Segredos de um bom chimarrão

Tomar chimarrão é um ritual para muita gente, principalmente para os gaúchos e para o povo do Sul da América do Sul. É normal você encontrar pessoas carregando uma cuia e uma garrafa térmica nas ruas, nos escritórios, nos departamentos públicos e nas escolas. A coisa é tão séria que uma cidade gaúcha teve que proibir esse costume nas repartições públicas, pois alegavam que o hábito de tomar o chimarrão atrasava o atendimento ao público.

SEGREDOS CHIMARRAO

Você já observou nas prateleiras dos supermercados a quantidade de marcas de erva-mate? E se você se atentar aos detalhes das embalagens, encontrará misturas inusitadas Boldo, camomila, gengibre, ginkobiloba, dentre outras. A escolha do tipo de erva-mate dependerá, exclusivamente, do seu paladar, mas o preparo do chimarrão é básico.

1º Segredo de um bom Chimarrão é a Erva-mate

Já sabemos que o hábito de tomar chimarrão veio dos índios, mas você conhece a lenda? Dizem que os índios guaranis plantavam a erva-mate à beira dos túmulos dos mortos e depois que a erva crescia, eles faziam uma roda ao redor do túmulo e ingeriam a bebida. Faziam isso para absorver as almas dos mortos, principalmente dos grandes guerreiros. Poético, não é mesmo?

Há vários segredos preparar um bom chimarrão e cada pessoa tem o seu toque pessoal.

Em alguns países existem pessoas que colocam um pouco de açúcar, algo totalmente proibido no Rio Grande do Sul, dizem que o açúcar quebra um pouco da acidez da erva.

Sabia que é preciso curar a cuia antes de usa-la? Isso se faz colocando erva-mate e água durante uma semana, trocando periodicamente. Você pode dar um aroma diferente à sua cuia colocando whisky no lugar da água e mate, no processo da cura.

Outras pequenas curiosidades:

O cebador, ou cevador em português, é o dono da cuia e é quem primeiro toma o chimarrão, assim como é quem prepara a bebida;

Em uma roda de chimarrão, se você errar a ordem da passagem da cuia, essa pessoa tem que beijar os fundos da cuia antes de tomar a bebida;

Se alguém passar a cuia e disser obrigado, isso significa que a pessoa esta satisfeita e esta fora da roda de chimarrão.

Curiosidades e lendas à parte, vamos ao modo de preparo de um bom chimarrão:

  1. Colocar erva-mate até a metade da cuia;
  2. Colocar um pouco de água fria para que a erva-mate inche um pouco e esperar uns minutinhos;
  3. Depois completar a cuia com água quente, somente de um lado da cuia, geralmente do lado da bomba.

Pronto, o seu chimarrão esta pronto para ser sorvido “solito” ou com os amigos e familiares.

Dicas:

Durante o processo 1 do preparo e para que a bomba não entupa, tape com a palma da mão o cuia e a vire de cabeça para baixo, dê uma sacudida de leve, o pó da erva ficará no topo e isso evitará o entupimento;

Durante o processo 3 do preparo, a água é colocada somente de um dos lados da cuia para que as folhas da erva-mate não se lavem e percam o sabor mais rapidamente e o chimarrão dure mais tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *