Exercícios que podem ser praticados após um AVC

O exercício é uma boa forma de manter a sua saúde durante a recuperação, reabilitação e o resto da sua vida.

O exercício pode mantê-lo em forma e saudável – física e mentalmente – para reduzir a chance de outro derrame e melhorar sua qualidade de vida, e pode ser feito no conforto da sua própria casa durante o auto-isolamento do coronavírus.

Mas o derrame é uma condição complexa, que pode afetar sua capacidade de se exercitar com segurança.

Um plano de exercícios individualizados por um fisioterapeuta irá configurá-lo adequadamente para atender às suas necessidades e habilidades.

Um plano individualizado por um fisioterapeuta é a melhor maneira de atingir seus objetivos com segurança.

Pessoas que vivem com AVC têm necessidades diferentes. Alguns querem continuar com um programa de reabilitação mais tradicional sob a supervisão de fisioterapeutas treinados, mas podem ter problemas de acesso (seguro, transporte). Você pode preferir programas em sua comunidade.

Ou você pode preferir fazer exercícios em casa. A boa notícia é que mais programas de exercícios estão se tornando disponíveis para atender às necessidades de pessoas que estão se recuperando de um derrame:

  • Provedores de fitness da comunidade estão sendo treinados para oferecer programas de exercícios adequados para pessoas que estão se recuperando de um derrame.
  • Programas estão sendo desenvolvidos e avaliados para permitir que sobreviventes de AVC se exercitem independentemente, em casa ou em grupos comunitários.

Converse com seus provedores de saúde – antes de deixar o hospital – sobre os programas em sua comunidade.

Chaves para o sucesso com exercícios após o derrame

O que fazer:

  1. Converse com sua equipe de médicos sobre se você está ou não pronto para se exercitar antes de iniciar qualquer programa.Por quê? Somente sua equipe de AVC sabe se é seguro para você participar de um programa de exercícios.
  2. Trabalhe com um fisioterapeuta de derrame e outros membros da equipe para escolher o programa certo para você.Por quê? Avaliar seus objetivos pessoais, condição médica e capacidade significa que você será direcionado a um programa seguro e eficaz para você.
  3. Seja reavaliado periodicamente pelo seu provedor de condicionamento físico.Por quê? Avaliações regulares irão garantir que você está fazendo seus exercícios corretamente – para segurança e eficácia. Ajuste o nível de desafio para ajudá-lo a progredir em direção a seus objetivos.
  4. O exercício é um trabalho árduo, mas continue e o progresso virá.Por quê? Muitas tarefas são repetitivas – às vezes até enfadonhas – e exigem muito esforço, mas há muitas pesquisas que mostram que os exercícios beneficiam as pessoas que tiveram um derrame.
  5. Faça exercícios com outras pessoas.Por quê? Pesquisas mostram que fazer exercícios com outras pessoas o torna mais interessante e ajuda na motivação.
  6. Permanece motivado. O que funciona melhor para mantê-lo motivado? Você tem algum tipo de exercício favorito? Você gosta de ouvir música enquanto faz exercícios? Tente definir metas semanais e recompense-se ao alcançá-las!Por quê? Saber o que o motiva a praticar exercícios o ajudará a mantê-lo por muito tempo.
  7. Pare o exercício se começar a sentir que as coisas estão mal no seu corpo ou se tiver dificuldade em respirar. Se você não se sentir melhor após alguns minutos, pare e verifique com seu médico ou membro da equipe de derrame o mais rápido possível.Por quê? Você não deve se sentir mal ou trabalhar muito.
  8. Converse com seu fisioterapeuta sobre protetores de quadril. Se você cair, verifique com seu médico ou membro da equipe de derrame.Por quê? O derrame pode causar problemas de equilíbrio e você pode ter osteoporose – ambos são riscos de fratura de quadril.
  9. Se seus exercícios são dolorosos, pare! Trabalhe com um fisioterapeuta ou um provedor de fitness treinado para modificar o exercício de forma que você fique em um intervalo sem dor.Por quê? Faça apenas exercícios que estejam dentro de suas habilidades. Os benefícios dos exercícios superam o risco de lesões, desde que sejam feitos com segurança.

Os 4 diferentes tipos de exercício:

  1. Endurance (aeróbio): Melhora a aptidão do coração e dos pulmões, reduz a fadiga e aumenta a energia para fazeres exercício durante o dia.Consulte nossa página sobre exercícios aeróbicos após o AVC.
  2. Força:Aumenta a força muscular para que seja mais fácil fazer coisas do dia a dia, como subir escadas, levantar de uma cadeira e levar mantimentos.
  3. Equilibrio: Facilita a locomoção em sua casa e na comunidade e reduz o risco de quedas.
  4. Alongamento: Mantém os músculos relaxados e as articulações móveis para que você possa se vestir e alcançar os objetos com mais facilidade.

Fazer exercícios em casa

Você pode praticar exercícios em casa sob a supervisão de um terapeuta treinado. Converse com sua equipe de saúde sobre se algum desses programas é adequado para você.

Exercícios aeróbicos e sua saúde

A atividade física ajuda a preservar a força muscular, ajuda no equilíbrio e na caminhada e melhora os níveis de energia. – coisas que ajudam a sua capacidade de realizar muitas atividades diárias.

A atividade aeróbica deve ser incorporada a um programa geral de atividade física após o AVC.

Além disso, exercícios aeróbicos ajudam em outras aéreas estéticas, como perder barriga e outras gorduras localizadas.

E então, ficou alguma dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Conte a nós, comente abaixo!

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *