Conheça as aplicações do acetato

Conheça as aplicações do acetato

O acetato na pandemia: entenda como o material é um grande auxiliar para a saúde pública, sobretudo no momento de pandemia

O acetato pode ser identificado nas mais variadas situações, constituída é versátil e apresenta distintas aplicabilidade.

Dos momentos mais simples, às grandes produções, é um elemento químico transparente eficaz e de alta qualidade.

Sua produção e manipulação requerem cuidados específicos, já que a sua ação química pode ser altamente tóxica.

E pode gerar reações alérgicas e outros danos à saúde.

Preparamos este material para te deixar por dentro de todas as funcionalidades do acetato.

Leia este artigo até o final e tire todas as suas dúvidas.

O acetato na pandemia: Um grande auxiliar para a saúde pública.

aplicações do acetato

O acetato na pandemia de Covid-19

A exemplo de outros países, o Brasil vivencia uma das piores crises sanitárias da história, se não o pior enfrentamento na saúde pública.

Na linha de frente estão os profissionais que cuidam dos pacientes que contraem o vírus. Neste sentido, são estes os mais expostos.

Visto isso, iniciou-se uma grande procura por jalecos, toucas, máscaras e vários outros insumos que são indispensáveis a segurança dos profissionais.

Desse modo, especialistas passaram a recomendar o uso de equipamentos artesanais para a população.

Para que os industrializados ficassem a inteira disposição de quem fica mais tempo exposto a pandemia.

Uma das produções caseiras foi orientada pela médica Lilian Arai, por meio de um projeto do Departamento de Gastroenterologia da USP.

A especialista divulgou um passo a passo da confecção de uma máscara.

Que pode ser utilizada principalmente por quem passa mais tempo exposto à situações de risco, como os médicos.

A produção é simples.

Uma tiara de plástico e um acetato tamanho A4. Com apenas R$1,00 é possível se proteger.

Como o acetato é disponibilizado no mercado?

 A palavra acetato, em sua origem, significa vinagre. Este é um material direcionado à indústria gráfica.

Trata-se de um elemento transparente, utilizado também na fabricação de película fotográfica.

Na composição química afirma-se que, misturado ao ácido acético e uma outra base, o produto estabelece o sal.

O acetato BH é um produto de qualidade, amplamente utilizado na confecção de embalagens, artesanatos.

E ainda, em revestimento de maquetes, confecção de convites e várias outras diversas funções.

Está disponível no mercado nos tamanhos A2, A3 e A4 e ofício, o é material vendido em embalagens de quantidades e tamanhos diversos.

 

Acetato x plástico: afinal de contas, eles se tratam ou não da mesma coisa?

Basicamente sim! Contudo, de uma forma mais específica, o acetato se trata de um tipo de plástico

Geralmente nos referimos ao plástico e ao acetato BH como produtos diferentes, portanto, eles podem ser pensados como uma coisa só, mas com especificidades.

O plástico comum, assim popularmente chamado, é mais maleável, além de ser, mais leve e fino comparado ao acetato.

Geralmente é identificado em brinquedos infantis e embalagens de produtos de uso doméstico.

O acetato BH, por sua vez, é um tipo de plástico mais brilhante que lembra o vidro.

Além de ser mais pesado e menos resistente ao calor. É encontrado em várias cores e não perde por completo a sua transparência.

Mesmo sendo produtos de características bem diferentes, tanto este, quanto o acrílico e vários outros polímeros são diferentes tipos de plásticos.

Na sequência do conteúdo você poderá entender separadamente as variações deste material.

 

Veja onde pode ser encontrado cada derivado dos 9 tipos mais usuais do acetato

 

1- Acetato de Vinila: está na produção do papel, tinta e mais…

É um líquido químico, transparente e de cheiro suave, altamente inflamável.

Além disso, possui diversas outras usabilidades.

Serve como matéria prima para o desenvolvimento de outros elementos usados na fabricação de produtos como:

  • tintas
  • adesivos
  • telas
  • papel

A folha de acetado pode ser usada ainda, como embalagens de alimentos e para modificar o amido.

É importante ressaltar que por se tratar de um elemento químico, o seu manuseio requer cuidados.

Já que, a inalação deste produto, pode ser nociva à saúde, causando reações alérgicas à garganta, ao nariz e aos olhos.

2 – Acetato de celulose: elemento incolor e sem forma definida

Refere-se a um termoplástico incolor e amorfo, que resiste aos raios UV e absorve a humidade do ar.

É usado principalmente na fabricação de elementos, tais como:

  • pincéis
  • armações dos óculos
  • películas reutilizadas nas aplicações gráficas e artísticas

3 – Acetato de sódio: eficaz no processo de aclaramento de couro

 É definido como um tipo de sal, usados em processos neutralizadores que eliminam o índice de acidez de forma suave.

Este material é eficaz também no processo de aclaramento do couro.

4 – Acetato de ferro: está no verniz e no chiclets

É usado como:

  • aromatizante de gomas de mascar
  • verniz

Esta substância tem origem de elementos como acetil coenzima A, e moléculas relacionadas.

5 – Acetato de etila: é o material que possui a essência das frutas

Este material integra a categoria do éster, comumente usados na indústria, principalmente nas essências de frutas como maçã, pêssego, groselha, framboesa, pera.

É também um usual solvente de esmaltes.

6 – Acetato de potássio: visto em cristais ou flocos brancos

Este composto iônico é encontrado em formato de cristais ou flocos brancos.

Se dá a partir do processo de neutralização do ácido acético junto ao hidróxido de potássio ou carbonato de potássio.

7 – Acetato de cobre: reagente catalisador

Possui um odor característico do vinagre, sendo identificado como cristais azuis-esverdeados. É conhecido ainda como ácido cúprico.

É encontrado na produção de cobre através de síntese inorgânica ou como reagente catalisador.

8 – Acetato de chumbo: reagente laboratorial

É obtido a partir da dissolução de chumbo em ácido acético. Trata-se de um sal orgânico, branco, sólido e sem cheiro.

Muito utilizado na produção de cosméticos e como reagente laboratorial.

9 – Acetato de amila: solvente e fixador de essências

Apresentar um leve cheiro de banana.

Resulta da reação de álcool amílico com ácido acético. É utilizado como solvente e fixador de diversas essências artificiais.

Trata-se de um elemento altamente tóxico, por isso deve ser utilizado sob seus devidos cuidados, seguindo as normas de segurança.

Conclusão

É possível encontrar o acetato nos mais diversos ambientes, seja em pequenas atividades ou em produções industriais.

Para cada necessidade há um produto ideal. Dessa forma, é fundamental conhecer as propriedades e as empresas que dispõe do produto.

A JC Decor – Jeová Couros é a empresa que te oferece acetato BH e diversos outros produtos de alta qualidade.

Existe uma equipe amplamente capacitada para atendê-lo e fornecer boas soluções e condições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *