipo de fobia.

O número de fobias é quase ilimitado, pois qualquer objeto ou situação pode estar envolvido. As formas mais comuns são fobias por: animais, sangue, altura, lugares fechados, escuridão, morte, meios de locomoção, sujeira, doenças, agentes atmosféricos.

As pessoas afetadas, exceto as crianças, estão cientes de que o problema que os aflige é irracional ou excessivo; apesar disso, o transtorno compromete mais ou menos significativamente sua existência.
Para falar de uma fobia específica em adultos, as manifestações fóbicas devem ter duração mínima de seis meses.

A evitação desenvolvida por esses sujeitos torna-se duradoura e difícil de eliminar: isso depende do fato de que a redução da ansiedade, que é alcançada evitando objetos e situações temidas, leva a um reforço estável dessas estratégias justamente por serem eficazes na prevenção da ataque ansioso. 

Se evitar se tornar um hábito, o sujeito desenvolverá traços fóbicos reais.
As fobias geralmente sofrem uma clara redução após a infância; os casos que persistem no adulto são menos favoráveis ​​do ponto de vista da recuperação, pois ocorre em apenas 20% deles. 

Uma possível consequência da fobia é a interferência que ela provoca na vida profissional e nas relações, porque, principalmente nas formas mais graves, a pessoa deve modelar seu comportamento a partir das coisas ou situações a evitar, enfrentando limitações carreira e nos laços emocionais.

O tratamento desta doença baseia-se essencialmente na psicoterapia. Algumas vantagens podem ser obtidas com medicamentos, como b-bloqueadores (que reduzem a taquicardiasudorese e dispneia ) e alguns antidepressivos, mas esses são benefícios marginais. 

A técnica psicoterapêutica mais eficaz parece ser a de expor o sujeito “ao vivo” ou “na imaginação” aos objetos e situações temidos de maneira gradual ou massiva, a fim de permitir que ele aprenda a controlar a ansiedade e o medo.

Fobia social

Tem prevalência em torno de 8% e afeta principalmente mulheres, com início que ocorre mais freqüentemente entre 10 e 20 anos.

A fobia social consiste no medo de manifestar ansiedade, até um ataque de pânico, quando está junto de pessoas, geralmente desconhecidas, em situações potencialmente constrangedoras, desde simplesmente estar com outras pessoas, a eventos sociais em que o sujeito é solicitado um benefício. 

O medo desses indivíduos é o de manifestarem, em circunstâncias semelhantes, devido à ansiedade, comportamentos que determinem o julgamento negativo das pessoas presentes. 

Como consequência, estabelecem-se comportamentos de esquiva, ansiedade antecipatória ou desconforto, em conjunto com situações sociais ou atuações temidas, como ruborizar-se em público ou vivenciar uma notável sensação de tensão. 

Entre os quadros clínicos que caracterizam a fobia social estão: falar em público, ou seja, o chamado “medo do palco”, que parece ser a forma mais comum; falar com pessoas importantes; fazer exames; participar de festas ou almoços; resistir à pressão ou expressar desacordo com pessoas não pouco conhecidas, por exemplo vendedores; olhe os outros nos olhos; trabalhar ou escrever enquanto é observado.

O tratamento consiste em psicoterapia ou, ainda que de forma menos eficaz, uso de antidepressivos ou b-bloqueadores.

O chá de menta tira o sono?

O chá de menta tira o sono?

O chá de menta tira o sono? Se quer ter uma vida mais saudável então comece a utilizar o chá de menta. Aprenda quais os benefícios, propriedades, como cultivar, como preparar o chá e as contraindicações.

Hoje quero falar da menta, isso mesmo! Uma das plantas mais antigas com registros de propriedades medicinais.

Afinal, Chá de menta pode causar insônia?

Esta erva não é somente utilizada em fabricação de medicamentos da indústria farmacêutica ou receitas caseiras, mas ainda está presente na composição de uma vasta lista de produtos, como por exemplo: pastilhas, cremes dentais, enxaguantes bucais, shampoos etc…

A menta, desde muitos anos já era utilizada para aliviar dor por curandeiros, sua eficácia foi comprovada cientificamente.

Existe um estudo que foi realizado na Universidade de Newcastle, na Inglaterra, que comprova as propriedades medicinais do chá de menta, uma delas seria propriedades analgésicas, onde age combatendo a dor.

Os povos do Oriente Médio, possuem o hábito de ingerir o chá de menta após as refeições, por este motivo, eles conhecem muito bem as propriedades desta erva e a utilizam obtendo seus benefícios.

Se você quer aprender mais sobre esta erva tão benéfica para a saúde, e de certa forma fácil de ser encontrada e/ou cultivada, continue lendo este artigo e saiba mais sobre a poderosa menta.

Benefícios do chá de menta:

O chá de menta pode trazer não um ou dois benefícios, mas bastantes! Leia logo abaixo e saiba quais benefícios são estes…

  • Ajuda no processo de digestão, atuando como um excelente digestivo;
  • Ajuda a diminuir a flatulência ou gases intestinais;
  • O aroma característica da planta auxilia no descongestionamento das vias respiratórias;
  • Auxilia no alívio de dores, possuindo efeitos semelhantes aos da aspirina;
  • Auxilia no combate às náuseas e enjoos matinais;
  • Devido à sua ação espasmolítica, ajuda a evitar espasmos intestinais;
  • Reduz o estresse, relaxante.
  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Ajuda na saúde bucal e
  • Pode auxiliar no tratamento da tosse, asma e alergias.

Propriedades:

Segundo estudos científicos, a erva possui ainda muitas propriedades:

  • Analgésicas iguais às dos remédios sintéticos;
  • As folhas da menta contém propriedades anti-cancerígenas e
  • Anti-fúngicas.

O chá de menta tira o sono?

Qual é o melhor horário para usar todas essas propriedades curativas do chá de menta? Será que o chá de menta tira o sono? Essa é uma dúvida muito comum.

Pode ficar despreocupado, é claro que todo organismo reage de forma diferente, mas o chá de menta é um calmante natural e relaxante muscular, capaz de garantir uma boa noite de sono e de aliviar as dores de cabeça, no corpo, na alma. 

Porque dissipa o estresse, levando clareza mental a quem usa, principalmente se utilizado com o banho de rosa branca.

Se está sofrendo de insônia e quer se reconciliar com suas boas noites de sono em que sonhava feito criança e acordava renovado pode apostar no chá de menta.

Como cultiva-lá em casa?

Aprenda em apenas 7 passos como cultivar a menta em casa…

  1. Plante a menta a partir de estacas de outra planta ou utilize sementes de menta, em climas quentes deve-se semear nos finais do verão e princípio do outono, em climas mais frios deve-se plantar na primavera.
  2. A menta é uma planta que se desenvolve horizontalmente, por isso é recomendável plantá-la num vaso grande, com uns 20 centímetros de profundidade, que lhe permita crescer. Caso a plante diretamente sobre o solo do seu jardim, é aconselhável cultivar a menta sozinha para que não se sobreponha às plantas ao seu lado.
  3. Coloque um sistema de drenagem para evitar que a água fique estagnada.
  4. Em seguida, encha o vaso com substrato vegetal, preferivelmente leve e relativamente rico em nutrientes, depois coloque as estacas de menta.
  5. Embora a menta possa estar ao sol, prefere lugares sem demasiada exposição solar, e adapta-se bem ao cultivo em sombra e semi-sombra. Desta forma, deve colocar o vaso num lugar em que a menta receba luz solar mas com moderação.
  6. Esta planta prefere solos um pouco úmidos, por isso necessitará de uma rega regular e abundante, sobretudo em épocas de crescimentos, primavera e verão.
  7. A época de floração coincide com a chegada do verão, deveremos ir recolhendo os brotos tenros de menta à medida que precisarmos.

Como preparar o chá de menta?

Para prepara-lo você só precisa seguir as instruções logo abaixo…

Ingredientes:

  • Folhas de menta (se não a cultivar em casa, tente comprar a que tenha a aparência de mais fresca possível);
  • Água;
  • Mel ou açúcar para adoçar.

Modo de preparo:

  1. Rasgue algumas folhas de menta e coloque-as em um copo;
  2. Ferva a água em uma chaleira ou panela e adicione ao copo com a menta, até enchê-lo;
  3. Deixe repousar por cerca de 3 minutos;
  4. Normalmente, o chá é tomado sem retirar as folhas, mas você pode retirá-las com um coador ou uma colher, caso prefira;
  5. Adoce com mel ou açúcar, de acordo com o gosto pessoal. Se quiser, pode adicionar algumas gotas de suco de limão ou de laranja.

Veja quais são as contraindicações para o chá de menta logo a seguir…

Contraindicações:

  • Crianças com menos de cinco anos;
  • Mulheres grávidas ou lactantes.

Conclusão:

Com tantas informações sobre o chá de menta, você aprendeu se o chá de menta tira ou nao o sono, além das características analgésicas que a menta possui. Com ela você poderá tratar outras patologias e ter uma vida mais saudável.

Inclusive este chá pode ser um aliado no dia a dia, portanto, comece agora mesmo a utilizar o chá de menta e melhore sua disposição ao longo do dia.

 

Os 4 tipos de exercício físico para manter a saúde

A combinação de diferentes tipos de exercícios pode reduzir o risco de lesões e aumentar os benefícios da atividade física. Damos uma olhada em 4 tipos de exercícios para manter a forma e recuperar a motivação. 

já ouviu falar no Air Jordan 4? quando se trata de esporte é o tênis mais indicado.

Quando pensamos em esporte, às vezes temos imagens radicais que vêm à mente. Esforços, suor, sofrimento … essas ideias negativas podem pesar muito em nossa motivação . No entanto, as atividades que aceleram nossa frequência cardíaca não são as únicas que nos mantêm em forma. Três outros tipos de exercícios são igualmente importantes: musculação, equilíbrio e alongamento.

Cada tipo de exercício é essencial e traz um aspecto completamente essencial para maximizar os benefícios da sessão e limitar o risco de lesões . Ao fortalecer os músculos, por exemplo, protegemos as articulações e, trabalhando o equilíbrio, usamos a força muscular e a coordenação para estabilizar o movimento. Você não pode fazer esses exercícios quando não tem flexibilidade, então é melhor variar cada treino . Alguns esportes, como ioga , permitem que você incorpore todos esses exercícios . Caso contrário, aqui estão outras idéias para combinar à vontade.

Os 4 tipos de exercício físico para

manter a saúde

A combinação de diferentes tipos de exercícios pode reduzir o risco de lesões e aumentar os benefícios da atividade física. Damos uma olhada em 4 tipos de exercícios para manter a forma e recuperar a motivação. 

Os 4 tipos de exercícios para manter a forma

Quando pensamos em esporte, às vezes temos imagens radicais que vêm à mente. Esforços, suor, sofrimento … essas ideias negativas podem pesar muito em nossa motivação . No entanto, as atividades que aceleram nossa frequência cardíaca não são as únicas que nos mantêm em forma. Três outros tipos de exercícios são igualmente importantes: musculação, equilíbrio e alongamento.

Cada tipo de exercício é essencial e traz um aspecto completamente essencial para maximizar os benefícios da sessão e limitar o risco de lesões . Ao fortalecer os músculos, por exemplo, protegemos as articulações e, trabalhando o equilíbrio, usamos a força muscular e a coordenação para estabilizar o movimento. Você não pode fazer esses exercícios quando não tem flexibilidade, então é melhor variar cada treino . Alguns esportes, como ioga , permitem que você incorpore todos esses exercícios . Caso contrário, aqui estão outras idéias para combinar à vontade.

Exercício cardiovascular

Atividades físicas como correr , nadar ou dançar trabalham o sistema cardiovascular e, assim, aumentam a frequência cardíaca e a respiração . Este tipo de exercício reduz o risco de doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, hipertensão e alguns tipos de câncer.

Treinamento de força

Levantar pesos, fazer flexões e abdominais e treinamento de resistência podem construir e construir massa muscular . Os músculos queimam mais calorias do que qualquer outro tecido corporal, por isso é importante fazer exercícios quando quiser perder peso e cuidar da dieta.

O ato de equilíbrio

Ao trabalhar o nosso equilíbrio, ajudamos o nosso corpo a manter uma boa posição e a controlar melhor a sua estabilidade. Este tipo de exercício é especialmente importante para idosos, mulheres grávidas e pessoas que ganharam peso, a fim de reorientar sua gravidade .

Exercício de alongamento

Os exercícios de alongamento podem ser estáticos (você faz a postura e a mantém por vários segundos ou até minutos) ou dinâmicos (os membros e articulações permanecem em movimento). Eles alongam os músculos e melhoram o movimento nas articulações. Eles também ajudam a reduzir o risco de lesões durante esportes e outras atividades. 

Um recurso natural contra o câncer – Vitamina B17

A vitamina B-17, também chamada amígdalina ou Laetril, é um agente quimioterápico completamente natural, encontrado em mais de 1200 plantas, principalmente nas amêndoas de sementes de frutas comuns, como damasco (damasco ou damasco), pêssego, maçã, cereja, nectarina, ameixa etc. 

Também é encontrado em várias gramíneas, milho, sorgo (milomaíz), milho, caça, linhaça e muitos alimentos que foram descartados no cardápio do homem moderno.

É um diglucosídeo, um componente que possui a categoria nitrilo e que passa a ser uma substância natural que contém uma molécula formada por duas unidades de glicose (açúcar), uma unidade de cianeto e uma unidade de benzaldeído intimamente ligada. 

Essa “ligação” torna o cianeto e o benzaldeído, que são altamente tóxicos, inofensivos para humanos e animais. 

As ligaduras podem ser completamente bioacessíveis e um exemplo disso é o cloro, que é um gás muito venenoso, mas, quando combinado com o sódio, forma o “cloreto de sódio”, que nada mais é do que o sal comum, sendo um composto “inofensivo”, o que significa que seu consumo moderado não causa nenhum dano ao nosso corpo.

Como funciona a Vitamina b17?

Felizmente, uma enzima chamada “betaglucosamidase” é abundantemente concentrada nas células cancerígenas e é muito rara nas células normais na proporção de 100 para 1.

Essa enzima, em contato com a água, é capaz de “afrouxar” as ligaduras do Amigdalina ou vitamina b17 e, quando chega às células cancerígenas, libera sua carga de cianeto, deixando-a liberada e, juntamente com o benzaldeído, multiplicam o poder de cura, causando a morte química das células malignas de maneira mais eficaz que o cianeto. por si só. Esse fenômeno bioquímico é chamado “sinergismo”

E as células normais?

Nas nossas células, também temos outra enzima chamada “rodanase” e é abundante em tecidos saudáveis. Os cientistas o apelidaram de “defensor” por ter a propriedade de impedir que o cianeto danifique uma célula saudável, quebrando-a e transformando-a em nutrientes e subprodutos benéficos para o corpo chamado “tiocianatos”. 

Por outro lado, o oxigênio abundante nas células saudáveis ​​”oxida” o benzaldeído e o converte em “ácido benzóico”, um composto não tóxico.
Descoberta de Amygdalin ou B-17

Em 1952, o Dr. Ernst T. Krebs Jr., desenvolveu a teoria de que o câncer não era devido a nenhum agente estranho, mas é um desequilíbrio no corpo causado por deficiências na dieta devido à falta de um composto na dieta. Contemporâneo e, como mencionei no início deste documento, ele é abundante na natureza em mais de 1200 plantas.

Complementos à terapia com vitamina B-17

Em conjunto com a vitamina B-17, devemos tomar um suplemento baseado em enzimas pancreáticas e vitamina C (em doses mínimas de 3 gramas por dia). A principal função das enzimas pancreáticas é “queimar” o revestimento protéico das proteínas nas células cancerígenas de uma maneira que facilite a entrada da amígdala (B-17) no núcleo da célula para causar sua destruição total.

Para reforçar o consumo de enzimas pancreáticas, podemos consumir alimentos ricos nessas substâncias, como abacaxi ou mamão, para dar um exemplo. Além disso, uma boa dieta é importante para reconstruir os tecidos danificados.

Disfunção erétil em homens com diabetes

A Disfunção erétil em homens com diabetes atinge mais da metade dos homens, de acordo com uma nova análise publicada na revista Diabetic Medicine.

Homens diabéticos têm três vezes e meia mais chances de desenvolver disfunção erétil que homens sem diabetes, disseram os autores. Homens com diabetes muitas vezes começam a ter problemas de ereção mais cedo na vida também e passam a usar remédios e suplementos como o x potent  e gel para melhorar ereções.

Estes resultados vêm de uma análise recente de 145 estudos médicos sobre diabetes e disfunção erétil. No geral, os estudos incluíram mais de 88.000 homens com uma idade média de 56 anos.

Com base nos dados, os pesquisadores calcularam uma taxa global de 53% em todo o mundo. A prevalência para disfunção erétil em homens com diabetes tipo 2 foi maior em 66%. Para homens com diabetes tipo 1, a taxa foi de 38%.

Disfunção erétil em homens com diabetes de duas formas

Primeiro, o alto nível de açúcar no sangue pode perturbar o caminho do nervo que transmite mensagens entre o cérebro e o pênis. Quando isso acontece, o cérebro não consegue “dizer” ao pênis para iniciar uma ereção em resposta a estímulos sexuais.

Em segundo lugar, muitos diabéticos desenvolvem aterosclerose – endurecimento das artérias. A placa pode se acumular nas paredes dos vasos sanguíneos e prejudicar o fluxo sanguíneo, até mesmo no pênis. Um homem precisa de um bom fluxo sanguíneo para uma ereção rígida.

Se as artérias estiverem bloqueadas, a ereção não será tão firme quanto poderia ser. Ou pode não acontecer de jeito nenhum.

Os autores do estudo recomendaram que homens diabéticos fossem rastreados para disfunção erétil. E já que a disfunção erétil é frequentemente um sinal precoce de diabetes, é uma boa ideia que homens com a disfunção também verifiquem o nível de açúcar no sangue.

Não só eles, são duas a quatro vezes mais propensos a desenvolvê-lo em comparação com homens sem diabetes, eles geralmente têm casos mais graves também de serem tratados.

Tipos de diabetes e os problemas

No entanto, existem dois tipos de diabetes a considerar. A maioria dos diabéticos tem o tipo 2, no qual o pâncreas fabrica insulina, mas o corpo não o utiliza de forma eficiente.

O tipo 1 ocorre quando o pâncreas não produz insulina. De acordo com a Associação Americana de Diabetes, apenas 5% dos diabéticos têm o tipo 1. Geralmente é diagnosticado em crianças e adultos jovens e antigamente era chamado de diabetes juvenil.

Em um estudo americano recente(Journal of Sexual Medicine), os cientistas analisaram a história da disfunção erétil em um grupo de 600 homens com diabetes tipo 1 que participaram de testes maiores. Seus dados cobriam até 30 anos de informações anuais de DE entre 1983 e 2012.

Eles descobriram que 61% dos homens tiveram disfunção erétil pelo menos uma vez durante o período do estudo. Alguns homens perderam permanentemente sua capacidade de ter ereções. Para outros, o problema tendia a ir e vir.

Os cientistas também relataram o seguinte:

  • Aproximadamente 39% dos homens não tiveram problema de ereção durante o período do estudo
  • Cerca de 7% tinham disfunção erétil por 1 ou 2 anos consecutivos, mas não tiveram problemas de ereção depois.
  • Quarenta e dois por cento tinham problemas de ereção vindo, indo e voltando pelo menos uma vez.
  • 13% tinham o problema persistente.

A idade média do primeiro incidente de emergência dos homens foi de 43 anos.

Homens sem disfunção erétil ou episódios isolados de disfunção erétil eram mais propensos a ser mais jovens, ter um índice de massa corporal (IMC) mais baixo e controlar o açúcar no sangue.

triceps

O que acontece com quem tem baixo testosterona

Pesquisadores estão revelando os mistérios de como a baixa testosterona está relacionada à saúde geral dos homens. Ao longo do caminho, eles estão descobrindo conexões entre baixa testosterona e outras condições de saúde.

Diabetes , síndrome metabólica , obesidade e pressão alta têm sido associados à deficiência de testosterona. Mas há suplementos que aumentam a libido e a testosterona.

A baixa testosterona não é conhecida por causar esses problemas de saúde, e a substituição da testosterona não é a cura. Ainda assim, as associações entre a baixa testosterona e outras condições médicas são interessantes e merecem uma olhada.

A baixa testosterona indica problemas de saúde?

Nos últimos anos, os pesquisadores notaram ligações gerais entre a baixa testosterona e outras condições médicas. Um deles mostrou que em 2.100 homens com mais de 45 anos, as chances de ter baixos níveis de testosterona eram:

  • 2,4 vezes maior para homens obesos
  • 2,1 vezes maior para homens com diabetes
  • 1,8 vezes maior para homens com pressão alta

Os especialistas não sugerem que a baixa testosterona cause essas condições. Na verdade, pode ser o contrário. Ou seja, homens com problemas médicos ou com problemas de saúde geral podem desenvolver testosterona baixa.

Pesquisas sobre a relação entre a baixa testosterona e várias outras condições de saúde estão em andamento. Se a testosterona não estiver tão baixa alguns suplementos naturais como o Xtrabig Force e o tesão e vaca.

Diabetes e baixa testosterona

Uma ligação entre diabetes e baixa testosterona está bem estabelecida. Homens com diabetes são mais propensos a ter baixos níveis de testosterona. E homens com testosterona baixa são mais propensos a desenvolver diabetes posteriormente. A testosterona ajuda os tecidos do corpo a consumirem mais açúcar no sangue em resposta à insulina . Homens com testosterona baixa mais frequentemente têm resistência à insulina : eles precisam produzir mais insulina para manter o açúcar no sangue normal.

Até metade dos homens com diabetes têm testosterona baixa, quando testados aleatoriamente. Os cientistas não têm certeza se o diabetes causa baixa testosterona, ou o contrário. Mais pesquisas são necessárias, mas estudos de curto prazo mostram que a reposição de testosterona pode melhorar os níveis de açúcar no sangue e a obesidade em homens com baixa testosterona.

Obesidade e baixa testosterona

Obesidade e baixa testosterona estão intimamente ligados. Homens obesos são mais propensos a ter baixos níveis de testosterona. Homens com testosterona muito baixa também são mais propensos a se tornarem obesos.

As células de gordura metabolizam a testosterona em estrogênio , diminuindo os níveis de testosterona. Além disso, a obesidade reduz os níveis de sexo globulina de ligao hormona sexual (SHBG), uma proteína que transporta testosterona no sangue . Menos SHBG significa menos testosterona.

Perder peso através do exercício pode aumentar os níveis de testosterona. Suplementos de testosterona em homens com baixa testosterona também podem reduzir um pouco a obesidade.

Cereja, uma caixinha de surpresas

A cereja é a anfitriã este fim-de-semana no Jardim da Serra e, por isso, vamos falar nesta crónica acerca dos seus benefícios. Do género Prunus, esta pequena delícia pode ser de duas classes, doce – avium ou ácida – cerasus, e é originária da Ásia.

A cereja

Refrescante e delicioso, este fruto é uma verdadeira caixinha de surpresas. Em termos nutricionais possui um baixo teor energético, aproximadamente 60 kcal por 100 gramas e 83% de água.

Contém um bom teor de hidratos de carbono e fibra, conferindo-lhe este último composto suaves propriedades laxantes, importantes para quem tem problemas de obstipação. São-lhe também atribuídas propriedades drenantes e diuréticas, possibilitando desta forma a prevenção da retenção de líquidos e a eliminação de toxinas.

Vitaminas e minerais

Contém ainda vitaminas e minerais, nomeadamente vitamina A e C, ferro, cálcio, fósforo e potássio, melatonina, e compostos com propriedades antioxidantes. A vitamina A, sob a forma de betacaroteno é importante para uma pele e visão saudáveis. O teor de vitamina C, aliado ao conteúdo em ferro, fazem da cereja uma fruta que ajuda no combate à anemia. O cálcio e o fósforo são importantes para a saúde óssea. A sua riqueza em potássio é importante para manter o ritmo cardíaco e a atividade muscular. A melatonina é uma hormona responsável pela regulação dos ciclos de sono, sendo que a sua ingestão surge como uma alternativa para a melhoria da qualidade do sono.

Sabe-se também que este fruto possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias devido à presença de betacaroteno, antocianinas, quercetina e ácido elágico, que ajudam a eliminar os radicais livres e a prevenir alguns tipos de cancro.

A cereja possui a capacidade de redução da quantidade de ácido úrico no sangue. Está provado que para pessoas portadoras de gota, doença reumática que resulta da acumulação de ácido úrico nas articulações que provoca dores e inchaço nessas zonas, o consumo de cerejas pode reduzir até 35% a possibilidade de uma crise. Para além da parte comestível da cereja, os pés da mesma também são utilizados em infusões para o tratamento de infeções urinárias.

Nesta época do ano, as cerejas são como as conversas… quanto mais se tem, mais se quer!

Fonte do artigo e escrita: https://www.reportagemsocial.com.br/