O que é limpeza de fachada?

O que é limpeza de fachada?

O que é limpeza de fachada? Trincas, poluição, avarias, manchas; são muitos os danos passíveis de acontecer com fachadas de edifícios. E isso é um grande incômodo, uma vez que a fachada é simplesmente o cartão de visitas de qualquer edificação. Como solucionar tal questão? Por meio da contratação de serviços de limpeza de empresas idôneas, com tradição no mercado. Vejamos um pouco mais sobre o assunto a seguir, e esperamos ajudar na sua decisão de renovar – ou simplesmente limpar – a fachada de seu prédio.

Quando chamar empresa de limpeza para fachada?

Principalmente, o que precisa ser visto é o momento em que a aparência do edifício já for muito diferente da construção original, pelos efeitos do tempo. Lavagens periódicas também são importantíssimas, para não deixar chegar ao ponto de ocorrer desgastes mais profundos, que possam causar danos severos à própria estrutura do prédio, como vazamentos e afins.

O que fazem empresas de limpeza em uma fachada?

As empresas especializadas em limpeza de fachadas lançam mão de uma série de artifícios para deixar as fachadas recuperadas e limpas, como novas. A durabilidade do serviço dependerá diretamente das condições do local da construção.

Se o prédio tiver até 4 anos de construção vale a pena a técnica de lavagem da fachada. Será feita com uso de trincha ou brocha, utilizando detergente e hidrojateamento, sem qualquer uso de cloro, que oxidará as superfícies da fachada, corroendo cores e materiais. Tudo isso servirá para melhorar, de imediato, a aparência do edifício.

Equipamentos adequados de empresas de limpeza para fachadas?

A aplicação de produtos químicos, como sabemos, deve ser realizada com muita parcimônia. Então, os princípios mais modernos, atentos à sustentabilidade, orientam para a aplicação de “química verde”, capaz de ser ecologicamente correta.

Além disso, todo produto químico deve ser escolhido com base no tipo de revestimento a ser limpo, das condições de aplicação e da impureza em si. Desse modo, não se deve levar em conta o custo, mas sim o resultado prático de sua aplicação.

Máquinas e acessórios serão também itens frequentes nesse tipo de serviço. Lavadoras de alta ou altíssima pressão, para limpeza de revestimentos – tais como azulejos, tijolos aparentes, entre outros – conseguem economizar cerca de 80% do volume d’água que seria utilizado em uma operação “comum”, com uso de mangueira.

Em termos de acessórios, há as lojas especializadas e ainda distribuidores que disponibilizam uma diversidade de soluções, entre as quais se encontram extensores de até nove metros de comprimento e kits de limpeza que servem para ação em vidros e paredes.

Para o caso da limpeza de fachadas nas áreas de até nove metros de altura, o colaborador pode se manter no solo com segurança e conforto. Bem na ponta deste extensor acopla-se o acessório – limpa tudo, Mop de parede, lavadora e rodinho para vidros etc. –, que é mais indicado para o tipo de limpeza da fachada.

imoveis

Como realizar sua negociação imobiliária?

Embora os preços das casas não pareçam cair como resultado da crise de saúde, os compradores que procuram reduzi-los podem usar essas dicas para baixar o preço de venda do apartamento ou da casa.

Embora possa haver sinais de que uma propriedade é negociável existem algumas dicas que podem ajudá-lo a reduzir o preço. Aqui estão nossas dicas para uma negociação bem-sucedida.

Quer fazer uma negociação imobiliária e não sabe como? A  Imobiliária em Rivieira de São Lourenço pode te ajudar.

Quando negociar o preço?

Quando negociar o preço de venda é uma das dúvidas mais comuns dos compradores. Orçamento limitado, falta de bens, vontade de trabalhar … vários motivos podem incentivá-los a pedir ao vendedor para baixar o preço. Embora seja possível negociar o preço a qualquer momento na venda de um imóvel, não é certo que uma oferta baixa será aceita.

As margens de negociação são muitas vezes limitadas, especialmente em áreas tensas. Muitas vendas são concluídas ao preço, ou seja, sem negociação. Então, para colocar as probabilidades do seu lado, é melhor ouvir o vendedor, o corretor de imóveis, se houver, e o mercado.

imoveis

Como diminuir o preço de venda de um imóvel?

Como baixar o preço é a próxima questão. A negociação imobiliária é uma arte que deve ser tratada com precisão. Também é uma profissão. Uma negociação muito brutal pode virar o vendedor de cabeça para baixo, então é melhor se preparar para essa etapa delicada. Para ajudá-lo, considere preparar uma lista de verificação de perguntas e possíveis despesas relacionadas à sua mudança para a propriedade para a qual deseja fazer uma oferta de compra. Um estudo quantificado e uma análise da situação do vendedor permitirão que você negocie com base em valores e critérios objetivos.

Faça perguntas para obter uma queda de preço

Você pode descobrir fazendo muitas perguntas, por exemplo:

  • O produto está no mercado há muito tempo?
  • As taxas de condomínio são muito altas?
  • Esperam-se grandes obras?
  • Os diagnósticos imobiliários revelam anomalias?
  • O vendedor já teve alguma oferta e quanto?

Ouvir é essencial no contexto de uma negociação imobiliária e todas essas perguntas permitirão que você saiba como baixar o preço.

Em quanto você pode diminuir o preço?

Se você acha que uma queda no preço é possível, a questão é quanto. A margem nacional de negociação gira em torno de 4%, em média. Portanto, é possível tentar uma negociação em certos casos. Grandes negociações são possíveis dependendo do preço de venda, das condições da moradia e do mercado imobiliário local.

Resta a questão do seu orçamento máximo

Conhecer o seu orçamento imobiliário é uma etapa essencial de uma negociação. Se o trabalho é esperado, saiba que você pode integrá-los em sua hipoteca. Sua capacidade máxima de endividamento deve ajudá-lo a negociar o preço. Trazer profissionais para conhecer o orçamento da obra permitirá que você saiba se o projeto corresponde ao seu orçamento.

Se necessita de obter melhores condições de financiamento, não hesite em contactar um corretor de imóveis. A sua negociação imobiliária dependerá de todos estes critérios e da situação.

Você pode negociar as taxas de agência?

Se o preço lhe parecer muito alto e você usar os serviços de uma imobiliária, saiba que as taxas de agência são negociáveis. Você pode fazer um lance menor e negociar. Bom conselho? Se você é vendedor de um imóvel, ofereça-o exclusivamente ao corretor de imóveis. Algo que o motive para a negociação e mostre seu profissionalismo e capacidade de negociar por você.

Como o ppc é estruturado em uma estratégia de b2b inbound marketing?

Hoje, todos os especialistas em marketing digital falam sobre marketing de entrada e sua importância para estabelecer uma forte presença digital, a fim de crescer e manter um negócio em um mundo cada vez mais conectado.

 

De fato, de acordo com o estudo “State of Inbound 2016” da Hubspot, 73% das 4.500 empresas pesquisadas reconheceram que o marketing “inbound” é uma das principais prioridades de sua organização.

 

Concordo que deve ser uma prioridade, o problema é que muitas empresas ignoram uma tática muito importante no marketing de entrada: campanhas de pagamento ou PPC (pay per click).

Do que? Campanhas de pagamento em inbound marketing?

 

Muitas empresas pensam que as campanhas pagas (PPC) e o marketing de entrada não estão conectados. Eles acham que o marketing de entrada, e o SEO que ele envolve, são suficientes para atrair tráfego para um site gratuitamente e que o PPC é altamente superestimado para obter tráfego. 

 

Eles realmente não sabem como fazê-lo corretamente com o PPC. Quando eles usam campanhas de pagamento corretamente, torna-se uma tática inseparável da estratégia de marketing de entrada.

 

Marketing de entrada

 

Diferentemente das táticas de marketing de saída (interrupção ou marketing tradicional, como publicidade paga, outdoors, anúncios diretos, vendas diretas etc.), o marketing de entrada foi desenvolvido para que os clientes em potencial se sintam conectados gradualmente uma marca, um produto ou serviço.

 

Essa conexão e confiança são construídas lentamente, graças a conteúdo de alto valor, como blogs, e-mails, e-books e promoções, entre outros. É um processo que primeiro permite que o cliente em potencial conheça seus negócios, depois o leva ao seu site e, finalmente, o leva ao funil de vendas.
 

Infelizmente, muitos pensam que o marketing de entrada é gratuito, o que pode ser resumido criando uma página de fãs no Facebook e postando algumas postagens graças a um gerente da comunidade. Então, como os gostos ganharam com “Olá, hoje é segunda-feira. 

 

Tenha uma boa semana! ” tornar-se clientes em nosso funil de vendas? O Social Media Marketing faz parte da nossa estratégia de marketing de entrada, mas não é tudo. 

 

O marketing de entrada, como qualquer tática de marketing, custa dinheiro: planejamento, redação, design, gerenciamento de mídia, manutenção do portal da web etc.

 

Embora o Inbound Marketing seja uma estratégia de longo prazo, isso não significa que você investirá sem retorno. O lado bom do Inbound é que podemos começar sem muito investimento e crescer pouco a pouco.

 

O que podemos esperar de uma estratégia bem-sucedida de Inbound Marketing?

 

Tráfego valioso e durável

leads b2b qualidade

ROI simplesmente mensurável

Reduza pela metade o custo de seus anúncios no Facebook e Instagram

Deseja otimizar seu orçamento de publicidade no Facebook?
Você está começando a ver resultados positivos, mas não consegue ver como pode reduzir seus custos?
Conversei esta manhã com a Inbounder Marketing , nossa especialista em anúncios do Facebook, sobre como otimizar a publicidade no Facebook e no Instagram.

A otimização dos anúncios do Facebook é um processo contínuo com tentativa e erro. Não é um processo fácil, mas é essencial economizar tempo e dinheiro a longo prazo. Falando em erro, eis como descobri o que chamo de grupos do público (personas) para facilmente cortar pela metade o custo de uma campanha.

Antes de reduzir pela metade o custo dos seus anúncios no Facebook, aconselho você a otimizar suas campanhas.

Noções básicas – Diagnosticando uma conta de anúncios do Facebook

Para gerenciar adequadamente uma conta de publicidade do Facebook, comece diagnosticando estas três dimensões:

  • A audiência,
  • A propaganda,
  • página de destino .

Essa é a única maneira de verificar se tudo está pronto para otimizar custos e otimizar o orçamento de publicidade.

1. O público de suas campanhas de publicidade no Facebook

Este é o primeiro item a verificar.

  • Suas campanhas estão segmentando as pessoas certas?
  • Você tem o cliente certo?

Para ter sucesso nesta etapa, é claro que é necessário ter estabelecido sua persona corretamente com antecedência .

Se você ainda não os estabeleceu, aqui estão três perguntas para verificar se seus critérios de segmentação para suas campanhas de anúncios no Facebook são relevantes:

  • Quem é seu cliente?
  • Qual é o problema dele para resolver?
  • Qual é a sua solução ou oferta para ajudá-lo?

Depois que essas respostas forem coletadas, valide-as procurando o que seus clientes em potencial leem, veem e gostam.

Mas como fazer isso ?

  • Pelo que eles dizem  : use a barra de pesquisa no Facebook digitando uma de suas palavras-chave,
  • Pelo que eles lêem  : faça o mesmo na Amazon,
  • E para o que eles gostam  : estude as estatísticas  de público – alvo da sua página do Facebook chamada “Facebook Audience Insights”.

Uma vez validadas suas hipóteses, você poderá encontrar os centros de interesse do seu alvo com todas as informações em mãos.

Na verdade, você não apenas identificou seu cliente em potencial, mas também entendeu essas expectativas.

Pelo menos você tem algum pensamento sobre o que ele pode experimentar e o que o impede de seguir em frente e como ele fala sobre isso.

2. O visual da campanha publicitária

O visual é a chave com tanta frequência no Marketing Digital.

Mas isso é ainda mais verdadeiro para campanhas de publicidade online.

Muitos empreendedores lançam campanhas publicitárias com uma única variante visual no público que estão testando.

De fato, o algoritmo do Facebook gosta de diversidade, ou seja, tem a liberdade de escolher.

Como explicar isso simplesmente?

Vamos dar um exemplo.

O algoritmo do Facebook Ads pode distinguir pessoas que preferem ler textos longos daquelas que preferem textos curtos.
Meu conselho  : tente tirar o máximo proveito do poder de seu algoritmo preditivo. E, para isso, sempre ofereça várias variantes de suas campanhas.

Nada é mais fácil.


Ofereça a ele diversas variações de visuais, títulos e textos e dê a ele a liberdade de otimizar o desempenho da campanha.

Para fazer isso, ative suas diferentes variantes diretamente no gerente de publicidade.

Isso acontece no pacote de publicidade ativando o botão de conteúdo criativo dinâmico como abaixo.

O conteúdo criativo dinâmico  é uma ferramenta de otimização muito prática se você realmente não sabe qual conteúdo funciona com diferentes públicos.

Além disso, os anúncios do Facebook agregam para você o desempenho de todas as variantes transmitidas.

Último ponto  : use a ferramenta de sobreposição de texto  para avaliar a quantidade de texto nela. De fato, se seu visual incluir muito texto, sua publicidade poderá não atingir todo o público-alvo.

3. Página de destino da sua campanha

Infelizmente, a página de destino é frequentemente subestimada.

No entanto, esta é a página na qual as pessoas que clicam no seu anúncio são direcionadas.

Deve deixar uma ótima impressão, o que implica pelo menos:

  • Tempo de carregamento rápido desta página, especialmente em dispositivos móveis,
  • Design responsivo , ou seja, perfeitamente adequado para todos os tamanhos de tela (PC, celular, tablet etc.),
  • Taxa de rejeição não muito alta,
  • Taxa de conversão totalmente otimizada para sua página de destino…

Basicamente, você está gastando dinheiro para atrair clientes em potencial para seu site, e assim deve recebê-los o máximo possível e orientá-los em direção ao seu objetivo.

Além disso, uma Landing Page também ajuda a reduzir o custo por resultado e otimizar o desempenho da sua publicidade.

Como? Ou? O quê?

Você acha que o Facebook está interessado apenas no que está acontecendo com ele!

Este não é o caso.

O Facebook, pelo menos seus algoritmos, leva em consideração toda a experiência do usuário.

É normal.

O Facebook não quer decepcionar seus usuários. É o caso da isca  de clique, por exemplo, mas não apenas.

Se esta parte não for dominada, o Facebook o penalizará.

Correndo o risco de me repetir, como todas as plataformas da Internet, o Facebook procura melhor satisfazer seus usuários.

Se seus usuários não estiverem satisfeitos, o Facebook perderá membros em sua rede social … e se perder pessoas, não poderá ganhar dinheiro e, claro, você também!

Simplificando, as prioridades do Facebook são:

  • Usuários felizes,
  • Ganhar dinheiro,
  • Deixe você fazer isso também.

Observe a ordem dessas prioridades.

Agora você conhece as regras e sabe como aplicar com elas as melhores táticas.

O bônus – como otimizar uma campanha já otimizada?

O que fazer quando essas três otimizações forem concluídas?

Paradoxalmente, você tem a coisa mais fácil a fazer.

Na Inbounder, chamamos essa última otimização de bolsões de público .

Essa estratégia é baseada em um conceito simples: alcançar pessoas diferentes no mesmo público com custos diferentes para você  !

Mas como isso é possível?

Uma audição não é homogênea?

Quando você segmenta “moda por exemplo”, não alcança todos da mesma maneira?

Bem não !

Aqui está o porquê.

A analogia disso

Vamos fazer uma analogia para entender:

  • O objetivo da publicidade representa a atração e venda,
  • O públic-alvo representa um oceano para se descobrir: vários objetivos
  • O conjunto de publicidade representa seu barco lançado neste oceano,
  • O anúncio representa sua rede para a captura de peixes no oceano.

Assim como na vida real, se você envia 2 barcos para uma região próxima, um barco pode pescar bem e o outro volta sem peixe…

Eu sei que essa analogia pode parecer terrivelmente simplista …

Mas é exatamente isso que acontece com seus conjuntos de anúncios!

Conclusão para reduzir pela metade o custo dos seus anúncios no Facebook Ads

Existem vários artigos sobre a otimização de campanhas publicitárias no Facebook.

A maioria delas contém dicas básicas como “Instalar o pixel do Facebook” ou “Criar uma audiência no Facebook”.

Em última análise, não é muito útil, é?

Este artigo descreve um truque para reduzir pela metade o custo dos seus anúncios no Facebook.

Para alcançar seu público-alvo e ficar à frente dos seus concorrentes, gastando menos, pense em simplesmente duplicar seu público.

E a boa notícia é que está a apenas um clique de distância.

Obviamente, essa estratégia de duplicação não substitui ter uma campanha bem estruturada e um produto ou serviço que funcione perfeitamente. Ex: pode vender um produto na internet como um clareador dental ou venda de serviços: pacote de intercâmbio

Porque não se esqueça: a publicidade existe para ampliar uma base que funciona com diferentes ingredientes principais:

  • Uma página de vendas que converte e carrega rapidamente no celular,
  • Uma oferta irresistível (trabalho de fornecimento),
  • Bom momento para a venda (calendário).

Em seguida, considere analisar o desempenho de suas campanhas de anúncios no Facebook .

Resumir em 3 perguntas

Os anúncios no Facebook valem a pena?

Um excelente custo por conversão não significa que uma campanha no Facebook seja eficaz. Para oferecer uma ordem de grandeza, se você ganhar mais de R$ 4,00 em receita por cada real investido em publicidade, sua campanha será bastante lucrativa.

Por que seus anúncios no Facebook são tão caros?

Uma segmentação insuficiente do público-alvo pode derreter seu orçamento como do gelo ao liquido. De fato, no Facebook, algumas audiências são mais caras do que outras. Por quê ? Porque eles são mais competitivos. Esteja ciente de que seus anúncios podem competir com anúncios de outras empresas que nem sequer estão no seu setor.

Como reduzir pela metade o custo dos seus anúncios no Facebook?

Comece estudando seu público. Em seguida, execute várias variações de uma campanha para dar ao Facebook a opção de escolher o melhor. Otimize sua Landing Page, porque o Facebook também leva em consideração o comportamento de seus usuários no site da sua empresa. Depois que tudo isso for feito, em um clique, duplique seu público-alvo para dividir significativamente o custo de suas campanhas.

E ai, gostou das nossas dicas? Entre em contato conosco em nosso site https://www.inbounder.com.br

Leads

Como obter mais leads – Confira agora Mesmo

A tradução de “lead” do inglês significa “chumbo”. Isso se refere ao fato de um lead já ser um usuário interessado em seu conteúdo ou produtos, e não um usuário que o encontrou por acaso … portanto, é considerado um usuário qualificado e de qualidade, com mais possibilidades de compra em seu site do que um usuário aleatório.

Os leads são, na verdade, usuários que confiaram alguns dados por meio de uma plataforma digital . Eles são os assinantes famosos, aqueles usuários que preenchem seu formulário de contato e se tornam potenciais clientes em seu banco de dados. A partir daí, você deve “trabalhar” e fornecer a eles mais valor e segurança para que eles acabem comprando.

Consiga Leads B2B e aumente a sua rede de cliente

Leads

Como obter mais leads

As técnicas de geração de leads estão em operação há muitos anos. A verdade é que 1 em cada 10 empresas reconhece uma melhoria notável com essas estratégias, ou seja, a maioria das empresas que usam essas técnicas não obtém resultados tangíveis . Isso pode ser devido a vários motivos:

– A página de destino “assusta” os usuários.

– O conteúdo não é útil ou de qualidade

– A estratégia de geração de leads não é adequada

– Rastrear seus leads não está correto

– Você não identificou corretamente seu público-alvo

Geração de leads

Desde o momento em que um usuário pensa em comprar um produto ou contratar um serviço on-line , até comprá-lo, muitas coisas acontecem. Na maioria dos casos, não compramos on-line ao mesmo tempo em que pensamos em comprá-lo . Costumamos ir a vários sites para comprá-lo, comparamos preços, qualidades, vantagens como tempo de entrega … Além disso, costumamos fazê-lo em diferentes dispositivos.

A geração de leads começa desde o início. Desde a fase de atração do seu público, na qual  você tenta alcançar o maior número possível de usuários que atendem ao perfil do cliente-alvo; Até o final, na fase de conversão , quando os usuários já se tornam clientes e começam a se identificar positivamente com sua marca .

Entre esses dois pontos, existe uma verdadeira “jornada de compra” do usuário. Nessa viagem, você deve fornecer um conteúdo valioso e pontos fortes de seus produtos e serviços . Dessa forma, você poderá ver quais usuários “passam” para uma fase mais próxima da compra.

Como obter mais leads?

Para que um gerente de marketing digital responsável pela estratégia de captura de leads seja bem-sucedido, você deve:

1- Defina o perfil do cliente em potencial ou o cliente ideal.

Quem é o tipo ideal de cliente que compraria seus produtos? Quantos anos ele tem? Onde ele mora? Que hobbies ele tem? …

2- Atrair o perfil do cliente para que ele se torne um lead.

Em outras palavras, é necessário que eles deixem suas informações de contato  usando um formulário para fazer parte do banco de dados do assinante. Geralmente eles oferecem algo grátis em troca, um ebook, um “guia de SEO na página”, por exemplo. Dessa forma, é mais provável que os usuários sejam seus assinantes

3- Agregue valor aos seus assinantes

Depois de ter uma boa lista de assinantes , você deve agregar valor a esses leads . Geralmente através de conteúdo relacionado ao seu assunto de utilidade real . Nesta fase, você começa a converter leads de usuários em clientes . Nesta fase, os leads são nutridos com um conteúdo valioso. Dessa maneira, você gera confiança e autoridade em seu setor como uma marca.

4- Identifique seus “hot leads”

Quando você identifica leads “quentes” ou praticamente prontos para comprar, é hora de levá-los à compra. Aqui, estratégias diferentes são geralmente aplicadas, como descontos ou ofertas exclusivas, para dar ao usuário o último empurrão para finalmente decidir comprar.

Diferentes maneiras de atrair leads

Marketing por e-mail para capturar leads

É um dos meios mais utilizados para atrair leads e durante toda a jornada do cliente. Recomendamos que seus e-mails sejam atraentes e tenham um bom conteúdo persuasivo que incentive seu lead a tomar uma ação específica. Uma das ferramentas mais usadas para essas estratégias é o mailchimp .

Valorize o conteúdo dos seus leads

Costuma-se dizer que “o conteúdo é rei” e, em grande medida, é esse o caso. Um bom conteúdo ajudará você a melhorar seus resultados, sem dúvida, principalmente se forem úteis para seus usuários. Embora exija tempo e esforço, a longo prazo beneficiará você não apenas para o seu público, mas também para o seu posicionamento natural dentro do seu setor.

Anúncios de aquisição de leads

Os anúncios são uma ótima maneira de ganhar visibilidade, principalmente no início. Nesse caso, publicidade paga ou PPC oferece maior alcance. Eles são orientados à conversão, pois requerem investimento. Uma boa opção para atrair leads qualificados pode ser realizada em diferentes plataformas:

  • Anúncios de Pesquisa do Google
  • Anúncios sociais (facebook, instagram, twitter twitter …)
  • Publicidade em outros sites (exibição)
  • Publicidade em aplicativos

Redes sociais

As redes sociais são um ótimo gateway para dar visibilidade aos seus negócios. Sem ter anúncios em redes sociais , você pode compartilhar seu conteúdo através de seus perfis de redes sociais e conectar-se mais com seu público, poder se comunicar diretamente com eles e tentar conhecê-los mais, descobrir o que você pode trazer com sua marca … em resumo ganhar confiança. Dessa forma, é muito mais fácil conseguir mais assinantes.

O importante é a qualidade dos leads

No final, o importante é a qualidade dos leads que você obtém. Será de pouca utilidade para você obter leads em massa se eles não tiverem interesse em seu setor ou produtos. Uma das chaves é identificar qual perfil de cliente tem maior probabilidade de comprar seus produtos. Com isso, é infinitamente melhor ter poucos leads, mas de qualidade do que muitos leads desinteressados.

Ferramentas para geração de leads

Todo o processo de geração de leads e criação de leads  é muito complexo se você não tiver uma ferramenta de marketing digital de entrada disponível para ajudá-lo a identificar os leads que estão se aproximando da fase de compra.

Para isso, existem inúmeras ferramentas que permitem gerenciar toda essa imensa quantidade de informações . Dessa forma, você terá controlado as fases pelas quais cada um de seus assinantes passa e, portanto, poderá enviar a eles conteúdo específico e personalizado.

 

Empresas que não fazem marketing digital podem sofrer mais na crise?

Atualmente, a pandemia do Covid-19 está afetando todo o mundo. Contudo, essa não é a primeira e muito menos a última crise que enfrentaremos. Mesmo que não seja possível prever e estar totalmente blindado a ela, existem alguns fatores relacionados ao marketing digital que podem auxiliar e minimizar os impactos de um futuro período de tensão, ou até mesmo do atual momento. E se o seu negócio ainda não faz parte do mundo online, pode ser que ele esteja ficando para trás.

Pequenos negócios

Por mais que pequena e médias empresas sejam responsáveis por 80% dos empregos formais no Brasil, elas são as que mais estão sofrendo com a pandemia, principalmente aquelas com sede e operação física. Além do caixa ser menor do que o de empresas maiores, o marketing digital não era levado a sério e ainda possuía muita resistência em grande parte de pequenos negócios. Contudo, os métodos tradicionais já não são mais suficientes, visto que devido ao período de incerteza a prioridade das pessoas mudaram e o ciclo de venda está mais longo, obrigando negócios tradicionais a mudarem o comportamento para não ficarem para trás e se adaptar ao novo comportamento:

  • Escolas tradicionais e de idiomas oferecendo aulas à distância;
  • Negócios locais explorando cada vez mais os canais digitais, como as mídias sociais, para aumentar as vendas;
  • Autônomos, como personal trainer, oferecendo consultoria e aulas online.

Negócios que se adaptaram rapidamente já estão à frente de seus concorrentes. E você, quer ficar pra trás?

Marketing digital na crise

Muitas empresas ainda têm a mentalidade de que Marketing está relacionado apenas a despesas e não visualizam como ele pode oferecer um retorno financeiro, fazendo com que em períodos de crise essa seja a primeira área a ser cortada. O Marketing Digital é um investimento que além de gerar resultados a longo prazo, também pode ajudar a aumentar as vendas no curto prazo. Isso porque com o distanciamento social, as pessoas não estão nas ruas para encontrar sua loja, e sim no universo online. Inclusive, até mesmo imóveis estão sendo procurados e “visitados” na internet. Ou seja, se você não está nesse mundo, como espera ser encontrado por seus clientes ou até mesmo atingir mais pessoas?

Facebook e Instagram

É preciso ser visto para ser lembrado, certo? Por isso, utilizar as mídias sociais, como Facebook e Instagram pode ser o começo do Marketing Digital em sua empresa. Por meio deles você possui infinitas possibilidades para, além de se comunicar e aproximar de seu público, também realizar vendas diretas e fazer propagandas de seus produtos.

Contudo, é importante deixar claro que não se deve pensar nessas ferramentas apenas como um canal de vendas, é importante gerar conteúdo relevante para seu público. Afinal, mostrar que sua empresa se importa com as pessoas é uma ótima maneira de fortalecer a sua imagem como marca e consequentemente vender mais por isso. As redes sociais possuem recursos para contas comerciais para facilitar o processo de venda, além de oferecer métricas relevantes e exatas para seu negócio, facilitando as análises.

SEO e Google Ads

Entretanto, além das redes sociais é importante estar presente em outros canais. E qual o melhor canal senão o maior buscador da internet? Sim, o Google. Até mesmo se as pessoas quiserem te encontrar nas redes sociais, elas podem realizar pesquisas. Mas como ser encontrado?

O Google Ads é uma plataforma totalmente voltada para anúncios e links patrocinados que são vendidos por meio de leilões de palavras-chave. Ou seja, seu anúncio irá aparecer quando realizar alguma pesquisa na web, acessar sites ou blogs, e até mesmo quando assistir vídeos no YouTube. O melhor de tudo é que o público impactado com seu anúncio será totalmente qualificado, aumentando as chances de conversão.

O Google Ads é uma forma mais rápida de ser encontrado e estar no topo é algo que todo mundo quer. Agora, você sabia que é possível estar no topo sem precisar patrocinar suas campanhas? O SEO é um conjunto de técnicas de otimização de páginas da web (sites, blogs, vídeos) para ranqueá-las nas primeiras colocações do buscador por meio de resultados orgânicos. Estar na primeira página do Google, principalmente dentre os primeiros colocados traz autoridade para sua marca e consequentemente mais vendas, visto que recebe mais cliques do que o restante.

É importante lembrar que ambas as ferramentas necessitam que a utilização das palavras-chave seja feita de forma natural e inteligente. Por exemplo, se você possui um restaurante italiano em Balneário Camboriú, utilize palavras-chave como “perto de mim”, “próximo de mim” ou “em Balneário Camboriú”. Com isso, você será encontrado sem dificuldades por seus clientes e ainda irá atrair novas pessoas.

Como você pode ver aqui neste artigo do site, o Marketing Digital não é gasto, mas sim investimento. Principalmente em épocas de crise, é preciso estar aberto a novas ferramentas que podem agregar ao seu negócio. Não seja aquela empresa que fica pra trás durante a crise.

Fazer e Vender Chinelos Personalizados – Uma Boa Oportunidade de Negócio

Quando falamos em pequenos negócios, não podemos esquecer dos empreendedores que trabalham na fabricação de chinelos. Com um baixo custo de produção, as margens de lucros podem ser bem atrativas para quem quer ter o seu próprio negócio.

Este negócio não exige uma grande infraestrutura. Com um pequeno espaço em casa, é possível instalar uma máquina de fazer chinelos e realizar as atividades ligadas a produção.

Além disso, esse negócio é de baixa concorrência, tornando mais fácil um melhor posicionamento no mercado.

Ficou interessado? Então leia o artigo até o final e fique por dentro do tema!

Como funciona o negócio

Primeiro é preciso adquirir a máquina de fazer chinelos. Existem pequenas versões portáteis que permitem bastante versatilidade ao empreendedor e algumas são capazes de fazer 4 mil pares por dia.

Depois, é preciso ter atenção aos insumos de fabricação. Os principais materiais são os seguintes.

  • Tinta;
  • Cola;
  • Resina
  • Tecido
  • Borracha para a sola.

É muito importante que o material seja de boa qualidade, principalmente a borracha. Se não for, você pode até conseguir vender alguns pares, mas suas vendas não serão recorrente pois os seus clientes não voltarão a comprar.

Com os materiais corretos, as suas margens de lucro podem ser bem atrativas. É possível fabricar um chinelo por menos de R$8,00 e vendê-lo por mais de R25,00.

Como encontrar clientes

Para encontrar clientes basta usar a criatividade. Existem por exemplo muitas empresas que dão um chinelo com o logotipo da empresa para seus clientes e funcionários como brinde.

Existem também chinelos como lembranças de casamento, batizado e outros eventos. Basta fazer uma pesquisa em sua cidade.

Mas o principal lugar que você pode vender os seus chinelos personalizados é a internet. De acordo com as ferramentas de busca, existem mais de 10 mil pesquisas por mês no Google com o termo “chinelos personalizados”.

Isso quer dizer que são milhares de pessoas que estão dispostas a desembolsar uma grana para adquirir chinelos personalizados. Isso permite que você não tenha que ter um grande estoque.

Basta fazer um site, tirar fotos de alguns pares como modelo e fazer o trabalho de divulgação online. Com isso você não precisa manter uma loja física com as despesas fixas de aluguel e luz por exemplo.

Ainda, não precisa ter grandes gastos com funcionários para atender o público e com a segurança da loja. As despesas de um site são infinitamente menores do que as de uma loja física.

Concluindo

Fazer chinelos personalizados é um bom nicho para empreender um negócio próprio. Você não precisa de um grande espaço físico, pois pode operar a máquina da sua própria casa.

Contudo, como todo negócio é preciso ter atenção a algumas coisas. O principal é a qualidade dos insumos que você adquire, em especial da borracha.

Um material ruim pode afugentar clientes. Lembre-se que depois de comprar algo de baixa qualidade, a propaganda negativa espanta toda freguesia.

Também é importante prospectar os clientes da forma correta. Empresas e eventos são bons clientes em potencial.

Você também não pode esquecer da internet. Existem milhares de pessoas querendo comprar chinelos personalizados e isso pode ser a oportunidade para montar um e-commerce de sucesso.

Lembre-se que as despesas de uma loja online são menores que as de uma física. Com despesas menores os lucros são bem maiores.

Gostou do artigo? Espero ter ajudado, caso ainda tenha dúvidas, entre em contato com a equipe do nosso blog.

Mudanças climáticas: Conheça o projeto para ajudar na adaptação dos países

John Furlow passou mais de uma década trabalhando com países em desenvolvimento na linha de frente das mudanças climáticas, ajudando-os a se adaptarem às mudanças nas condições.

Antes de ingressar no Instituto Internacional de Pesquisa e Clima da Sociedade da Columbia University (IRI), ele viu em primeira mão como a variabilidade climática estava afetando diferentes aspectos da sociedade e da economia na região dos Grandes Lagos, enquanto trabalhava para a Agência de Proteção Ambiental ele liderou programas de adaptação climática para o Departamento de Estado dos EUA e a USAID. Além disso, ele também aconselhou o governo jamaicano na política nacional de mudança climática e apoiou os cientistas a desenvolver previsões sazonais que ajudam a proteger os agricultores do país de problemas como as secas.

Hoje, como diretor adjunto de desenvolvimento internacional e assistência humanitária do IRI, Furlow continua focado no risco climático e na adaptação da agricultura. Ele lidera a parte do Vietnã de um Projeto Mundial da Columbia chamado “Adaptação da Agricultura ao Clima Hoje, para o Amanhã” (hoje).

Através do ACToday, Furlow e sua equipe estão ajudando a transferir as ferramentas de previsão do IRI para instituições governamentais no Vietnã, pois através delas eles puderam desenvolver previsões climáticas sazonais para ajudar os agricultores a se adaptarem às condições climáticas variáveis ​​e a garantir segurança alimentar. A equipe também está ajudando o governo a implementar um mandato nacional para introduzir seguro de índice climático para os agricultores.

Ficou interessado no assunto? Leia o nosso artigo até o final e conheça melhor o processo e os desafios da adaptação climática segundo John Furlow.

Trabalho para o projeto ACToday.

Em 2015, a maior parte do mundo assinou os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e o acordo climático de Paris. Ambos os acordos dizem que devemos lidar com os riscos climáticos, mas não há muita informação sobre como fazer isso – como tomar decisões científicas. informações e usa-las para tomar melhores decisões e aumentar a resiliência.

Com a utilização do ACToday, os países podem utilizar informações climáticas que permitam uma melhor tomada de decisão. O ACToday foi o primeiro projeto mundial da Columbia e o trabalho envolve seis países – Etiópia, Senegal, Colômbia, Guatemala, Bangladesh e Vietnã.

A ideia por trás do ACToday é a seguinte: se os países que tentam alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável em segurança alimentar, nutrição e agricultura, não estão lidando adequadamente com a variabilidade climática, é provável que fracassem. Em países onde a produtividade agrícola foi prejudicada pela seca, tempestades tropicais, anos extraordinariamente chuvosos, anos extraordinariamente quentes – se eles não estão lidando adequadamente com essas ameaças agora, nunca serão capazes de fazê-lo.

As previsões sazonais permitem que os agricultores vejam como o clima provavelmente afetará os rendimentos na próxima safra. Na Jamaica, por exemplo, a equipe da USAID trabalhou com o IRI para ajudar a Jamaica a produzir suas próprias previsões de seca; os agricultores que usaram as informações cortaram suas perdas em um terço. Alguns agricultores encheram barris com água do rio para irrigar; alguns mudaram o que plantaram; outros eram mais conscientes sobre a cobertura para ajudar a manter a umidade no solo. E outros tiraram o ano de folga e ganharam dinheiro de outra maneira, por isso não estavam desperdiçando recursos plantando sementes que nunca poderiam crescer.

Para o ACToday, o IRI e seus parceiros estão trabalhando nesses seis países para produzir previsões em diferentes escalas de tempo e estabelecer relações com programas agrícolas e meteorológicos. Esses programas podem usar as informações como uma alavanca para tentar mudar o comportamento, a tomada de decisões e a prática, além de ajudar as pessoas que trabalham nesses setores a acessar informações e tomar melhores decisões.

Desafios específicos para o Vietnã

Em março passado, em Hanói, foram reunidos indivíduos de diferentes agências governamentais, incluindo os departamentos de agricultura e saúde, para discutir políticas nacionais relacionadas à segurança e nutrição alimentar. Nessa reunião houve o seguinte questionamento: “Onde o clima ou o clima desfavorável podem minar as realizações dessas políticas?”. Acontece que muitas pessoas estão preocupadas com a seca. Alguns estão preocupados com inundações e outros preocupados com o acesso à informação – sem informações, não sabem ao certo o que se preocupar. Através desse feedback foi possível projetar o escopo do trabalho a ser desenvolvido no Vietnã.

Parte da estratégia de crescimento econômico do Vietnã é apoiar pequenos cafeicultores. O pensamento é que, para as pessoas com pequenas propriedades, se plantarem uma colheita de baixo valor, não ganharão muito dinheiro. Se plantam culturas de alto valor como cacau ou café, podem vendê-lo para comprar alimentos e fazer outros investimentos.

Se houver um ano seco, a produtividade do café cai. Assim, os agricultores podem usar previsões sazonais para tomar decisões sobre se e quando irrigar, por exemplo. Devido a isso, tem ocorrido um treinamento com a equipe do escritório de meteorologia do Vietnã para produzir previsões sazonais que podem dizer aos produtores de café se eles serão mais secos do que o normal.

Também está sendo trabalhado com o governo o seguro de índice climático para agricultores. Eles pediram um treinamento para entender como o seguro funciona, para que possam ser consumidores e reguladores mais inteligentes. Eles têm um mandato para introduzir esse tipo de seguro e desejam aconselhar os agricultores sobre as políticas. Mas isso é novo para o Vietnã, e o governo está muito nervoso por não dar certo se não o entenderem o suficiente para fornecer bons conselhos.

Desafios da adaptação climática em geral

O maior desafio é levar as pessoas a pensar nas mudanças que mais as afetarão. Durante anos, as negociações climáticas da ONU implicaram que as ações de adaptação deveriam responder às mudanças de longo prazo mencionadas pelas pessoas ao falar sobre modelos climáticos. Mas as informações sobre as condições no final do século não são úteis para a maioria das atividades de subsistência.

Se um fazendeiro no Vietnã está decidindo o que fazer para a próxima temporada, e um trabalhador humanitário aparece e diz que até o final do século, essa parte do mundo poderia estar 40% mais úmida ou 40% mais seca, o agricultor não pode fazer nada com isso. Mas se ele tiver acesso a boas informações para o período, eles poderão tomar melhores decisões e obter melhores resultados.

 

Gostou do artigo? Então não deixe de compartilhar com os seus amigos e ajudar a divulgar o nosso blog.

consultoria_ambiental

O que é sustentabilidade ambiental e por que é importante para os negócios

É um conceito que está sendo gradualmente incorporado ao vocabulário empresarial, uma década atrás era completamente desconhecido, hoje está começando a ser conhecido e discutido em certos círculos empresariais, e isso é evidenciado por estudos que empresas como Deloitte e KPMG fizeram no México e no mundo.

consultoria_ambiental

Mas o que é sustentabilidade e como isso se relaciona com a sustentabilidade ambiental. Fala-se em sustentabilidade ambiental em todos os aspectos de nossas vidas, desde a criação de casas e comunidades ecológicas com consciência ambiental até o fornecimento de alimentos sustentáveis, energia renovável, móveis e roupas com baixo impacto ecológico. Mas o que realmente significa sustentabilidade ambiental?

Existem muitas definições em uso por grupos ecológicos, empresas, políticos e organizações. No México, o Conselho de Coordenação de Negócios da CESPEDES (Comissão de Estudos do Setor Privado para o Desenvolvimento Sustentável) reúne esses esforços por iniciativa privada.

O conceito de desenvolvimento sustentável foi apresentado pela primeira vez no relatório de 1987 “Nosso futuro comum”, preparado para a Comissão Mundial de Meio Ambiente e Desenvolvimento. Reconheceram os vínculos entre desigualdade, pobreza e degradação ambiental e buscaram um caminho para um mundo mais justo, com menos danos ao meio ambiente.Isso apoia as comunidades.

Nosso futuro comum, ou o Relatório Bruntland, como também é conhecido em referência ao seu autor, estabeleceu o conceito de desenvolvimento sustentável como o caminho a seguir para uma sociedade mais justa que cuida de seus recursos. O relatório definiu desenvolvimento sustentável como “Desenvolvimento que atenda às necessidades do presente, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atender às suas próprias necessidades”.

Portanto, a sustentabilidade ambiental garante que, satisfazendo nossas necessidades de água, comida e abrigo, participando de atividades que tornam nossa vida agradável, incluindo atividades de lazer e entretenimento, não causamos danos ao meio ambiente ou esgotamos os recursos. que não podemos renovar e, assim, cuidamos das gerações futuras, que ainda não podem defender o que têm e pelas quais somos responsáveis ​​por fornecer a eles as opções para que tenham uma vida com as mesmas ou melhores oportunidades que nós.

Por que precisamos de práticas sustentáveis ​​individuais e coletivas?

Embora muitas pessoas e comunidades reconheçam há muito tempo os danos que podem causar ao meio ambiente e às plantas e animais com os quais compartilhamos nosso planeta, apenas recentemente isso foi reconhecido em todo o mundo. O ar que respiramos e nossos rios e oceanos não reconhecem as fronteiras locais, nacionais ou mesmo continentais; portanto, todos devemos cuidar um do outro.

Por exemplo, episódios de poluição do ar no Reino Unido muitas vezes agravam as massas de ar do continente europeu, o lixo dura décadas nos oceanos que viajam pelo mundo em correntes oceânicas e a poluição industrial e os fertilizantes levaram a florescer de algas tóxicas nos rios e mares da China, Estados Unidos, Europa, Ásia e América Latina.

Cuidar do meio ambiente é algo em que todos devemos fazer parte

Existem muitos projetos ambientais que promovem uma vida sustentável em um nível amplo e pequeno, local, nacional e global, no qual podemos participar. Os cuidados com a saúde ambiental são cruciais para garantir que as gerações futuras e todos possam respeitar o nosso meio ambiente e viver uma vida saudável em um planeta saudável. Projetos ambientais individuais ou domésticos podem incluir a realização de nossa própria avaliação de impacto ambiental ou pegada ecológica para garantir o uso eficiente de energia e água e garantir que nossos alimentos, móveis e roupas sejam de fontes sustentáveis.

Várias calculadoras podem ser encontradas na internet para que pessoas e organizações saibam como elas impactam e como elas podem ajudar a minimizar e compensar seu impacto no meio ambiente e serem respeitosas e responsáveis ​​em relação às gerações futuras.

Para ajudar a fazer a diferença, existem inúmeros projetos em andamento, que variam de campanhas locais a nacionais, realizados por governos e organizações da sociedade civil, anteriormente conhecidas no México como ONGs que têm ações focadas em praias limpas, para educar às crianças sobre vida sustentável e empoderamento das mulheres para apoiar suas comunidades e combater os impactos das mudanças climáticas.

Conclusão

Muitos projetos que promovem a sustentabilidade ambiental estão aqui, em nosso país, no México, o que está faltando é que mais pessoas estão interessadas em contribuir com seu tempo, espírito e coração e podem explorar idéias e iniciativas ambientais ou adicionar seu próprio projeto ecológico para inspirar pessoas de sua própria comunidade e de todo o mundo.

o que faz um tarologo

O que faz um tarólogo?

Talvez pouco comum para outras pessoas, porém muitos se questionam sobre o que é necessário fazer para se tornar um tarólogo. Será que é necessário ter um dom ou fazer longos anos de estudo?

Hoje vamos te mostrar o que é necessário para ser um craque nos baralhos de Tarot e se tornar cartomante.

Mas por que alguém busca ser Tarólogo?

O motivo de por que alguém procura por curso para ser tarólogo ainda é muito particular. Muitos pela curiosidade e por que acreditam em poder prever o futuro. Mas como o ditado diz, o futuro a Deus pertence.

O Tarot é um instrumento forte para compreender melhor sobre o nosso presente e também a própria imagem.

Sabemos que cada carta tem sua própria imagem, nome e significados únicos.

O tarólogo precisa identificar o sentido das imagens, identificando as qualidades e dificuldades da vida para as pessoas, como poder trabalhar as coisas de um lado mais positivo e de que forma podemos melhorar o lado pessoal, sem dúvidas nos relacionamentos.

O Tarot pode realmente prever algum acontecimento

Por mais incrível que pareça o Tarot pode sim prever futuros acontecimentos ou certos tipos de padrões. Mas e como tudo isso acontece?

A partir de uma reação natural do nosso inconsciente, as imagens do Tarot se baseiam na leitura.

Isso também nos ajuda a desenvolver uma consciência interior e que seja possível tomar decisões lúcidas, só assim poderemos entender a razão ou situação que passamos, nos dando uma luz para o possível caminho na jornada de nossas vidas.

O Tarot é uma ferramenta objetiva para quem deseja fazer uma análise própria da sua vida e entender o porquê de um lado positivo ou negativo que se assombra no nosso futuro. Levanta sim questões polêmicas, como em várias áreas.

Saiba que a maioria dos tarólogos são mulheres

Muitas jovens adolescentes ingressam na profissão de cartomante.

A intenção de saber do futuro e entender um pouco mais do significado das coisas são algumas das motivações.

Tudo isso cativa os mais curiosos, ainda mais quando pode envolver dinheiro em jogo.

Tal que algum dia uma amiga comenta para a menina e ela decide por se interessar no Tarot.

Algumas meninas descobrem essa formação do nada, procurando alguma oportunidade alternativa para ganhar dinheiro.

É possível sim conciliar a atividade com os estudos.

Tem das que até largam a faculdade por dificuldades financeiras ou que conseguem conciliar os estudos pelo ganho extra trabalhando com as cartas.

Tudo é questão de colocar em prática e acreditar no seu trabalho. Para isso também é importante o papel do cliente, com confiança.

Em geral as primeiras clientes provavelmente serão colegas de trabalho ou amigas. Mas não veja isso como ponto negativo, pois esse já é um passo positivo.

O tarólogo precisa traduzir da melhor maneira o sentido das cartas. Se você tem alguma vontade de arriscar, então arrisque.

Também será normal escutar na primeira ou segunda vez ao comentar que para trabalhar com Tarot é necessário ter um dom.

A intuição ajuda muito e isso é inegável, porem só se basear no significado das cartas não adianta.

O que é mais normal escutar enquanto tarólogo?

Em geral os tarólogos escutam diversos pedidos e também orientações, sobre diversos campos da vida, como estudos, trabalhos ou relacionamento.

O mais normal enquanto trabalhar como tarólogo é ter que aconselhar sobre vida profissional, espiritual e relacionamentos.

Então, conseguiu entender mais sobre o que é a profissão e sobre o que é necessário fazer durante o exercício da profissão de tarólogo? Se você gostou desse post, deixe suas sugestões aqui embaixo e claro, deixe seus comentários.